Curiosidades #05 – Pokémon 5: Heróis Pokémon

Hey pessoal! Como vão?

E continuando nosso projeto de Curiosidades dos Filmes, vamos ao próximo filme! Pokémon 5: Heróis Pokémon!

Pokémon 5: Heróis Pokémon (水の都の護神 ラティアスとラティオス), é o quinto filme da franquia. Lançado originalmente em 13 de Julho de 2002 no Japão, e 16 de Maio de 2003 nos Estados Unidos. Este, assim como seus sucessores, não veio para os cinemas Brasileiros.

O roteiro do filme é de Hineki Sonoda a direção é de Kunihiko Yuyama. O Filme recebeu nota 6,1 no IMDB. E arrecadou em bilheteria em todo o mundo, $20,8 milhões de dólares. Foi a menor bilheteria entre os 18 filmes da franquia. No Brasil, desta vez, ele foi distribuído pela Europa Filmes

O Filme, assim como os outros, veio com um pequeno curta metragem, intitulado Pikachu e seus amigos Pokémon em: Pika-Pika no Acampamento Estrelado, trazendo de volta os irmãos Pichu que apareceram no terceiro curta, e os Pokémon de nossos amigos.

A febre Pokémon havia acabado. O Anime estava cansativo, os dois últimos filmes renderam uma baixíssima bilheteria, porém os produtores não se mostraram desanimados, e fizeram o quinto filme da franquia. O Filme veio com arte e roteiro bem mais elaborados, um plano para tentar reavivar a febre Pokémon. O Filme tinha vilões mais cativantes do que os seus anteriores, tais como Lawrence em O Poder de Um, e o Saqueador da Máscara de Ferro em Pokémon 4.

Porém o plano deu errado, o filme não agradou o público, e amargou a menor de todas as bilheterias dos filmes da franquia, apenas ¥ 2,67 bilhões (aproximadamente $25 milhões), contra mais de 1 bilhão de dólares do primeiro filme. Então as perspectivas de bilheteria nos Estados Unidos também não eram das melhores, principalmente após o fracasso do 4º filme.

O Filme sofreu várias adaptações feitas pela 4Kids, e foi lançado em apenas 196 salas de cinema no país, arrecadando míseros US$ 746,3 mil, sendo o único filme de Pokémon a arrecadar menos de 1 milhão de dólares nos Estados Unidos. O curta, que nos EUA foi intitulado Pokémon Camp, assim como o terceiro, foi lançado apenas em DVD.

Mesmo com mais um fracasso, Pokémon Heroes teve uma sorte ainda maior ou não que Pokémon 4Ever, pois a Buena Vista Home Entertainment, a distribuidora oficial dos filmes da Walt Disney Pictures no Brasil, decidiu levar o filme para os países da América do Sul ainda em 2003. Com isso, o filme chegou ao Brasil antes mesmo que Pokémon 4 fosse trazido para cá, mas só foi exibido dois anos depois.


A Distribuidora trouxe o filme para cá sem muito alarde ainda em 2003 e o colocou para ser dublado nos estúdios Álamo em São Paulo, fazendo dele o primeiro filme da franquia a ser dublado em um estúdio paulista. Foi a partir daí que os fãs brasileiros souberam que o quinto filme já estava pronto para começar a ser dublado no Brasil e questionaram o fato dele ter chegado aqui antes de Pokémon 4.

A Álamo divulgou que tanto o filme quanto o curta seriam dublados, e que todo elenco original seria mantido, com exceção de Meowth, porque o seu dublador se recusou a dublar no Estúdio. Ainda assim, a Álamo preferiu chamar alguém que já tivesse dublado o Pokémon falante antes (na BKS) a ter que fazer testes para escolher um novo dublador.

Ash Ketchum – Fábio Lucindo
Misty – Márcia Regina
Brock – Alfredo Rollo
Annie – Adriana Pissardini
Oakley – Denise Reis
Lorenzo – Daoiz Cabezudo
Bianca – Tânia Gaidarji
Narrador – Fábio Moura
Jessie – Isabel de Sá
James – Márcio Araújo
Ross – Vagner Fagundes




A música de abertura, I Believe, a mesma da quinta temporada do anime, estava perfeita em inglês na voz de David Rolfe e se encaixou perfeitamente com a sequência de cenas da abertura, o que nunca tinha acontecido de forma tão bem nos outros filmes da série. Em contrapartida, a 4Kids não fez uma versão exclusiva do encerramento para o filme, pondo músicas dos dois CD’s americanos que lançou para a série. Apesar de as músicas terem ganhando uma versão em português no Brasil, a Distribuidora preferiu mantê-las em inglês a ter que correr atrás da autorização da Abril Music – que lançou os tais CD’s em português no Brasil com os nomes de “Pokémon – Para Ser Um Mestre” e “Totalmente Pokémon” –, para pôr as versões oficiais em português no filme. Isso sem mencionar que durante o filme, ainda podemos ouvir a música japonesa “Secret Garden”, embora ela estivesse muita baixa. É desconhecido se o curta-metragem “Acampamento Pikachu!” foi mesmo dublado, visto que ainda permanece inédito no Brasil.


Mesmo o filme tendo sido trazido para a dublagem muito cedo, o mesmo não tinha previsão de lançamento nem nos cinemas nem em DVD, foi enviado pra gaveta da empresa, o que deixou muitos fãs desapontados. O filme ficou enfurnado na gaveta da Buena Vista por vários anos e alguns até haviam se esquecido que ele havia sido dublado em função disso. Mas para a surpresa geral da nação, o filme dublado surgiu como uma das opções do pay-per-view da Sky Première em março de 2005, o que deixou muitos fãs surpresos. 

O problema é que além de um pay-per-view ser disponível só para os assinantes de TV a cabo, o que já o torna muito limitado, nem todos os que possuem tevê a cabo tem disponibilidade a um pay-per-view nem dinheiro para pagar para ver o filme, o que tornou a sua exibição muitíssimo limitada. Depois disso, o filme voltou a aparecer em outras emissoras de tevê paga em pay-per-view, inclusive sendo exibido juntamente com “Pokémon Para Sempre” – uma versão mal legendada do quarto filme que estava sendo exibido nos cinemas nessa época no Cinemax. Mas mesmo com as exibições em TV paga, o filme não foi lançado em DVD no Brasil e nem mesmo o lançamento de Pokémon 4 no Brasil serviu para fazer a Buena Vista liberar Heróis Pokémon. Depois dessas passagens tímidas pelas tevês pagas em pay-per-views, o filme finalmente ganhou uma exibição mais acessível, ainda que na tevê paga, no canal pago Jetix. 

Heróis Pokémon estreou na emissora no dia 14 de janeiro de 2006 e não só no Jetix brasileiro, como também nos Jetix de quase todos os outros países da América Latina. Quase um mês depois, o filme foi novamente reprisado pela emissora de TV paga, o que nos faz pensar que deve ter feito certo sucesso. Com essa exibição no Jetix, Heróis Pokémon foi o único filme da série e a única produção envolvendo o anime Pokémon, até o momento, lançado no Brasil na tevê paga fora do Cartoon Network (excluindo daqui as emissoras exclusivas de filmes e as de tevê aberta). Isso aconteceu porque a Fox Kids – emissora infantil da Fox, como o próprio nome diz – foi comprada pela Walt Disney Pictures anos antes e transformada em Jetix. Como a Buena Vista é parceira da Disney e o Jetix é uma emissora da Disney, nada mais normal que Heróis Pokémon fosse para lá ao invés do Cartoon Network. O filme continua sendo exclusivo da tevê paga e não há nenhum resquício de interesse da Buena Vista em lançá-lo no mercado brasileiro de DVD’s, o que é uma pena.

CURIOSIDADES

1. A 4Kids transformou Annie e Oakley em membros da Equipe Rocket, quando, na verdade, elas são simplesmente as ladras número um na versão japonesa. Aparentemente, antes mesmo da 4Kids afirmar isso em sua versão do filme, sites pela Internet já falavam isso, mesmo as duas não tendo um “R” estampado em suas roupas e nem isso ser afirmado em momento algum na versão japonesa.


2. A história de Heróis Pokémon foi totalmente reescrita pela 4Kids. Na versão americana, Lorenzo conta que há muito tempo atrás, um Kabutops e um Aerodactyl aprenderam de um Treinador malvado a atacar as pessoas. Então todos viviam com medo até Latios vir, trazendo água à cidade, afogando os dois Pokémon malvados e transformando as ruas da cidade em canais. Foi aí que a cidade foi batizada de Altomare, que significa “alto mar”, e foi aí também que eles construíram o MDA (Mecanismo de Defesa de Altomare) para se certificar de que a paz não seria perturbada outra vez. Na versão original japonesa, Lorenzo não fala nada disso, mas apenas conta a Ash e cia. a lenda que Annie e Oakley contaram no começo do filme.

3. Na versão japonesa, a Joia da Alma não tinha a alma de um Latios dentro dela.

4. Em uma referência a Pokémon – O Filme 2000, Annie e Oakley estavam lendo um livro sobre Lawrence III, o vilão de “O Poder de Um”, durante os créditos finais.

5. Este é o primeiro filme a introduzir a morte de um Pokémon.

6. No DVD americano do filme, uma intensa tinta azul foi aplicada no longa-metragem, deixando muitas cores mais escuras que no original e até numa qualidade pior.

7. Este foi o primeiro e único filme de Pokémon a mostrar o título do filme em português na seqüência de abertura. Contudo, apesar de acertarem a grafia da palavra “Heróis”, eles esqueceram do acento agudo na palavra “Pokémon”.

É só isso galerinha, e na semana que vem estaremos com as Curiosidades de Pokémon 6: Jirachi, o realizador de Desejos!


Agradecimentos ao Pedro (Sir's Charizard) pelos dados!


Revisão: Rafha

em 19/03/16
Comentários
Disqus

3 comentários:

  1. Eu estou gostando de ler essas curiosidades sobre os filmes de Pokémon. Continuem postando! =P

    ResponderExcluir
  2. Junior Porto20/03/16 22:47

    Bacana a matéria!

    ResponderExcluir
  3. Eu tenho o DVD do filme 5 aqui e o curta-metragem não foi dublado e sim legendado :c

    ResponderExcluir

Seu comentário será publicado após ser aprovado pela moderação.
Agradecemos a sua participação!