logo

Pokémothim

Incoerências do Ash: Lendários e Míticos!


Olá, Thunders!

Após apresentar os motivos que mostram como não é um problema a ausência de evolução por uma parte dos Pokémon do Ash e como não é o treinador que opta por isso, o tema da vez será sobre os exaltados Pokémon Lendários e Míticos.

Vale destacar que se é uma pessoa que já entrou nesse post pronto para criticar negativamente sem nem se dispôr a tentar entender a mensagem, esse não é um conteúdo apropriado para você. Obviamente, a ideia não é mostrar que o personagem é perfeito e que ninguém pode desgostar dele, apenas que determinados argumentos são inconsistentes.



Encontros Oficiais



De antemão, é preciso destacar que, assim como em diversos outros animes, os filmes de Pokémon não se encaixam de forma canônica na história mostrada pelos episódios. Talvez, a intenção inicial fosse que houvesse uma conexão direta, pelo que podemos ver no primeiro filme, mas, depois, foi mostrado de forma evidente que não fazem parte de uma mesma linha temporal e espacial. A grande prova disso é que o Ash, ao ver um Lendário ou Mítico nos episódios, só o reconhece se já o tiver visto também em outro episódio. Caso esse encontro tenha ocorrido em um filme, o personagem se comporta como se nunca houvesse ouvido falar sobre o Pokémon, como foi o caso com Magearna, mais recentemente, e Jirachi, que surge na terra a cada mil anos, mas foi visto no filme "Jirachi - Realizador de Desejos" e no episódio "Em Busca de um Desejo". Evidentemente, se os longa-metragens fossem válidos dentro da série principal, não haveria se passado os mil anos entre as duas aparições, até porque não se passou nem um.

Com isso em mente, os Lendários e Míticos que valem para a discussão são os que apareceram nos episódios, pois, mesmo que o herói de Pallet capturasse nos filmes, não adiantaria de nada, por não fazer parte da série principal. Agora, vejamos as aparições físicas que podem ser consideradas oficiais:


Articuno teve a sua primeira aparição nos episódios sequenciais "Febre da Primavera" e "A Foto Legendária", quando Ash reencontrou o fotógrafo Todd e o ajudou a conseguir uma foto do pássaro lendário, conhecido por salvar treinadores que se perdem nas montanhas.

Voltou a aparecer em mais uma sequência, nos episódios "Articuno, o Número Um" e "O Símbolo da Vida", onde o Chefe da Fábrica Noland revelou ser amigo de um Articuno, que chamou a atenção do protagonista, o qual pediu uma batalha contra ele e acabou por derrotá-lo com Charizard.


Zapdos estrou em "Tão Claro quanto um Cristal", quando Ash e seus amigos foram levados até o um lago que curava Pokémon Elétricos, por armazenar um cristal legendário, para recuperarem Pikachu, após uma batalha contra a Equipe Rocket. Porém, quando os vilões roubaram a pedra preciosa, o pássaro lendário surgiu e os derrotou, mas acabou perdendo toda a sua energia. Assim, os heróis recuperaram o item mágico e, com apoio da ave, trouxerem o encanto do lago de volta.

Em "Doutor Brock", Zapdos fez uma breve aparição sendo achado pela Equipe Rocket, mas fugiu rapidamente. Por fim, em "Uma Raiva Elétrica", a caminho do Festival de Zapdos os protagonistas encontram o Pokémon em estado de fúria, por ter sido perturbado mais uma vez pelo trio de vilões, e Ash decidiu confrontá-lo, enquanto tentava levar um remédio para uma pessoa ferida, e viu Noibat evoluir. No fim, o herói salvou a ave lendária dos Rockets e a reencontrou no festival.


"No Maior Fogo" é o episódio no qual Moltres surgiu pela primeiras vez, porém, das chamas da tocha da Liga Índigo, coberto por fogo, para derrotar a Equipe Rocket. Em "Uma Missão Fotográfica Lendária", Ash e seus amigos se juntaram ao Trevor e seguiram até um vulcão, aonde encontram a ave lendária e lutaram contra ela para acalmá-la, o que resultou na evolução do Fletchinder.


Mewtwo apareceu no episódio "A Batalha da Insígnia", quando Gary batalhou contra Giovanni; depois, em "A Hora do Mr. Mime", enquanto James, Jessie e Meowth conversam com o seu chefe; e em "Batalha no Curral Pokémon", quando o trio de vilões chegaram ao quartel general e viram o Lendário explodi-lo e fugir. Ou seja, Ash não chegou a vê-lo, apesar de haver uma discussão sobre se o primeiro filme é ou não parte do universo da série.

Por outro lado, Mew estreou no episódio "Alola, Kanto!", em que observou a pequena comemoração que estava acontecendo no laboratório do Professor Carvalho, mas não foi visto por ninguém.


Raikou foi visto rapidamente por Togepi e por um Houndoom em "Entrega Especial Houndoom", enquanto os treinadores os procuravam. Sua outra aparição foi no episódio "Os Três Lados da História", em um pesadelo do Piplup. Dessa forma, foi outro Lendário não visto pelo protagonista. 

Entei somente apareceu no episódio "Entei, Eu Quero Você". Nele, Ash, Brock e Misty conheceram Nelson, um treinador que queria capturar o Lendário, mas ele só apareceu quando a Equipe Rocket tentou pegar todos os Pokémon da fonte termal em que descansavam. Entei derrotou os vilões, para proteger os demais, e Nelson, antes de fugir.


Suicune estreou em "Com o Totodile não se Brinca", episódio em que foi visto por Ash e seus amigos, mas muito brevemente, pois fugiu. Em "Que Toquem os Sinos", depois de uma tentativa de roubo dos sinos de cristal por parte da Equipe Rocket, Pokémon selvagens invadem a Torre dos Sinos, o que obriga o lendário a aparecer e acalmar todos, posteriormente derrotando os vilões e o Eusine, que tentou capturá-lo.

Sua última aparição foi no episódio "Drifloon ao Vento", no qual Suicune foi mostrado tendo uma amizade com as filhas de uma Enfermeira Joy, Marnie e Paige. Quando a mais nova ficou em perigo, o Lendário se juntou a mais velha  e salvou ela e o Ash de caírem de um penhasco.


No episódio "Enrolados nos Redemoinhos", um misterioso Pokémon surgiu quando Ash os protagonistas caíram entre alguns redemoinhos e os salvou, controlando as correntezas. Posteriormente, nos episódios "O Mistério já Era", "Uma Armadilha pro Papai" e "Promessa é Dívida", Ash reencontrou Ritchie e conheceu Oliver, que cuidava de um bebê Lugia, Pokémon  responsável por salvá-los anteriormente. Juntos, enfrentaram os membros da Equipe Rocket que tentaram capturar o Lendário e acabaram por conseguir, por isso, os heróis ganharam apoio do Lugia pai e resgataram o filhote.


Ho-oh estrou no primeiro episódio, "Pokémon Eu Escolho Você", ao aparecer no fim como um incentivo para o Ash seguir a sua jornada atrás de mais Pokémon. O pássaro reapareceu em "A Gente se Vê Depois", após o protagonista se despedir dos amigos e do rival, o que o deixou triste, mas o Lendário o motivou a seguir para Hoenn e evoluir em sua jornada. Por fim, em "Batalhando com o Inimigo Interior", depois de perder para o Rei da Pirâmide Brandon e receber reclamações dele, o pássaro apareceu pela última vez, novamente com o papel de animar o treinador.


Celebi fez sua primeira aparição no episódio "O Guardião Verde". Depois de se ferir salvando uma floresta que estava em chamas, o Mítico se prendeu em uma espécie de casulo de trepadeiras. Enquanto isso, Ash e seus amigos, tentando achar Pikachu, que entrou em uma floresta, conheceram a guarda Solana e receberam o apoio dela para passarem pelas plantas gigantes e misteriosas. O grupo encontrou Pikachu ajudando Celebi e o fizeram companhia até que melhorasse, mas a Equipe Rocket tentou capturá-lo. Com isso, derrotam os vilões e viram o Mítico impedir o fogo que se espalhava pela floresta.

Fez a sua segunda aparição em "Um Encontro Atemporal", em que, por ser assustar com o treinamento dos Pokémon do protagonista, acabou levando Ash para o passado, aonde conheceu o Nogueira quando criança, mas, ao notar o que fez, o Mítico levou o jovem de volta, sem que nem o visse durante todo o episódio.


Regirock estreou no episódio "Batalhando com o Inimigo Interior", sendo o Pokémon escolhido por Brandon para batalhar contra o Sceptile do Ash e derrotá-lo. Já a estreia do Registeel foi em "Cheio de Alegria". Os Lendários voltaram a aparecer em "Passo - A Fronteira Final", ao impedirem os planos da Equipe Rocket, mas o destaque do episódio foi a primeira aparição do Regice, terceiro e último Pokémon escolhido o Brandon para a terceira revanche do Ash. Ele foi desclassificado pelo Pikachu, o que rendeu a grande vitória do treinador de Pallet.

Ainda, o trio voltou a aparecer nos episódios sequenciais "Uma Pirâmide de Fúria" e "Pilares da Amizade", em que, no primeiro, os Regis foram usados em uma batalha contra o Paul, e, no segundo, após um grupo de caçadores despertarem Regigigas, foram usados para acalmar o líder, apesar de acabarem se juntando a ele, posteriormente. No fim, tudo ficou tranquilo  e o maior resolveu adormecer por conta própria.


Latias apareceu no especial "A Pior das Crises do Ginásio de Pewter", episódio em que o ginásio de Pewter foi testado por uma Inspetora Joy, que derrotou Brock, mas aceitou uma revanche contra o seu irmão, atual líder do ginásio, na qual utilizou o Lendário, que garantiu a vitória, apesar de não ter fechado o estabelecimento por reconhecer a força do adversário.

Latios estrou no episódio "A Fronteira da Semi-Final", como o segundo Pokémon usado por Tobias, e derrotou Sceptile, Swellow e Pikachu, com o último sendo um empate.


Kyogre e Groudon fizeram sua primeira aparição na sequência "Ganhando Groudon" e "A Luta das Lendas", episódios em que Ash e seus amigos conheceram o líder da Equipe Magmar, Maxie, que revelou ter capturado Kyogre, enquanto Archie, líder da Equipe Aqua, capturou Groudon. Em meio a esse conflito, o Lendário aquático escapou e começou a ser controlado pelo orbe vermelho, mas o seu rival, com apoio do Pikachu, iniciou um confronto para pará-lo.

Paralelamente à batalha, os protagonistas arrumaram uma forma de derrotarem Archie e recuperarem os orbes, de modo a restaurarem a paz entre os dois Pokémon Lendários. Além disso, no episódio "Aquele que não Escapou", Kyogre foi perseguido por caçadores, mas, com o apoio de Ash e Vitória, o Lendário foi acalmado e voltou ao oceano.


Rayquaza estreou no episódio "Onde Nenhum Togepi Jamais Esteve", em uma rápida aparição quando os protagonistas foram parar no espaço, atacando o foguete. Voltou a fazer breves participações em "Iris Vs Clair", no qual, após a batalha conta a líder de ginásio, Iris avistou o Pokémon e o seguiu, inspirada; em "Enchendo o Mundo de Amor", no fim da despedida dos Minior; e em "Vivendo na Vanguarda", durante uma luta contra Deoxys, que resultou em um meteoro que seguiu em direção a Alola.


Jirachi apareceu no episódio "Em Busca de um Desejo", quando os protagonistas acamparam em uma ilha onde, coincidentemente, estava o Pokémon. Após sair da sua forma de cometa, o Mítico fez amizade com Pikachu e Axel, mas se assustou com os treinadores e fugiu.

Ash e os outros conheceram Gemma, uma garota que almejava recuperar a paisagem do local onde vive, e decidiram ajudá-la a ter o seu desejo realizado. Com um pouco de esforço, no sétimo dia, conseguiram ganhar a confiança do Jirachi, mas a Equipe Rocket interferiu e foi derrotada. No fim, o desejo da família de Gemma foi realizado e o Mítico voltou ao espaço.


Deoxys surgiu em "Guarda Pokémon - A Crise do Deoxys - Parte 1" e "Guarda Pokémon - A Crise do Deoxys - Parte 2", episódios em que Ash reencontrou a guarda Solana, que investigava uma anomalia. Assim, o Mítico surgiu brevemente frente aos heróis, mas, logo, fugiu. Ao irem atrás do Pokémon, os protagonistas o encontraram em uma caverna e batalharam contra ele, que usou suas diferentes formas. Por Max e Meowth se disporem a escutá-lo, Deoxys os levou com ele, para que não se sentisse sozinho. Então, o resto da Equipe Rocket se juntou aos heróis e foram em busca dos "sequestrados", até que os acharam e descobriram ser um meteorito o causador de tudo, antigo lar do Mítico.

Com isso, Ash batalhou contra Deoxys, para enfraquecê-lo e permitir que a guarda o acalmesse, e Max e Meowth foram recuperados. No final, o Pokémon do espaço salvou todos da explosão do meteorito e decidiu conhecer o planeta. Além disso, no "Perdidos na Ilha Deserta", no qual Pikachu e Piplup se perderam e tentaram regenerar um Deoxys, mas só conseguiram ao reencontrarem seus treinadores, de modo que o Mítico derrotou a Equipe Rocket como agradecimento; e no "Vivendo na Vanguarda", foi visto brevemente em uma luta contra Rayquaza.


Uxie foi visto por Brock em "Derrota Indolor", no Lago da Perspicácia, enquanto procurava frutas; Mesprit por Dawn em "Seguindo na Viagem de Estreia", no Lado Verdade, a caminho do laboratório; e Azelf por Ash em "Separando um Grupo de Amigos", no Lago Valor, no momento em que conversava com Pikachu.

Os três se reuniram no episódio duplo "As Necessidades dos Três" e "A Batalha Final da Lenda", revelando-se para os protagonistas em um sonho, antes de entrarem em confronto com caçadores Pokémon e a Equipe Galática e serem pegos. Os vilões tentaram usar o trio Lendário para invocar Dialga e Palkia, mas eles levaram os heróis até eles, apesar de não conseguirem pará-los de início. Depois de invocarem a dupla do Espaço e Tempo e começarem a criar um novo mundo, o trio dos lagos intervieram e, junto com os protagonistas, libertaram os dois invocados, que pararam a destruição de Sinnoh e encerraram a formação da nova realidade.


Heatran estreou em "Patrulheiro Pokémon: O Resgate de Heatran", episódio focado no patrulheiro Ben, o qual quase capturou o Lendário, mas foi impedido pela Equipe Rocket. Após isso, o jovem conheceu Ash e seus amigos e recebeu apoio deles na busca, que se finalizou em um vulcão.

No entanto, os Rockets surgiram novamente, mas foram atacados pelo Heatran, que, por o local estar desmoronando e ter sido salvo pelo Ben, aceitou ir com o patrulheiro para o Parque Nacional. Voltou a aparecer em "Uma Antiga Combinação de Família", acompanhando um treinador que se inscrevia na Liga Sinnoh.


Giratina somente apareceu em uma ilusão criada por um Morkrow na cabeça dos protagonistas, no episódio "A Pedra da Alegria".

Phione teve destaque em "Segure o Phione", episódio em que os protagonistas chegaram à cidade Chocovine, local único em que o Mítico podia ser encontrado. Encantados com a ideia de acharem o Pokémon, Ash e seus amigos fizeram um passeio subaquático e viram alguns da espécie, mas um acabou por se apaixonar pelo Buneary. Enciumado, Phione tentou brigar com Pikachu, mas sua amada lutou em seu lugar e derrotou o Mítico. Conformado, o aquático voltou para o mar e se juntou a sua família.


Cresselia e Darkrai estrearam no episódio "Epidemia de Pesadelo", em que os protagonistas encontram diversos moradores da cidade Canalave com insônia e descobriram ser devido ao Darkrai sempre aparecer em uma determinada época, mas seus pesadelos costumavam ser parados por Cresselia. No entanto, o Mítico havia aparecido mais cedo naquele ano, por isso o Lendário ainda não havia surgido. Após terem pesadelos, Ash e os seus amigos vão até o Santuário do Cresselia, aonde encontram o Pokémon e pedem a sua ajuda. Com isso, há uma luta entre o que representa os bons sonhos e o que representa os pesadelos, da qual o segundo se rende.

O Mítico voltou a aparecer em "Liga Descontrolada", sendo usado na liga pelo treinador Tobias; em "A Fronteira da Semi-Final", aonde eliminou Heracross, Torkoal e Gible do Ash; e em "Sonhe um Sonho por Mim", dando pesadelos a "Geleca", Pikachu e Meowth.


Shaymin apareceu em "Mantendo a Boa Forma", sendo cuidado por Marley, que carregava a missão de proteger o Mítico até que chegasse ao jardim aonde poderia mudar de forma. Ash e seus amigos o conheceu, curaram o Pokémon e acompanharam a jovem no percurso. No caminho, a Equipe Rocket tentou pará-los, e apareceram novamente ao chegarem ao jardim, mas Shaymin encontrou as flores e mudou para a Forma do Céu, para derrotá-los. Ao conseguir, o Mítico voltou à primeira forma, mas encontrou mais da sua espécie e, juntos, transformaram-se novamente e partiram.

A segunda aparição foi no episódio "Lembranças na Névoa", no qual a Lulú reencontrou o espírito da sua mãe e, após se agradecerem por tudo o que fizeram uma pela outra, a jovem achou um Shaymin, Pokémon gratidão, e cuidou dele pelo resto dos episódios da série Sol & Lua, até que mudasse de forma.


No episódio "Acabando com a Fúria das Lendas - Parte 1" e "Acabando com a Fúria das Lendas - Parte 2", Ash e seus amigos foram até Ilha Milos para pegarem ervas da cura, onde conheceram Lewis e descobriram que havia algo degradando o local e enfraquecendo os Pokémon. No meio de uma tentativa de trazer a chuva de volta, Tornadus surgiu e atacou os treinadores, que descobriram que isso estava acontecendo por terem destruído o obelisco que mantinha o lendário longe. Após isso, também descobriram que o mesmo foi feito com o do Thundurus, que também surgiu na ilha e iniciou um confronto contra o outro.

Os protagonistas tentaram impedir, mas, por não possuírem força o suficiente, Iris faz um ritual e invocou Landorus, o qual se empenhou em parar a batalha entre os outros Lendários, mas foram pegos pela Equipe Rocket. Depois de se livrarem, a luta continuou e o líder derrotou Thundurus e Tornadus e os acalmou, para juntos recuperarem a ilha. O trio voltou a aparecer em "A Maior Crise de Unova", quando Giovanni usou Meloetta e o Espelho Revelador para controlá-lo em seu forma Therian. Porém, Ash e seus amigos derrotaram os vilões e recuperaram o Mítico, que trouxe os Lendários para a forma Materializada e restaurou a paz.


Reshiram apareceu em "O Que Existe Além da Verdade e dos Ideais", episódio no qual a Equipe Plasma conseguiu despertar o Lendário e controlá-lo. Diante disso, Ash e seus amigos, a Equipe Rocket e os companheiros de N tentaram recuperar o controle do Reshiram, prenderam os vilões e permitiram que o lendário fugisse, mas não antes de perdoar os humanos.

Por outro lado, Zekrom estrou na sequência "Na Sombra de Zekrom" e "Entram Iris e Axel", episódios em que retirou a eletricidade do Pikachu, mas a devolveu de forma misteriosa. Apesar de suas presenças terem sido apenas nesses três, a dupla foi bastante mencionada na série Best Wishes.


Meloetta estreou no episódio "Uma Épica Força de Defesa", enquanto fugia da Equipe Rocket, e foi salva por Ash, apesar de fugir; começou a seguir os protagonistas no "Tudo pelo Amor de Meloetta", após ser curada por eles e pela Cynthia; no "Piplup, Pansage e um Grande Reencontro", revelou estar seguindo os heróis e se juntou oficialmente a eles; e continuou com o grupo até "A Maior Crise de Unova", quando o Mítico resolveu o conflito entre Tornadus, Thundurus e Landorus.

Genesect somente apareceu no episódio "Meowth, Colress e a Equipe Rivalidade", quando N teve acesso as lembranças de um Patrat e de um Watchog, vendo um grupo deles fugir do quartel general em chamas da Equipe Plasma.


Em Kalos, Xerneas estrou no episódio "Orientação Pokémon Nebulosa", aonde foi visto pelos protagonista, após acharem a Bonnie, que acabou se perdendo em uma floresta. Depois, Zygarde apareceu em "Do A ao Z", episódio no qual se juntou a Ash e os seus amigos e seguiu com eles até o fim da temporada "XYZ", com bastante importância por junto a outro da espécie ter atingindo a forma 100% e derrotado a Equipe Flare.


Type: Null fez a sua primeira aparição no episódio "Evolução nas Ruínas", aonde foi mostrado sendo escondido pelo Gladion, que pretendia tirar a sua máscara; mas foi no "Missão: Lembranças" que se tornou Silvally, para salvar Lílian. Desde então, o Lendário seguiu com o treinador pelo resto da sua jornada.


Os quatro Tapus fizeram diversas aparições ao londo da série "Sol & Lua", mas juntos atuaram nos episódios "Um Encontro dos Sonhos", quando sentiram o nascimento de um novo Cosmog; "Determinação em Família", no qual se reuniram no Altar do Sol; "Revelando a Lenda", em que permitem a evolução do Cosmoem para Solgaleo; "Resgatando a Teimosa", observando os heróis enquanto atravessam para o mundo dos Nihilego; "Protegendo o Futuro", no qual auxiliaram no Festival Manalo e, juntos aos habitantes de Alola, mandaram o seu poder para o "Reluzente"; e "A Invasão de Guzzlord! Uma Grande Batalha de Movimentos Z", aonde imobilizaram um dos Guzzlord, para que os Kahunas o derrotassem.

Mas, o episódio destaque de cada um foi "O Desafio do Guardião", que mostrou a primeira luta entre Tapu Koko e Ash, para que aprendesse a usar os Movimentos Z"Evolução nas Ruínas", no qual Tapu Lele enfrentou Rockruff no seu treino para a evolução; "Um Pouco de Preguiça", aonde Tapu Bulu treinou Lycanroc; e "Corram, Heróis, Corram", em que Kiawe precisou realizar um desafio criado por Tapu Fini, como forma de puni-lo por ele e Ash terem desrespeitado o seu altar.


Cosmog estreou no episódio "Um Encontro dos Sonhos", dado ao Ash para que cuidasse dele. Continuou com o protagonista e evoluiu para Cosmoem em "A Vingança de Fábio", após ter sido sequestrado e ter tido o seu poder drenado. Em "Revelando a Lenda", tornou-se um Solgaleo e participou de todo o arco envolvendo a Lusamine no mundo dos Nihilego, mas partiu logo em seguida, no episódio "A Nova Aventura do Professor", aonde se despediu do Ash. Entretanto, voltou novamente ao anime durante o arco do Necrozma.


Lunala e Necrozma apareceram na sequência de episódios "Enchendo a Luz com Escuridão", "A Escuridão Envolvente", "O Prisma entre a Luz e a Escuridão" e "Protegendo o Futuro"; onde o Lendário tentou escapar do controle do Mítico, indo parar em Alola e recebendo o apoio dos Ultra Guardiões, que descobriram ser Necrozma o responsável por estar sugando a energia da região.

Devido a falharem com a tentativa de impedir o Pokémon obscuro, ele absorveu Lunala, mas Solgaleo logo surgiu para libertar o companheiro. Apesar disso, com a interrupção da Equipe Rocket, o leão que acabou sendo absorvido. Assim, os heróis se juntaram ao morcego e seguiram para o mundo dos Poipole, aonde um Naganadel revelou a história do "Reluzente" e libertaram o outro lendário da assimilação, com apoio da força doada por Pokémon e humanos de Alola. Por fim, com os Movimentos Z dos dois Lendários conseguiram recarregar o Mítico com luz e resolveram o problema.


Magearna estreou em "A Princesa Secreta", sendo um Pokémon "quebrado" que Mohn pretendia consertar para dar de presente a Lílian. Ao descobrir isso, a jovem treinadora decidiu, com apoio do diário do pai, trazer o Mítico de volta. Até então a sua única outra aparição relevante foi em "Perseguindo Memórias, Criando Sonhos", quando o Mítico foi apresentado ao Ash e os outros amigos da Lílian, além de, sem que vissem, ter se mexido suavemente.

Marshadow apareceu apenas no episódio "O Rotom Está fora de Controle", primeiramente visto pelo Ash, ao ter uma foto dele tirada por um Rotom intruso, mas depois o que acompanha o protagonista também o encontrou rapidamente.


Zeraora ganhou destaque em "Enfrentando a Criatura Inferior" e "Amizades Paralelas", episódios sequenciais nos quais Ash foi parar em uma realidade paralela de Alola, aonde um Guzzlord destruía tudo e quase machucou o protagonista, mas foi salvo por Diego e seu Zeraora.

O Mítico derrotou Pikachu em uma batalha amistosa, pouco depois de o seu treinador revelar como foi a destruição causada pela Ultracriatura. Após mais uma luta entre os elétricos, eles se juntaram para derrotar Guzzlord e acabam conseguindo, com o Movimento Z, mandá-lo para o seu mundo. Durante a terceira luta entre o roedor e o Mítico, Ash conseguiu retornar para sua realidade, e assim guardou uma amizade de outro mundo.


Meltan estrou no episódio "Pesquisa em Evolução", aonde alguns da espécie saíram de uma caixa no meio do mar, e no final do "Uma Grande Estreia" foi possível ver que entraram no barco que o Professor Nogueira usou para pegar o seus alunos na Ilha Poni. Em "Um Banquete Metálico", chegaram a Melemele e fizeram uma devastação, por comerem tudo o que era feito de metal, mas no fim do episódio ficaram sob os cuidados da Clefable da Samina.

No episódio seguinte, "Uma Amizade Forte como Metal", um dos Míticos havia ficado na mochila do Ash, por ter se afeiçoado ao Rowlet, e, depois de ser protegido por ele da tentativa de captura da Equipe Rocket, decidiu se juntar a equipe do treinador de Pallet e apareceu nos demais episódios a partir desse. Em "As Finais! O Derradeiro Confronto de Rivais", o Pokémon evoluiu para Melmetal e enfrentou Silvally na batalha final da Liga Alola, porém, perdeu a luta.

Manaphy, Arceus, Victini, Cobalion, Terrakion, Virizion, Kyurem, Keldeo, Yveltal, Diancie, Hoopa e Volcanion ainda não apareceram no anime, infelizmente.


Autonomia no Desenho 



O primeiro ponto a se destacar é que, assim como no caso dos Pokémon do Ash que decidem se querem evoluir ou não, há uma autonomia existente apenas no anime. Isso se explica por, nos jogos, os Pokémon não possuírem ações próprias. Cabe ao jogador definir qualquer papel feito pelos que utiliza ou ao próprio sistema do jogo, caso se trate de um que não pertença a ele. Em uma animação, isso muda totalmente, porque as criaturinhas passam a ter "vida própria", ou seja, independente se há um humano com elas, terão sua própria funcionalidade, modo de sobrevivência e interação com outros Pokémon e com a natureza.

Porém, como se não bastasse haver um estilo de vida próprio no anime, os Lendários e Míticos são Pokémon com funções a se desempenhar no mundo, e capturá-los traz severas consequências para o funcionamento dele. Nos jogos, apesar de haver descrições que exaltam o papel deles, sempre são capturados e nada ocorre, pela ausência da autonomia já apresentada e por não haver um desenrolar pós-captura. Porém, no anime, a importância desses raros Pokémon é ainda mais desenvolvida e as consequências de quando são pegos é mostrada, até por um maior realismo e fidelidade às descrições. Resumidamente, Lendários e Míticos funcionam como animais em extinção, precisam ser preservados, por existirem poucos, e possuem uma tarefa com o mundo em que vivem.

Inclusive, aqui está a grande diferença apontada entre o Ash e o Red, por afirmarem que o personagem dos jogos capturou as três aves lendárias, Mew e Mewtwo; enquanto a primeira conquista do protagonista do anime foi o Melmetal. As ações do Red não se refletem em nenhum resultado negativo, pois não se há uma noção de continuidade; quanto às do Ash, existem episódios que continuam a sua história, por isso é inevitável que sofra as consequências. Entretanto, não quero dizer que o primeiro está errado com as capturas que faz, apenas reforço que em mídias diferentes existem lógicas diferentes.

Ainda vale destacar que o Ash demonstra interesse em alguns Lendários, mas sempre acaba por prezar que eles não sejam capturados, chegando a impedir muitos dos que tentam. Um exemplo é quando sonhou, em "Adeus, Unova! Içar Velas para Novas Aventuras", que tinha um Reshiram, o que mostra que ele até gostaria de ter, mas prefere seguir os seus princípios. Apenas no caso do Entei isso foi diferente, o que não tem uma explicação certa, mas é provável que seja por ter ocorrido logo no início do anime e ainda estariam definindo as regras nesse universo.


Invencibilidade



Sabe-se que alguns Lendários e Míticos possuem treinadores, como é o caso dos Regis, Latias, Latios, Heatran, Darkrai, Silvally, Zeraora e Melmetal. Apesar de, no último caso, ao que tudo indica, não ser uma captura oficial, apenas amizade como ocorreu com o Articuno e Solgaleo, por exemplo. Porém, a questão é, se os Pokémon com essa classificação não podem ser pegos, porque esses treinadores os tem? O mais provável é que os próprios monstrinhos tenham escolhido se unirem a eles, até por, pelo que vimos, não serem humanos ruins. E, por no anime existirem mais de um de uma única espécie, um ou outro que não fosse tão ativo no seu papel não faria muita falta ao se juntar a uma pessoa.

Disso, surge outra questão: se os Pokémon optaram por se juntar ao treinador que os queria, por que isso não pode acontecer com o Ash com mais frequência? Simples, pela aura de invencibilidade que os fãs colocariam no personagem. A partir do momento em que passassem a dar Lendários ou Míticos para o protagonista, ocorreriam diversas críticas negativas sempre que perdesse para um Pokémon "comum", principalmente se perdesse uma liga. Portanto, se isso acontecesse, ou muitos treinadores teriam que ter esses raros Pokémon, para justificar as derrotas do herói sem irritar os telespectadores, ou o Ash passaria a ser invencível e um dos comuns personagens de animes que ganham tudo e tornam a história previsível. Ainda, é interessante notar que muitos não aceitaram Melmetal perder para um Silvally, mesmo que o segundo fosse Lendário, então, imagina-se o desespero se o treinador de pallet perdesse para um outro sem o título.


Conclusão


Os Pokémon Lendários e Míticos possuem uma quantidade reduzida e são de extrema importância para o mundo Pokémon, por isso, no anime, é mais do que plausível que caiba a eles a escolha de se querem se prender ou não a um treinador, principalmente por significar que abrirão mão do seu papel principal. Com essa percepção, Ash é um treinador muito respeitoso e que insiste na liberdade desses monstrinhos, inclusive garante ela em muitos momentos, salvando-os das mãos de caçadores e colecionadores e os auxiliando a salvar as regiões por onde passa. Portanto, o personagem segue a lógica "realista" do anime e não faz sentido que o apedrejem por lutar pela liberdade de seres que, na maioria das vezes, querem ser livres.

A questão do peso por parte dos fãs para que sempre vencesse ou só perdesse de Pokémon também Lendários ou Míticos faria com que os seres raros começassem a ser comuns demais na história, o que tornaria o título banal, ou fariam do Ash um personagem inderrotável e previsível. E, mesmo que muitos não reflitam sobre, o principal recurso utilizado pelo anime, de certa forma, é a imprevisibilidade, como em questões de vantagem de tipo, evoluções contra pré-evoluções e técnicas que só podem ser utilizadas nessa mídia, muito famosas por serem criadas pelo protagonista.

Além disso, Melmetal foi o mítico perfeito para ser o primeiro do Ash por não possuir, até então, um papel claro no mundo Pokémon, nem mesmo no anime. Sua força e habilidade de criar o metal sem necessitar de nada são evidenciadas, mas isso não interfere em nada no equilíbrio do mundo. Outro ponto é por ele ser ligado às pesquisas do Professor Carvalho, o que faz a captura dele por parte do protagonista ser um ótimo recurso para ligar o metálico ao professor. Sem ser ele, outro que decidiram dar ao Ash foi Naganadel, mesmo que temporário, o que já foi outra boa conquista por as ultracriaturas serem consideradas, por alguns, como Semi-Lendárias.


Gostaria de ver o Ash com Lendários e Míticos que foram bem desenvolvidos com ele, como foi o caso do Suicune, em minha opinião, e entendo que muitos desejam isso, mas não haver a captura faz muito mais sentido em um anime longo. Quis trabalhar mais uma vez a questão do respeito que o personagem tem, já que não é de costume ver alguém tratar sobre, e a alusão às especies raras e protegidas no nosso mundo real. Por fim, agradeço pela atenção e gostaria de saber: qual desses episódios trabalhados é o seu preferido e que lendário ou mítico gostaria de ver sendo treinado pelo Ash?


Leia Também:


--------------------------------------------------------------
A Pokémothim agora está no WhatsApp!
Clique e participe do nosso grupo!
--------------------------------------------------------------
Sobre Ersj
19 anos, Recife-PE, tem Pokémon como a sua franquia preferida desde os 7 anos. Sua mídia favorita é o anime, seguida dos jogos da saga principal e de Pokémon Go. Ama livros e séries, principalmente de fantasia; os filmes que mais assiste são animações, e “Imagine Dragons” é a banda pela qual tem maior apreço. Seu Pokémon predileto é o Pikachu e seu maior sonho é se tornar um escritor.
Email: ersj@pokemothim.net

Comentários

Nós da Pokémothim, gostaríamos de agradecer os comentários/sugestões feitos e dizer que eles nos ajudam a melhorar significativamente a qualidade do nosso trabalho, sem falar que é a melhor forma de contato que temos com você.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado após ser aprovado pela moderação.
Agradecemos a sua participação!

A Pokémothim com a sua cara!

Personalize do seu jeito!

Temas

Padrão

Fechar