Pokémon Olimpus: Epiros


Olá pessoal, que tal conhecer mais um lendário da Olimpus dex?


Epiros

Type: Fairy 
Ability: Desconhecida

Eros Orb:
Forma "adormecida" assumida por Epiros.

Golden Arrow:
Os poderes "materializados" de Epiros.


Shiny Version:

Pokédex

Epiros, o primeiro sentimento. O pouco que se sabe sobre Epiros e seus poderes é ditado por mitos. As lendas de Olimpus dizem que esse Pokémon foi criado inconscientemente pelos sentimentos de Arceus, durante a formação do Universo. Ele passou a viver no nosso planeta e descobriu que tinha poderes para interferir no destino de humanos e Pokémon. Seu poder era imenso e passou a corrompê-lo. Para proteger o mundo Pokémon ele comprimiu seus poderes, os materializou e os exilou. Do que restou deles, criou um involucro para seu corpo permanecer adormecido, o "Eros Orb". Epiros até então está adormecido. É dito que ao entrar em contato com a "Golden Arrow"ele será desperto, pois ela é a forma material de seus poderes.


Base Mitológica

Eros em forma "infantil".
Epiros foi inspirado no deus primordial, Eros, que também ficou conhecido como o deus do "amor" (Chamado de Cupido em Roma). Eros tinha aparência e forma de criança, era alegre e muito peralta. Gostava de fazer traquinagens com seu poder. Criava paixões impossíveis; entre jovens de famílias rivais, entre criaturas horrendas e belas jovens, ou mesmo entre deuses e mortais. Vivia a serviço de sua "mãe" Afrodite. Eros nunca quis crescer. Só o fez por ciúmes do seu novo irmão, Anteros. E assim ele cresce, torna-se homem e deixa de seguir as ordem maternas, (seria nessa fase que ele apaixona-se e casa com Psiquê). Em outras versões mitológicas, Eros volta a sua forma de criança e a seguir sua mãe, quando ela entrega Anteros para ser criado por um pescador... Todavia, em alguns contos, Eros era um ser primordial que foi concebido junto com o próprio Caos (ou por ele). Enquanto Caos criava tudo ao acaso, numa desordem sem fim, Eros combinava elementos e sabia o que pretendia criar, tinha conhecimento do que resultaria. Entretanto, Eros deixou sua vida primordial e tomou posse do ventre de Afrodite, combinando as "partes" de outros deuses, possivelmente Ares, Zeus, Poseidon e Hermes (por isso sua paternidade seria tão controversa) e deu origem a um novo deus ou a ele mesmo, o Eros/Cupido, o deus do amor... mas o amor, como a esperança, pode ser entendido como uma maldição. Na mitologia grega/romana isso é deixado claro em diversos mitos (do próprio Cupido, de Dafne, de Apolo, de Herácles, de Narciso, de Helena de Troia, Pandora, etc.), tanto que o Eros mesmo tinha dois tipo de flechas: ouro  e chumbo. Sendo a primeira as flechas da paixão e a segunda as flechas da repulsão/ódio. Para alguns filósofos gregos, o amor e o ódio eram complementos ou a mesma coisa, um pudia dar origem ao outro. E a mistura de ambos (amor e ódio) seria o "quinto elemento", a força responsável por combinar e criar  tudo a partir dos quatro elementos primordiais...


em 12/08/15
Comentários
Disqus

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado após ser aprovado pela moderação.
Agradecemos a sua participação!