logo

Pokémothim

Especial Biomothim: Tirtouga, a tartaruga mais antiga!


Como vão treinadores?

Esta edição do Biomothim, traz uma análise filogenética, que permite identificar a evolução das espécies de tartarugas da franquia, da mais antiga para a mais recente.

Primeiramente, devemos conhecer a espécie de tartaruga mais antiga da franquia e sua evoluçao: Tirtouga e Carracosta!

Tirtouga é uma espécie baseada nas tartarugas marinhas, uma das espécies mais conhecidas em todo o mundo. Dentre as tartarugas marinhas, temos várias espécies, como as famosas Tartarugas de Pente, com projeções pontiagudas de seus cascos, ou as Tartarugas Verde, como o próprio nome já diz, possui uma coloração mais esverdeada em seus cascos. Tartarugas marinhas são seres onívoros, ou seja, possuem uma dieta mista entre seres vivos ou plantas subaquáticas.

A característica mais notável das tartarugas está associada a seus cascos, estruturas de proteção contra predadores. ao contrário do que encontramos em desenhos animados, essas estruturas rígidas não podem ser removidos das tartarugas e estas sobreviverem sem os cascos, pois estão firmemente ligados a suas vértebras. Os cascos são formados por estruturas ósseas resistentes e por queratina, que forma a camada visível da proteção destes animais.

Tartaruga-verde - Tartarugas marinhas - Biologia - InfoEscola

Podemos ver que Tirtouga possui um casco altamente rígido, devido as circunstâncias predatórias que essa espécie encontrou no passado, e um formato com maior desenvolvimento hidrodinâmico, já que é uma espécie que se movimenta melhor na água.

Tirtouga possui placas recobrindo seu maxilar, ao que observa fundidas a seu crânio assim como seu casco está preso a sua coluna. Essa proteção pode ser resultado de uma adaptação evolutiva que se refira a alimentação, desde a quebra de alimentos sólidos, até o corte de plantas subaquáticas. Seus membros anteriores são consideravelmente maiores em relação aos posteriores, algo que pode ser justificado pela fato de serem membros de locomoção e impulso, deixando para os posteriores a função de direcionamento.

Quando a pequena tartaruga evolui, a maior mudança com certeza é em seu hábito de sobrevivência, agora conseguindo andar sobre terra firme sem problemas, devido ao desenvolvimento de sua musculatura. Vale ressaltar que seus pulmões sempre foram adaptados para ambientes aquático e terrestre, porém sua dificuldade era quanto a movimentação em solo. Sem membros posteriores agora tem um aumento muscular e o crescimento de garras, usadas para equilíbrio. Seus braços são alongados e resistentes, sendo usados para nado e ataque. Seu casco sofre alterações quanto a tamanho e espessura, o mesmo vale para a proteção de seu rosto.

A principal teoria sobre a evolução de Tirtouga para Carracosta ao longo do tempo pode estar associada quanto as alterações em meios aquáticos do mundo primitivo. Falta de alimento, aumento no número de predadores, busca por melhores condições de sobrevivência podem ter sido os fatores que levaram Tirtouga a deixar o ambiente marinho, e evoluir gradualmente para Carracosta.

Tirtouga, a tartaruga mais antiga:


Como sabemos, existem estudos filogenéticos que nos dizem quais espécies vieram antes, quais as mais recentes e as mais antigas. Após ser inspirado pelo episódio da corrida de tartarugas da série Pokémon Journeys, resolvi fazer uma análise dentre as espécies de tartarugas da franquia, levando em consideração todas as características possíveis a seres analisadas, por meio de técnicas de análise biológica e construção de cladogramas e matrizes numéricas.

Apresento a vocês, o primeiro cladograma das espécies de tartarugas:
Cladograma das espécies de tartaruga

Para ler nosso cladograma, devemos ler da base para o topo, de modo que Tirtouga seja a primeira espécie a surgir, e Torterra seja a última. Usando Tirtouga de base, pude analisar o surgimento de características que surgiram em outras espécies, ou desapareceram ao longo do tempo. Tirtouga foi o que chamamos na Sistemática de grupo externo, uma espécie que se encontra em estado mais básico para as características que podem ser analisadas. Não foram consideradas as mega evoluções ou formas Gigantamax.

O cladograma demorou algumas semanas para ser desenvolvido, pois são muitas as características que utilizadas, como por exemplo cumprimento da cauda, tamanho dos membros anteriores e posteriores, tipos de casco, dentre muitas outras características que podemos observar.

Lembrando que este cladograma está sujeito a alterações, caso em uma futura análise sejam constadas novas hipóteses filogenéticas. Isso ocorre em nossa vida real, uma vez em que podemos traçar uma nova história evoluutiva para as espécies de seres vivos.

Este foi o Biomothim especial de hoje! É o começo de um novo sonho, traçar a evolução de todas as espécies Pokémon em um único cladograma!


Um ThunderShock pra vocês!
Sobre Gabriel Henrique
18 anos, mora em Gonçalves-MG. Curte animações e filmes de ficção, é amante da música desde muito cedo, multi instrumentista. Tem um grande amor por Pokémon, seu preferido é o Chandelure, além dos tipos grama e água.
E-mail: equipe@pokemothim.net

3 comentários:

  1. Nossa isso foi uma Grande Experiência!!!

    ResponderExcluir
  2. Gabriel Henrique03/04/2021 15:27

    Fico muito feliz que tenha gostado ^^ foi uma grande experiência para mim assim como foi pra vocês! Esse tipo de comentário que faz com que traga mais conteúdos assim para a página ^^

    ResponderExcluir
  3. Bem interessante, durante esse episódio só fez eu pensar mais ainda do que já vinha na variedade de pokes da mesma "espécie"

    ResponderExcluir

Seu comentário será publicado após ser aprovado pela moderação.
Agradecemos a sua participação!

A Pokémothim com a sua cara!

Personalize do seu jeito!

Temas

Padrão

Fechar