logo

Pokémothim

Biomothim: Sandshrew e sua linha evolutiva!


Salve, salve treinadores! 

Hoje o Biomothim fica por conta do nosso Pokémon tatu, Sandshrew, o qual iremos ver alguns detalhes de sua zoologia. 

Sandshrew é o Pokémon #27 na Dex, tipagem Terra até seu estágio final. Este monstrinho, o qual seu nome significa cogumelo de areia, se encontra nas principais rotas do jogo. Sua couraça começa nas suas costas e vai até a metade de sua cabeça, cobrindo seus braços e pernas com a coloração em amarelo-dourado.

Este Pokémon é marcado pela sua couraça a qual no momento de ataque, se enrola e fica em formato de bola, pronta para atacar. No anime a primeira aparição deste querido Pokémon é no episódio 8: "O Caminho Para a Liga Pokémon", o qual ele aparece no ginásio do A.J. sendo o Pokémon mais forte de todo o ginásio.

Analisando o Pokémon podemos ver dois tipos de animais: Tatu-Bola e Pangolim. Iremos focar no primeiro para este Pokémon. 



Tatu-bola (T. tricinctus) pertencendo à família Dasypodidae, conhecido popularmente na área da caatinga e sendo conhecido mundialmente após ser mascote da copa de 2014, se tornando o Fuleco; é um animal que mede em torno de 30 cm de comprimento, com a  coloração marrom, sendo uns dos  únicos tatus que possuem a capacidade de se enrolar completamente dentro da carapaça, assumindo o formato de bola de onde vem seu nome. Esta espécie de Tatu se encontra ameaçada de extinção por sua carne se consumida em vários locais do país. Este animal insetívoro utiliza tocas cavadas na terra por outros animais, tanto como moradia ou para fugir dos predadores ao qual o cercam.

Ao atingir nível 22. o Sandshrew começa a cavar mais fundo na terra, e com isso suas garras começam a crescer. Com o aumento da profundidade as rochas são mais duras e a necessidade de possuir garras maiores se torna evidente. Os resíduos desta escavação se juntam a carapaça do Pokémon e com a profundidade e a temperatura aumentando, os resíduos começam a se solidificar na carapaça, surgindo os espinhos, onde este Pokémon evolui para Sandslash.



O Pangolim (Manis temminckii), da família Manidae. O corpo deste animal é coberto de escamas e quando se enrola se torna uma bola de espinhos protegendo a parte sem cobertura de seu corpo. A aparência deste modo de defesa fica semelhante à do ouriço-cacheiro e essa bola de espinhos é seu maior mecanismo de defesa quando se sente ameaçado. Por não possuir dentes. se alimentam de insetos sendo principalmente de formigas que captura com sua grande língua viscosa que mede quase o tamanho de seu corpo.


Nesta espécie de animal podemos observar uma evolução convergente ao qual animais de grupos diferente evoluem com morfologia semelhantes. O exemplo é a sua alimentação semelhantes ao grandes Tamanduás que utilizam sua língua para alimentar de cupins. Infelizmente este querido animal é caçado e utilizado como peculiaridade gastronômica pelas populações das zonas tropicais da Ásia e da África, e suas escamas são traficadas para serem utilizadas como afrodisíaco. 

Deixem aqui nos comentários suas dúvidas e acréscimos. Lembrando, esta série tem como objetivo apenas analisar características semelhantes entre animais e Pokémon com métodos científicos.
Sobre Denis Anselmo
23 anos, Cajuru-Sp, curte animes, filmes, livros e séries. Seu Pokémon favorito é o Togekiss e além de treinador Pokémon também se considera um "digiescolhido" nato. 'Pokémon Go' é seu jogo favorito, joga desde 2016, é Team Instintict de coração.
E-mail: contato@pokemothim.net

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado após ser aprovado pela moderação.
Agradecemos a sua participação!

A Pokémothim com a sua cara!

Personalize do seu jeito!

Temas

Padrão

Fechar