logo

Pokémothim

Especial de Halloween: Terror na costa de Poni


ATENÇÃO!
ARTIGO NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS, POR CONTER MORTE INTENCIONAL.

Um ano após começarem suas jornadas, os três jovens, Aaron, Thalia e Kevin, cada um com seus 12 anos, decidem se reunir na costa da ilha de Poni, próximo aonde eles se conheceram pela primeira vez, na última noite de Outubro.


[Kevin] —  Então a sua Popplio finalmente evoluiu, Thalia?

[Thalia] — Ela demorou um pouco mais que o seu Litten, né? Mas também, eu parei de fazer os Trials quando perdi pra Mallow. Se não estou enganada, foi o Aaron quem conseguiu evoluir o inicial primeiro. Não é a toa que você já tem um Decidueye!

[Aaron] — Mas não foi por falta de treinar! O Emo me deu trabalho...

[Kevin] — Você nunca trocou o apelido dele? Ficou Emo mesmo??

[Aaron] — Lógico! Você não viu a depressão que ele ficou quando perdeu pra Acerola. Foi logo depois de evoluir também...


Os três ficaram conversando, deixando os seus iniciais soltos durante todo o dia, aproveitando pra matar as saudades, contando as histórias que passaram, as melhores batalhas e capturas.


[Thalia] — Gente, já está anoitecendo... Foi mesmo uma boa ideia a gente ter vindo só com os nossos iniciais?

[Kevin] — Ah, para de bobeira, Thalia! Eles são os nossos Pokémon mais fortes. Se algo acontecer, não há nada que nossos iniciais não possam fazer, que nossas outras capturas possam fazer melhor.

[Aaron] — Você ainda não aprendeu nada sobre fraquezas e resistências, né Kevin?

[Kevin] — Vem com essa não, que eu duvido que o seu Dugtrio iria ajudar a gente se algo acontecesse. No máximo, jogar os cabelos se alguém cair hahahaha

[Aaron] — Você já viu como o seu pai é careca? Se eu fosse você, eu não menosprezava um Pokémon com cabelos tão lindos e firmes.

[Thalia] — Hahahahahahaha vocês continuam os mesmos! Mas será que podem parar de papo furado e me ajudar a montar essas barracas? Eu já estou exausta com esse calor todo!


Kevin acendeu a fogueira enquanto Thalia e Aaron montaram as barracas com a ajuda de Decidueye e Brionne. Não demorou muito até que cada um fosse dormir em sua devida barraca: Kevin e Aaron dividiram uma maior, enquanto Thalia dormia sozinha em uma barraca menor.

Algumas horas depois, Aaron e Kevin são acordados com o grito vindo da área mais deserta da costa.


[Kevin] — Você ouviu isso?

[Aaron] — Impossível não ouvir! Parece que foi a Thalia... Já vi que ela não está na barraca. Pelo barulho, ela não está muito longe.

[Kevin] — Eu vou até lá! Não deixa o acampamento, mas se eu não voltar em 15 minutos, trata de correr daqui!

[Aaron] — Você está me assustando, Kevin! 

[Kevin] — Você não é o único. Eu já volto, fica atento!


Seguindo em direção de onde ouviu o grito, Kevin libera seu Torracat e pede para ele seguir o aroma da Thalia, se perdendo nas sombras, onde Aaron já não podia mais vê-lo.

Ao ouvir um barulho se aproximando, Kevin ordena que seu Torracat ataque com uma Onda de Calor em direção ao som. Chegando mais perto, foi possível notar que um Phantump foi atingido pelo ataque e saiu em disparada para a escuridão. Aos poucos, Kevin percebeu que havia alguém no chão, na direção que o Phantump correu.

Ainda no acampamento, Aaron tem o pressentimento que não está sozinho. Preocupado, libera seu Decidueye e o ordena que fique atento, por perto. 


[Aaron] — Decidueye, não espere que eu ordene nada! Se você ver algum movimento estranho, use o Golpe Baixo (Sucker Punch) o mais rápido o possível.


Não demorou muito até que Decidueye sentisse a presença de um Pokémon, liberando seu ataque, que não surtiu efeito.


[Aaron] — Emo! O que você viu? Espera, isso é um substituto?


Repentinamente, Decidueye é atacado por um Balanço Violento (Brutal Swing) e Aaron vê que uma sombra se ergue em sua direção.


De volta ao deserto, Kevin percebe que a pessoa que está no chão é Thalia.


[Kevin] — Thalia! Você está bem?

[Thalia] — ...

[Kevin] — BRIONNE! Onde essa foquinha foi se meter pra deixar a treinadora assim, perdida e sozinha?


Aos poucos, Kevin percebe que Thalia está recobrando a consciência.


[Kevin] — Thalia, finalmente você está acordando!

[Thalia] — Ma...

[Kevin] — Sou eu, Thalia... O Kevin... O que aconteceu contigo? Cadê a Brionne?

[Thalia] — Mala...

[Kevin] — Não vem me chamar de mala não, Thalia! Eu vim aqui te ajudar, que isso!

[Thalia] — Lama...

[Kevin] — Lama? Num deserto? Thalia, fica comigo, não desmaia de novo!


Enquanto os olhos de Thalia se fechavam, Kevin notou um movimento por cima de seu ombro esquerdo, contudo, quando ele olhou, nada viu. Ao voltar seus olhos novamente à sua amiga, Thalia não estava mais em seu colo.


[Kevin] — ONDE VOCÊ FOI, THALIA? Ela estava tão ruim que é impossível que ela tenha se levantado tão rápido sem eu sentir nada... Torracat, você viu pra onde ela foi? Torracat???


Kevin levanta em desespero quando percebe que está sozinho, não encontrando seu inicial por perto. Um barulho então lhe chama a atenção. 


[Kevin] — Esse barulho... É o choro da Brionne??


Foi aí que ele percebeu uma Tempestade de Areia (Sandstorm) a sua frente. Seguindo o som de sofrimento, Kevin se depara com o pior imaginado: Brionne está se estrebuchando no chão, ainda viva, enquanto um Cacturne se alimenta de seus restos, com seus Braços de Agulha (Needle Arm). Paralisado com a cena, a única reação de Kevin é de virar de costas para aquela cena pavorosa e começar a correr, sem ver para onde.

Foi então que ele tropeçou e machucou seu tornozelo. Ainda confuso com tudo o que tinha acontecido, combinado à dor que começara a sentir, Kevin demora alguns segundos até perceber que o que havia feito ele tropeçar não havia sido uma pedra.

Ao olhar lentamente em direção aos seus pés, Kevin percebe que o chão está cercado de Espetos (Spikes). E, a poucos metros, foi possível ver que Thalia estava novamente inconsciente.


[Kevin] — THALIA, VAMOS! Temos que correr daqui, antes que o Cacturne termine com a Brionne e venha atrás da gente!


Como a menina seguiu sem nenhuma reação, Kevin decide levá-la no colo, de volta pro acampamento. Mas ao virá-la, ele percebe que Thalia está toda enrolada em Sementes Sangue-Suga (Leech Seed), já sem vida.

Aterrorizado, Kevin começa a berrar pelo seu parceiro, Torracat, ali mesmo onde estava. Nesse momento, ele sentiu um toque áspero em sua mão. Era seu parceiro, lambendo-o. Foi preciso se concentrar, mas Kevin conseguiu perceber que Torracat não havia saído de perto dele.

Decidido que com o seu inicial, ele poderia se vingar daquele assassinato, Kevin segue em direção ao Cacturne, mas em meio à Tempestade de Areia, ele não consegue reencontrar o lugar que o Pokémon se alimentava, então decide retornar ao acampamento para avisar ao Aaron do ocorrido.

No caminho de volta, Kevin já via que a fogueira que ele mesmo acendeu mais cedo estava se apagando.


[Kevin] — AARON! Rápido, precisamos sair daqui!!


Sem sucesso em sua resposta, Kevin começa a procurar pelo acampamento por seu amigo. Eis que o grito de Aaron é ouvido. Com cautela, Kevin comanda seu Torracat para ir na frente, preparando para atingir qualquer alvo com uma Mordida de Fogo (Fire Fang) e agarre quem quer que se mexesse e não fosse o Aaron.

Chegando mais próximo da fogueira, Kevin percebe uma grande sombra. É um Drapion, que ainda luta com o Decidueye de Aaron. Antes mesmo que possa comandar o ataque de seu inicial, Kevin se vê novamente paralisado, quando percebe seu amigo esquartejado e com a boca espumando. Foi então que um Golpe Envenenado (Poison Jab) de Drapion termina o trabalho, envenenando Decidueye, que cai morto em batalha.

Desiludido com as chances de sair dali em segurança, o único treinador que sobreviveu, corre em direção às barracas para tentar se esconder até que o pior passasse. Ao entrar na barraca que dividia com Aaron, Kevin encontrou novamente com um Phantumb. Preocupado com a relação do Pokémon com todo o ocorrido, Kevin comanda que Torracat ataque este fantasma, o que faz com que ele saísse  da barraca antes mesmo que algum golpe o atingisse.

Sem poder expressar nenhuma outra reação, senão cobrir seus olhos com medo, Kevin se recolhe em posição fetal, na esperança que tudo aquilo acabe quando o sol nascesse e ele pudesse sair correndo dali. Ao tentar se cobrir, pelo frio repentino que chegara, Kevin percebe que ele não está mais na barraca.

Nesse momento, se ergue em sua frente um Malamar, o que faz que Torracat o ataque com uma Mordida de Fogo. Em contra-ataque, Malamar usa o Arrogância (Swagger), que faz que o inicial de fogo fique confuso. Percebendo que estava acordando de uma ilusão da Hipnose (Hypnosis) de Malamar, Kevin corre em direção ao Torracat, afim de acordá-lo da confusão.

Malamar o impede se seguir seus passos em direção ao seu parceiro ao ficar entre os dois, e então, atinge o Pokémon com um Golpe Sujo (Foul Play) ao mesmo tempo que Torracat se golpeia por causa da confusão. Enquanto Kevin vê seu parceiro ser golpeado de novo e de novo pelo Malamar, sem pena, ele vai se recuando, se arrastando enquanto tenta fugir do mesmo destino que seus amigos tiveram.

Sem que possa notar, Kevin estava de pé, correndo sem direção, em desespero, ignorando a dor da torção no tornozelo.


[Kevin] — Como isso tudo foi acontecer assim, do nada? Como a Thalia e o Aaron foram assassinados assim, sem mais nem menos, por Pokémon selvagens? ... A menos que...


Enquanto corria e se questionava se estava fazendo o certo em abandonar seu parceiro de tanto tempo, sem lutar, Kevin não repara a figura em sua frente, que o faz cair num esbarrão.


[Kevin] — FINALMENTE ALGUÉM! Por favor, me ajude! Meus amigos todos foram assassinados por Pokémon!! Meu inicial está em perigo, talvez a gente ainda possa ajudá-lo! Vamos!!


Mas o homem não se moveu.
Ao invés, ele ergueu sua mão e segurou o garoto, com força.


[Kevin] — O QUE VOCÊ ESTÁ FAZENDO? ME SOLTE!!


O garoto franzino fora erguido pelo forte homem, que o levava de volta ao caminho em que viera.

Chegando aonde seu Torracat fora golpeado até a morte, Kevin é largado no chão ao lado de seu falecido parceiro. O homem então comanda: — USE O SUPERPODER (Superpower)!

Kevin viu o grande Pokémon, cheio de tentáculos, vindo em sua direção e o golpeando com força. Antes que sua visão ficasse completamente escurecida, Kevin percebe de relance, um Phantumb, chocando de um ovo que parecia ter sido esquecido, próximo ao acampamento, à distância.


Na manhã seguinte, a Policial Jenny está na costa de Poni, investigando os assassinatos, que pareciam ter sido encomendados. Os corpos dos 3 treinadores nunca foram encontrados, ao contrário de seus parceiros Pokémon, todos dilacerados no mesmo lugar que foram mortos.

Há quem diga que nas noites de Halloween, 3 jovens Phantumbs acampam nas proximidades do ocorrido. Porém, sempre que alguém os avista, cada um corre para uma direção diferente, mas seguindo sempre um padrão: correm para perto de onde os iniciais foram encontrados, sem vida.





...
Texto: Matheus Miranda
Ilustração: Hitallo Duarte

Sobre Diego
24 anos, Campinas - SP. Coordenador de conteúdo e Administrador geral na Pokémothim, é fanático por Pokémon do tipo Grass e um dia ainda vai tatuar esse amor no braço esquerdo. Divide o tempo entre o trabalho, a universidade, as listas enormas de séries inacabadas e o mundo Pokémon.
Email: contato@pokemothim.net

Comentários

Nós da Pokémothim, gostaríamos de agradecer os comentários/sugestões feitos e dizer que eles nos ajudam a melhorar significativamente a qualidade do nosso trabalho, sem falar que é a melhor forma de contato que temos com você.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado após ser aprovado pela moderação.
Agradecemos a sua participação!

A Pokémothim com a sua cara!

Personalize do seu jeito!

Temas

Padrão

Fechar