Curiosidades #09 - Pokémon 9: Ranger e o Lendário Templo do Mar

Fala, galera! Aqui quem fala é o Pether, e continuando nossa seção incrível sobre curiosidades dos filmes da franquia, estarei falando um pouquinho sobre o 9º filme, o qual mais gosto, particularmente. Mas, não estamos aqui para sabermos sobre minha opinião, sem mais delongas, vamos ao que interessa!


► 1. Introdução

Pokémon Ranger e o Lendário Templo do Mar (do japonês: ポケモンレンジャーと蒼海王子 マナフィ, ou Pokémon Ranger and the Prince of the Sea: Manaphy) foi o quarto e último filme da Geração Avançada (Advance Generation Series). O nome "Ranger" se deve ao jogo lançado para Nintendo DS na época: Pokémon Ranger. 

O filme foi lançado no Japão em 15 de julho de 2006, chegando nos Estados Unidos em 23 de março de 2007, e infelizmente o Brasil o recebeu um pouco mais tarde, chegando apenas em 16 de janeiro de 2009, transmitido pelo Cartoon Network

Também contou com um curta de Pikachu, em um mini-filme chamado Pikachu's Island Adventures. 


► 2. Especificações & Trailers

O roteiro é de Hideki Sonoda, e a direção de Kunihiko Yuyama. Teve uma receita de aproximados 26 milhões de dólares. Recebeu nota 6,1 no IMDB. 

Infelizmente, não foram achadas chamadas e trailers oficialmente japoneses em nome do filme em questão. O único trailer mais viável encontrado é americano, oficial do canal Pokémon. Confira-o logo abaixo:


Trailer oficial de Pokémon Ranger e o Lendário Templo do Mar


► 3. Curiosidades & Extras:

3.1 - De início com a abertura, filmes de Pokémon sempre nos presenteia com alguma animação diferenciada (e por que não, empolgante?) até mostrarem o título do filme. Neste filme, é mostrada uma estrutura hexagonal de gelo, e aparentemente está errada, é o que dizem os amantes da química. Deveria haver apenas um átomo de hidrogênio em cada extremidade e um átomo de oxigênio em cada vértice. (Curiosidade útil, não?)

3.2 - Foi o último filme da franquia com elementos gráficos pintados à mão. 

O Lendário Templo do Mar; Fonte: Manaphy, meu amigão. 
3.3 - Na dublagem, quando os diamantes e pérolas são mencionados pela primeira vez no filme, Meowth aparece dizendo: "Ei, isso soa como um ótimo nome para um jogo!". Quando eles são mencionados pela segunda vez, o Pokémon diz: "Vamos passar essa temporada em primeiro lugar!". Nota-se que são referências (ao menos, na época) para os próximos jogos e a próxima temporada do anime.

3.4 - Embora as capas do filme, tanto em DVD como outras, sugiram que Ash esteja controlando um tipo de navio, o protagonista jamais fez isso no filme. 

Jack Walker, o Guarda Pokémon. 
3.5 - As roupas de Jack Walker se assemelham às de Ethan, protagonista dos games HeartGold & SoulSilver

3.6 - Foi o primeiro filme que, ao ser dublado, estreou em forma original Widescreen

3.7 - Seguindo o item 3.6, foi o primeiro filme a não usar o logotipo da franquia em seu título, por mais que apresente a palavra "Pokémon", foi grafada em vermelho, com o restante do título em azul.

Como sugere o item acima. 
3.8 - Também foi o primeiro filme a não conter um Pokémon do tipo Psíquico como principal. 

3.9 - Kunihiko Yuyama viajou para a Itália para visitar as ruínas de Roma, a cidade de Nápoles e a ilha de Capri, para obter ideias a respeito deste filme.

Ilha de Capri, Itália. 
3.10 - Talvez a mais desnecessária de todas, no início do filme, temos a breve aparição de Brendan (protagonista e/ou rival dos games Ruby/ Sapphire/ Emerald) batalhando com um Swampert. A conclusão imposta sobre esse pequeno trecho é que o garoto estaria mantendo o tema de rival, pois tem um Pokémon com vantagem sobre o personagem principal, no caso, Combusken da May

Treinador Brendan
3.11 - Soando como um leve erro, quando Ash está ajeitando May naquela espécie de tubo salva-vidas, o vermelho e branco da bandana da garota se alterna por alguns quadros. 

Pode ter vindo na sua cabeça ao ver o Manaphy: "Mamã!"
3.12 - Este filme recebeu a participação de dois Pokémon lendários: Manaphy, claramente, e Kyogre

3.13 - Foi um dos filmes mais longos da franquia Pokémon, com seus 105 minutos (equivalentes à 1 hora e 45 minutos). 

3.14 - Em ponto de vista do autor que está escrevendo essas curiosidades, foi o filme mais emocionante e comovente dentre todos, pois sabemos que não existe masculinidade no momento em que May se despede de Manaphy. (Feels curtiram isso.) 

Como visto em 1 hora e tantos minutos de filme,
May desenvolve uma afeição muito grande por Manaphy.
Sabemos que, a partir do momento em que Manaphy consegue falar
"Eu te amo, May", não houve macho que não se comoveu.
3.15 - Essa última curiosidade soa mais como uma brincadeira. Em ponto de vista do autor novamente, este filme serviu como um grande Easter Egg, pois reparando em Phantom (o antagonista do filme), temos em nota que seus longos cabelos acinzentados assemelham muito aos de Serena, especialmente pelo modo no qual foram amarrados (reparem bem, é igual!), logo, podemos chegar à conclusão de que Phantom nada mais era que uma revelação para os protagonistas de Pokémon em 2013. (Viajei em sabe-se lá onde!) 

Sorria para a foto, avô da Serena!
Bom, é isso aí! Espero que tenham gostado, pessoal! E quanto à parte do "meu filme preferido" e "mais comovente", realmente não estava brincando, ok? Enfim, esperemos a continuação dessas curiosidades, contando com o filme 10 - O pesadelo de Darkrai!

Ah, e para refletirmos a respeito desse digníssimo filme, fiquem com uma das faixas mais comoventes e produzidas por Shinji Miyazaki, vale lembrar que é totalmente opcional de ouvir! 


Mais curiosidades você confere clicando aqui.
Abraço do Pether, povo!

Revisão: Rafha
em 30/04/16
Comentários
Disqus

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado após ser aprovado pela moderação.
Agradecemos a sua participação!