logo

Pokémothim

Pokémon Lendários: Alola - Parte 1



Olá treinadores.

Chegou o momento de contarmos um pouco a respeito dos guardiões de Alola: Tapu Koko, Tapu Lele, Tapu Bulu e Tapu Fini.

São Pokémon Lendários que protegem as ilhas da região de Alola, sendo Melemele Island protegida por Tapu Koko, Akala Island protegida por Tapu Lele, Ula'ula Island protegida por Tapu Bulu e por fim a Poni Island que recebe a proteção de Tapu Fini. Ambos compartilham do mesmo tipo secundário, o Fairy.

Além de protegerem as ilhas, cada Tapu escolhe um Kahuna Island para cada ilha de Alola. São pessoas que coordenam o desafio da ilha, no qual os treinadores enfrentam em busca da vitória para ingressar na Liga Alola. Além disso, eles também são responsáveis por cuidar das ruínas de seus guardiões quando necessário e selecionar novos capitães de provas das ilhas deles.

Atualmente os Kahunas escolhidos pelos Guardiões de Alola são: Hala, Olivia, Nanu e Hapu.


ORIGEM


A religião havaiana é politeísta (adoração ou crença em vários deuses, representação de forças da natureza ou princípios ancestrais), com quatro divindades mais provenientes: Kū, Kane, Lono e Kanaloa, as quais serviam como inspiração para o surgimento dos guardiões de Alola.


HISTÓRIA

Um livro chamado "A Luz de Alola", encontrado na Biblioteca Malie em Ula'ula Island conta que Solgaleo/Lunala chegou em Alola através de uma Ultra Wormhole e batalhou contra os quatro guardiões, que os derrotaram facilmente. Como recompensa da vitória, Tapunium Z foi concedido a eles. Este item é um Z-Crystal, introduzido na geração Pokémon Sun & Moon sendo utilizado em batalhas para intensificado o poder do Pokemon, específico para os Tapu utilizarem sua Nature's Madness para o Z-Move especial dos guardiões.

Ainda com base em informações encontradas na Biblioteca Malie, notas secretas contam a história em que Necrozma, um Pokémon lendário, invadiu Alola para roubar toda a sua luz, servindo como potencializador da sua força. Com isso, a região ficou coberta de escuridão. Os Tapu se reuniram, e com o apoio de vários jovens treinadores, dos Kahunas Island e o poder dos Z-Moves, Necrozma foi derrotado e a luz de Alola foi restaurada.




TAPU KOKO

Tapu Koko
É a divindade guardiã da Melemele Island, sendo do tipo Electric/Fairy. Sua reputação consiste em proteger sua casa e em seu alto nível de curiosidade. Costuma surgir para treinadores ou Pokémon que chamam sua atenção e os desafia para uma batalha. Ao fechar as conchas presentes nos seus braços, Tapu Koko consegue armazenar uma grande quantidade de eletricidade.

Inspirado em Ku, um dos quatro grandes deuses da mitologia havaiana, conhecido como "deus da guerra" e representado por deuses emplumados.

Ele possui uma máscara que remete a um galo estilizado e seu design é semelhante a um totem, que serve como ilustrações importantes da linhagem familiar e da herança cultural dos povos nativos da ilha.

A origem do seu nome vem da combinação de Tapu (sagrado em havaiano) e Koko (onomatopeia havaiana para "cantar de um galo"). 


TAPU LELE
Tapu Lele

Sua proteção cai sobre a Akala Island, tendo Olivia como Kahuna. A divindade é do tipo Psychic/Fairy. Tapu Lele é conhecido por espalhar escamas brilhantes pelo céu, caindo sob as pessoas, que curam seus corpos. No entanto, essas escamas também podem ser consideradas perigosas, pelo risco de muitas serem tocadas ao mesmo tempo pela mesma pessoa. Essa ação é praticada por Tapu Lele apenas por diversão e considerada cruel pela forma negativa que as pessoas são afetadas por esse excesso. 

Sua força vem da energia armazenada dentro da sua concha e diz-se ganhar energia com o perfume das flores.

Tapu Lele parece basear-se em uma borboleta emergindo de sua crisálida. Sua inspiração nos quatro deuses havaianos fica por conta de Kane, deus da procriação. Foi adorado como ancestral de chefes e plebeus, é o criador e dá vida associada ao amanhecer, ao sol e ao céu.

A origem do seu nome vem da combinação de Tapu (sagrado em havaiano) e Lele (borboleta em havaiano).



TAPU BULU

Guardião da Ula'ula Island e possui a tipagem Grass/Fairy. Tapu Bulu é capaz de manipular a natureza, conseguindo invocar crescimento de vegetação. Apesar do seu grande poder, é considerado preguiçoso por não ser ativo. Sua postura é paciente e prefere não recorrer à violência de forma desnecessária. Porém, é impiedoso com aqueles que o ofendem. Como exemplo de sua ira, Tapu Bulu destruiu a Tapu Village, uma região sagrada da sua ilha onde foi construído um supermercado. Posteriormente, o supermercado destruído tornou-se lugar em que as provas da ilha eram realizadas com os treinadores, tendo Acerola como Trial Captain.
Tapu Bulu

Com e sem sua concha fechada, parece basear-se em um touro. Também inspirado em Lono, deus da divindade havaiana que domina a agricultura, a abundância e a paz.

Sua cauda é composta por um sino de ouro, no qual ele toca para que as pessoas próximas a ele saibam de sua presença.

A origem do seu nome vem da combinação de Tapu (sagrado em havaiano) e Bulu (semelhante a "Bull", touro em havaiano).



TAPU FINI

Concedendo sua proteção a Poni Island, Tapu Fini é do tipo Water/Fairy. O seu corpo principal reside dentro de uma concha violeta que se assemelha a uma cabeça de peixe espada quando fechada e quando é aberta, Tapu Fini representa uma sereia. Seu poder abrange a manipulação da água e absorção de energia fornecida pelas correntes oceânicas.


Tapu Fini
Em batalha, para evitar danos a si mesmo, o guardião costuma envolver o oponente em um grande nevoeiro, o enviando para um transe autodestrutivo. Esse nevoeiro também é utilizado para aqueles que buscam sua água especial, capaz de purificar tudo o que toca. Muito humanos tentaram esse julgamento, mas infelizmente haviam pessoas com más intenções, o que acabou criando revolta em Tapu Fini. Com isso, o guardião deixou de se importar com humanos, ajudando apenas aqueles que se mostrarem dignos.

Com tanto poder concentrado na névoa, Tapu Fini é capaz de criar uma passagem de tempo, conectando o mundo dos vivos com o mundo dos mortos. Entretanto, o contato em excesso com esse nevoeiro pode prender a pessoa para sempre, principalmente aqueles que não conseguem suportar a dor de ver novamente um ente falecido.

O deus da mitologia havaiana que serviu como inspiração para o surgimento de Tapu Fini foi Kanaloa, considerado deus do submundo, do oceano e professor da magia.


A origem do seu nome vem da combinação de Tapu (sagrado em havaiano) e Fini pode derivar de final, ligado ao fato de que as Ruínas da Esperança (local onde Tapu Fini vive em Poni Island) estão onde "a vida termina sua jornada".


Interessante, né?! É sempre bom conhecermos a história por trás de tudo o que compõe a franquia e, assim, cada vez mais vamos aprendendo sobre esse vasto mundo Pokémon.

Até a próxima, pessoal.
Sobre Mateus Cordeiro
24 anos, São Luís-MA, estudante de Publicidade e Propaganda. Fã de jogos, de todos os jeitos e plataformas. Ama séries/filmes de terror e suspense. Música está sempre presente no dia a dia. Vive no mundo Pokémon desde os 8 anos de idade. Os Pokémon tipo água, psíquico e fada são seus favoritos.
Email: contato@pokemothim.net

Comentários

Nós da Pokémothim, gostaríamos de agradecer os comentários/sugestões feitos e dizer que eles nos ajudam a melhorar significativamente a qualidade do nosso trabalho, sem falar que é a melhor forma de contato que temos com você.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado após ser aprovado pela moderação.
Agradecemos a sua participação!

A Pokémothim com a sua cara!

Personalize do seu jeito!

Temas

Padrão

Fechar