logo

Pokémothim

Biomothim: Spearow e sua linha evolutiva!


Salve, salve treinadores!

Após uma semana ausente, voltamos com o Biomothim e nesta semana estamos com o terror das rotas inicias Spearow, o pardal Pokémon, ao qual iremos ver alguns detalhes de sua zoologia. 

Spearow é o Pokémon #21 na dex, tipagem normal/voador até seu estágio final. Este monstrinho como o próprio nome diz é o Pardal no mundo Pokémon. Está pequena ave tem a plumagem áspera e a cor marrom em sua cabeça e cauda, seus olhos são da cor castanha escura e estreitos com as pupilas brancas e um bico curto dando a ele um semblante de mau.


 Para completar a fisionomia do Pokémon temos duas asas de cor vermelho num degrade até as pontas que ficam mais claras e com um lado inferior bege com duas listras finas e nas suas costas são cobertas por penas negras, utilizadas pra se esconder no gramado de outros Pokémon. Diferente do Pidgey em quesito voo, é capaz de voar rapidamente para proteger seu território, mas precisa bater suas asas em alta velocidade pra manter-se no alto. Os seus gritos altos, conseguem ser ouvidos á quilômetros de distância, são usados para alertar seus companheiros quando estão em perigos, tanto pra chamá-los para ajudar quanto para fugir do perigo eminente.

No anime, Ash é atacado por um bando de Spearow no episódio Pokémon - Eu Escolho Você, depois do protagonista ter atingido com uma pedra o Spearow na cabeça tentando enfraquecê-lo para capturar, já que o Pikachu se recusava ha obedecer Ash, o mesmo confundiu a pequena ave com o Pidgey, com isto Ash e atacado por uma revoada de Spearow.


Com o próprio nome diz, a ave ao qual o Spearow e inspirada e o Pardal (Passer domesticus), pertencendo a família Passeridae e em inglês é conhecido como House Sparrow. Ele é originário da Europa foi introduzida no Brasil em 1906, para controle biológico de pragas, tornando esta ave exótica no país, e atualmente uma das mais populares ficando junto com os Pombos. A alimentação desta ave, é generalista adaptando com qualquer alimento por isto é fácil de se ver revoadas em grandes cidades a pequenos vilarejos, quem passa por uma praça e possível ouvir o barulhos dos pardais que estão se recolhendo para dormir em bando.

Outra característica desta ave é o dimorfismo sexual, características que diferencia o macho da fêmea no reino animal. O macho possui uma plumagem mais escura, o bico preto e uma mancha preta na garganta, está mancha tem tamanho variável e é utilizado como status de dominância perante aos outros pardais machos. Já a fêmea tem tons mais claros e apresenta uma listra supraciliar.



Ao chegar no level 20, temos o terror do céus de kanto, Fearow. Suas asas possui uma grande curvatura e consegue carregar grande peso em suas costas, sua penas são da cor laranja com uma crista vermelhas na cabeça e um bico afiado que pode perfurar uma rocha, sendo temido pelos Pokémon quando ataca seu rasante no céus de kanto. O Fearow é um Pokemon que lembra um Carará, só que com a diferença destas aves e sua incrível velocidade no céus, conseguindo até ultrapassar um trem. 


Se olhar nos céus de Viridian pode se observar Fearows brigando por território e pela posse de líder do bando decidindo quem é o mais forte entre eles, outra batalha que pode se ver nos céus e entre ele e seu rival Pidgeot, vivem disputando para ver quem comanda o céus de kanto. Nos tempos remotos, as duras e ásperas penas do Fearow eram usadas como instrumento de escrita, já os bicos por serem extremamente resistentes, são usados para catar piolhos e carrapatos de Tauros e Miltanks.

Os Carará ou Biguatinga (Anhingidae), possui cerca de 88 centímetros, com o peso variando 1,2 a 1,35 quilogramas, a sua envergadura mede em torno cerca de 120 centímetros, lembrando as grandes asas do Fearow. Está ave aquática lembra o biguá, com a distinção notável em suas asas esbranquiçadas, seu grande pescoço fino e longo possui 20 vértebras, onde termina em um grande bico longo e pontiagudo, serrilhado e em forma adaga, se tornando util para fisgar peixes. 

Possui uma cauda longa, em formato de espátula que é utilizado abaixo d’água para o nado junto com os pés com membranas natatórias. Diferente de outras aves aquáticas não possui glândula uropigiana, tornando suas penas não impermeáveis, não segregam óleo para manter a água à distância. A vantagem de não segregar este óleo as penas armazenam quantidades de água dando ao animal uma má flutuação, que permite um mergulho mais eficiente debaixo de água. 

Igual os Pardais possui dimorfismo sexual, sendo que a fêmea é diferente do macho pela colocação, na fêmea a cor creme domina a maior parte da ave pescoço, peito e dorso, já no macho tem uma crista negra e cores mais vivas. Sendo encontrando do Sul dos Estados Unidos até a América do Sul, no Brasil e possível localizá-la em toda a sua extensão.



Deixem aqui nos comentários suas dúvidas e acréscimos. Lembrando, esta série tem como objetivo apenas analisar características semelhantes entre animais e Pokémon com métodos científicos.
Sobre Denis Anselmo
23 anos, Cajuru-Sp, curte animes, filmes, livros e séries. Seu Pokémon favorito é o Togekiss e além de treinador Pokémon também se considera um "digiescolhido" nato. 'Pokémon Go' é seu jogo favorito, joga desde 2016, é Team Instintict de coração.
E-mail: equipe@pokemothim.net

3 comentários:

  1. Gente,vejam isso haha ficou bem legal
    http://anmtv.xpg.com.br/poketoon-episodio-inspirado-em-looney-tunes-e-divulgado/

    ResponderExcluir
  2. Essa série é a melhor de todas e ainda foi do meu Pokemon favorito o Spearow.

    ResponderExcluir

Seu comentário será publicado após ser aprovado pela moderação.
Agradecemos a sua participação!

A Pokémothim com a sua cara!

Personalize do seu jeito!

Temas

Padrão

Fechar