logo

Pokémothim

Especial Biomothim: "Desevolução"?


Como vão treinadores?!

Recentemente tivemos novas espécies catalogadas na franquia, sendo estas espécies viventes de épocas ancestrais, das quais não encontramos mais nos dias atuais. Wyrdeer e Basculegion são evoluções ancestrais de Stantler e Basculin respectivamente, porém, são espécies extintas. O que levaria duas espécies deixar de evoluir, contando com um único estágio? Vamos estender no especial de hoje!

Primeiro devemos entender que o termo "Desevolução" é figurativo no tema da matéria, sendo usado apenas de forma ilustrativa ao que iremos entender. É comum pensar que evolução esteja ligada apenas a ganhar características, que seja sinônimo de progressividade, mas aí mora o equívoco. Pensamos isso, pois a todo momento vemos com mais evidência espécies complexas ao nosso redor, nos dando a falsa impressão de que ser mais complexo as torna mais evoluídos. Contudo, o maior número de espécies animais do planeta está naquelas mais simples, que muitas vezes são microscópicas, com sistemas corpóreos reduzidos em relação aos nossos, o que afronta a ideia de evolução ser apenas ganhar, quando na verdade também é perder.

Com Wyrdeer e Basculin ao que podemos observar não foi diferente. São inúmeros os possíveis motivos que podem ter levado ambas espécies a deixar de lado suas evoluções, como forma de melhorar sua probabilidade de sobrevivência. Wyrdeer parece contar com uma pelagem branca ótima para camuflagem, enquanto o tamanho de Basculegion sugere que este seja um grande predador aquático da Região de Hisui, assim denominada Sinnoh em períodos mais remotos. A partir de agora, tudo que falarmos é apenas teoria, elaborada após a análise de cada informação que já temos até então, utilizando de métodos científicos que fazem parte de nossa realidade.

Stantler é um Pokémon que vive em Johto em meio a florestas, e sua descrição na Pokédex das versões Ruby and Sapphire nos da uma importante informação sobre uma possível explicação para a perda de um estágio evolutivo:

Os chifres magníficos de STANTLER já foram negociados a preços elevados como forma de artes. Como resultado, este Pokémon foi caçado perto da extinção."

O Stlanter que conhecemos possui a coloração marrom, e diferentemente de Wyrdeer vive em regiões de floresta, locais onde se camuflar entre o marrom dos troncos das árvores e demais vegetações é de grande ajuda para o Pokémon. Wyrdeer possui uma cor característica branca, que dificultaria sua difusão por entre a vegetação de tonalidades mais escuras, sendo facilmente reconhecido por aqueles que buscam seus chifres, pois podemos perceber que continuam iguais como em sua pré evolução. Sabemos que Wyrdeer surgiu a partir da sobrevivência de Stantler no ambiente hostil de Hisui, mas com o início da caça da espécie de seu primeiro estágio evolutivo, temos um possível ponto que possa ter colaborado para seu desaparecimento. Poderia ao longo do tempo ter ocorrido uma ligeira mudança na coloração da pelagem deste Pokémon para não deixá-lo vulnerável? Em teoria sim, mas na prática, o asssunto é diferente. Um processo de evolução pode demorar décadas para acontecer, e com todo processo de caça buscando os chifres de ambas espécies, perder um estágio evolutivo que chamaria mais sua atenção no ambiente a sua volta parece ser a opção mais viável para que continue sobrevivendo. 

Em Johto não necessariamente um bando de Stantler buscou refúgio na região, pode ser que já fizessem da região seu lar a um tempo considerável, mas o ambiente de Johto pode ter se apresentado mais pacífico comparado a Husui, não levando Stantler a evoluir para Wyrdeer, algo que acontece quando um mesmo grupo de uma mesma espécie é exposto em regiões diferentes. Como sua coloração marrom prevaleceu em Johto no seu primeiro estágio, ainda que a espécie tenha chegado próxima a sua completa extinção, o grupo de Stantler sobrevivente conseguiu ser maior do que viveu em Husui. 

Basculin também possui um estágio evolutivo ancestral, que foi perdido ao longo do tempo. Para grandes predadores, o problema se encontra na falta de presas para continuar sobrevivendo. Sabemos que Basculin com listas vermelhas são mais agressivos que os com listas azuis, e ao que tudo indica até o momento Basculegion evolui a partir dos vermelhos. Ainda levando em consideração o ambiente hostil de Hisui, explicaria o motivo de Basculin possuir uma evolução mais agressiva, sendo uma pressão seletiva que levaria Basculin a desenvolver formas de defesa e ataque mais elaboradas, como podemos ver nas grandes presas de Basculegion, e o aumento de sua massa corpórea. 

Com o passar do tempo e a pacificação da região, Basculin não teria mais motivos para evoluir (afinal sabemos que os Pokémon conseguem escolher evoluir ou não como já vimos no anime). Ainda temos de levar em conta que quanto maior o predador, problemas como deslocamento se tornam mais difíceis e mais lentos. Basculegion pode ainda ter enfrentado problemas com escassez de alimento, na qual seu primeiro estágio estaria na vantagem em caçar presas menores.

Existe ainda a hipótese de que a caça possa ter sido um fator crucial para levar a espécie a escolher uma forma que se locomova e se esconda de possíveis predadores com mais facilidade, já que temos a informação da carne de Basculin vermelhos ser mais saborosa. Esse fato pode explicar a especiação de Basculin em duas espécies de cores diferentes, que possuem diversas diferenças morfológicas entre elas, ou um evento de especiação alopátrida que já discutimos anteriormente na matéria sobre Applin e sua linha evolutiva ramificada.

Concluindo, compreendemos que nem sempre evoluir significa se complexar, até em nossa vida cotidiana pequenas e simples soluções podem ser mais eficazes do que grandes e complexos métodos. Não podemos dizer com total certeza os reais motivos que levaram as espécies a perder seus estágio evolutivos, afinal precisaríamos de mais fatos sobre elas. O que fizemos hoje, foi sugerir uma hipótese para cada levando em consideração aquilo que nos é possível observar.

Um ThunderShock pra vocês!

Sobre Gabriel Henrique
20 anos, estudante de Ciências Biológicas, mora em Paraisópolis-MG. Curte animações e filmes de ficção, é amante da música desde muito cedo, multi instrumentista. Tem um grande amor por Pokémon, seu preferido é o Chandelure.
E-mail: equipe@pokemothim.net

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado após ser aprovado pela moderação.
Agradecemos a sua participação!

A Pokémothim com a sua cara!

Personalize do seu jeito!

Temas

Padrão

Fechar