Curiosidades #02 – Pokémon 2000: O Poder de Um

Fala, pessoal! Aqui quem fala é o Pedro (ou Pether mesmo), e estarei dando continuidade em nossas curiosidades de filmes da franquia! Estarei falando um pouquinho sobre o segundo filme: Pokémon 2000: O Poder de Um. Bom, sem mais delongas, vamos ao que interessa!


Capa do filme oficial no Brasil. 
Pokémon 2000: O Poder de Um, ou do inglês: Pokémon The Movie 2000: The Power of One, (Título original: のポケモン ルギア爆誕) foi lançado nos cinemas japoneses em 17 de julho de 1999. Vale lembrar que o título em japonês não se refere à Pokémon 2000, pois traduzindo ao inglês, seria: Mirage Pokémon: Lugia's Explosive Birth. O 2000 deve-se ao fato de ter sido lançado nos cinemas americanos em 21 de julho de 2000. No Brasil, o filme chegou no mesmo dia dos Estados Unidos.

Capa do filme oficial no Japão.

O roteiro do filme é de 
Takeshi Shudō, e a direção pertence a Michael Haigney e Kunihiko Yuyama. Recebeu nota 5,8 no IMDB, assim como o primeiro filme. Conseguiu arrecadar ¥3 bilhões (o que gera em torno de 30 milhões de dólares)

Junto com o filme, vieram mais dois curtas. O primeiro, Pikachu’s Rescue Adventure (No Brasil: A aventura de Resgate do Pikachu) e o segundo, Slowking’s Day (De traduções para o português, seria: Dia do Slowking. Porém, este fora lançado apenas no Japão.)

A Warner Home Vídeo do Brasil recebeu Pokémon 2000: O Poder de Um praticamente ao mesmo tempo em que a Warner norte-americana, por esta justa causa o dia do lançamento do filme nos dois países foi o mesmo. Mesmo que o primeiro filme havia sido lançado em DVD, já estava sendo anunciado o lançamento do segundo da franquia! O sucesso era de causar estouro no Brasil.

Revistas, DVD’s, VHS’s, Internet, TV, não havia meio de comunicação que não comentasse sobre a chegada do mais novo filme de Pokémon. Enquanto o primeiro filme prometia a maior batalha de todos os tempos, o segundo apelava para uma frase que conhecemos na arte da capa do filme “Uma pessoa pode fazer toda a diferença”.

Nesse verão, uma pessoa pode fazer toda a diferença.
Capa do filme oficial nos EUA.
No Brasil, em 21 de julho de 2000, o filme estreou nos cinemas brasileiros, em menos de 5 meses da estreia do anterior, e causou tanto impacto em bilheteria quanto o primeiro!


Como podem ver, no trailer japonês há cenas que simplesmente sumiram da versão ocidental, talvez pela razão da continuidade que o primeiro filme nos trouxe, onde Misty já estaria adulta e o rumo do anime praticamente seria diferente, ou simplesmente acabaria ali. Neste trailer, há uma cena onde Satoshi se joga de um precipício para salvar seu Pikachu. Nesse instante, Misty se desespera em lágrimas notáveis na pequena cena de quase 2 segundos.

Não sabemos exatamente o porquê do trailer oriental conter cenas que não foram exibidas para nós, mas mesmo assim não deixa de ser interessante de ver!



A Warner Bros também nos prestigiou com um trailer do filme, em parceria com a 4Kids International, oficializando como trailer americano.
Infelizmente, não consegui achar nenhuma chamada do filme em território brasileiro. Provavelmente, não há registros de que a Cartoon Network tenha feito uma chamada, ou outro canal de rede aberta.

Curiosidades:

Abaixo, conheceremos um pouco de fatos que nos deixaram um tanto confusos no decorrer do filme, bem como alguns erros e possíveis falhas contidas em determinados trechos.

1. Os primeiros nomes da mãe de Ash, Professor Carvalho e da Professora Ivy são mencionados pela primeira vez neste filme.

2. Este é o primeiro filme em que Brock não é um dos personagens principais, embora faça uma participação curta de apenas segundos. O protagonista aparece quando Professora Ivy chama Professor Carvalho para informá-lo sobre a situação meteorológica instável. Brock pode ser visto correndo no fundo, loucamente, segurando uma Nidorina e um Paras.


O filme consta com a participação de 4 Pokémon lendários.
3. Alguns dos Pokémon mostrado na capa do filme nunca foram realmente vistos no filme.

4. Neste filme, há uma pequena variação do lema da Equipe Rocket. (Mas quando é que eles não improvisam, né?)

5. Pikachu e Zapdos podem se comunicar através da eletricidade, como o próprio Meowth entendeu no encontro dos dois Pokémon elétricos. Porém, em um determinado episódio de Pokémon XY, Meowth é incapaz de traduzir a comunicação entre eletricidade com Pikachu e Dedenne, o que contradiz o evento deste filme.

6. Ash poderia ter dado ao Professor Oak a Bola GS que levava, pois foi justamente por essa razão que ele se encaminhou às Ilhas Laranja. Mas, ao invés disso, esperou até que voltasse para Pallet.


Lawrence III.
7. No computador de Lawrence III, informa que os três pássaros lendários são exclusivamente encontrados nas Ilhas Laranja. Porém, todos eles são encontrados em outros lugares várias vezes no anime, especialmente Articuno.

8. Talvez a mais desnecessária de todas, mas quando o trenó feito por Ash é destruído, o menino retorna seu Charizard, mas nenhuma Pokébola é mostrada.

9. Sem contar que, a atenção de muitos retornou a um simples fato em todo o filme: o beijo que Melody saudosamente dá em Ash como boas vindas, o que causa certo ciúme em Misty.


Melody;
10x0 na Misty, só verdades. 
Bom, é isso! Espero que tenham gostado de mais uma curiosidade, e em breve, traremos o 3º filme da franquia. Claro que não será elaborado por mim, outro membro da equipe irá nos surpreender com um bom texto!

Abraço do Pether, pessoal!
Revisão: Rafha
em 27/02/16
Comentários
Disqus

Um comentário:

  1. Wagner Marinho07/11/16 13:01

    Até onde sei, todos o filmes, e, seus trailer há cenas não usadas....como zoroark,hoopa e os outros...

    ResponderExcluir

Seu comentário será publicado após ser aprovado pela moderação.
Agradecemos a sua participação!