logo

Pokémothim

Jornadas e a Continuidade Problemática para o Ash!


Olá, Thunders!

Para a alegria dos fãs do garoto Ketchum, os episódios mais recentes estão nos proporcionando continuidades e referências bastante aguardadas desde o início de Jornadas. Mesmo assim, ainda há muitos telespectadores descontentes. Por que o modo como estão nos estregando esses momentos aguardados, ao invés de causar alegria, tem gerado incômodo em uma boa parcela dos fãs? A culpa é do Goh? Convido-os a participarem da reflexão!


Depois de 68 episódios, finalmente aconteceu o que se esperava desde o segundo da atual série do anime, o reencontro entre Ash e os seus Pokémon. Rever o garoto com as antigas criaturinhas foi muito nostálgico, além de gerar belos momentos, porém, não nos foi entregue a respeito disso muito mais do que a prévia do episódio já havia revelado. Claro, deve-se levar em conta que nesse episódio ainda precisava ser feito o retorno do Gary e ser trabalhada a sede de batalhas de Infernape, que, apesar de muito boa, até então só serviu para fazer propaganda de um dos iniciais dos novos remakes na última forma. 

Vocês podem dizer, "ah, mas em Sol & Lua também não mostrou todos os Pokémon do Ash e ninguém reclamou". Na realidade, muitas pessoas reclamaram, porém, existia um motivo por trás que aliviou a situação. Devemos lembrar que a ida ao Laboratório do Professor Carvalho com o pessoal de Alola foi uma forma de referenciar os futuramente lançados, na época, Pokémon Let's Go Pikachu & Let's Go Eevee, tanto que o foco foi dado a alguns Pokémon de Ash de Kanto e aos seus antigos companheiros, Brock e Misty. Mesmo assim, não deixou de ser chata a ausência de várias outras criaturinhas, além da do próprio Tracey, mas uma vez evitado em Jornadas (a injustiça com o personagem é eterna rsrs). Contudo, em Jornadas, uma série que se passa majoritariamente em Kanto, sendo um dos maiores pedidos o retorno dos antigos Pokémon do protagonista pioneiro, não mostrar nem todos e os que mostrar ser por pouquíssimo tempo foi um grande desrespeito com os fãs.

O destaque dado ao Infernape, como há pouco mencionei, deve ter sido devido aos remakes Pokémon Brilliant Diamond & Shining Pearl, mas o problema do episódio não foi esse, mas sim na hora da reunião dos Pokémon terem excluído alguns sem que Ash sequer sentisse falta deles. Nem mesmo o Goh pareceu mostrar interesse naquela variedade de Pokémon que ele não havia conhecido pessoalmente ainda. Pior, tirando a adorável cena com Bulbasaur e Charizard, além do clássico cumprimento do Muk e dos Tauros e a relação com Infernape, a interação com os demais foi medíocre. O que dizer daquela Bayleef estática? Ou do Torkoal ausente do grupo de Pokémon do tipo Fogo? Enfim, o reencontro foi bom por conta da nostalgia, por ter sido muito aguardado, mas, em termos de qualidade, ele foi horrível, só foi melhor do que não ter. Lembrando mais uma vez que falo do reencontro em específico, não da trama do Infernape.

A posição de campeão não escapa das continuidades mais recentes que vêm sendo entregues, mas de uma forma jogada. Acredito que o ápice para muitos fãs da não menção do Ash sobre o seu título foi quando ele foi provocado pela Iris, que usou sua qualificação de campeã para se mostrar superior. O garoto Ketchum fez o quê? Ficou calado, "sem ter como contra-argumentar". E esse "sem ter" não é nem na teoria. Alguns podem até dizer que é porque o protagonista é humilde, e eu não discordo que ele seja, mas quantas vezes o próprio não usou suas vitórias, quantidades de insígnias ou colocação na liga para revidar provocações? Ironicamente, a humildade dele só funciona quando é para mencionar que foi o Top 1 de uma região. 

Enfim, recentemente teve um episódio em Alola que destacou bastante por parte de dois garotinhos o fato de o Ash ter sido o campeão da região. Goh até ficou bastante impressionado e perguntou ao seu amigo porque nunca o contou, mas, após o treinador se esquivar perguntando se nunca contou mesmo, o interesse do novo protagonista desapareceu e nenhum detalhe a mais foi mencionado. Faz sentido que dois treinadores que são mais novos tenham Ash como inspiração, pois podem querer se tornar prodígios ainda jovens também, porém, o fato de mais ninguém ali ligar para o herói é o estranho. Quantos não estavam no Estádio Manalo gritando loucamente pela vitória do Ash, seja na sua batalha contra Gladio, seja na contra o Professor Nogueira? Mas, agora, ninguém mais conhece ele ou liga se ele foi campeão. Não faz sentido, é uma continuidade muito falha.

Aproveitando que falamos de Alola, todos que assistiram a esse mesmo episódio mencionado notaram que nada foi dito sobre os colegas de Ash da região, sua "família" ou seus Pokémon. É até compreensível que eles não apareçam sempre, talvez fosse injusto com os demais amigos do herói que deverão voltar uma, duas ou - sonhando muito - três vezes. A questão é que ir para Alola, um local tão pequeno, e nem cogitar rever os amigos já é bem estranho. Pior ainda é os roteiristas não aproveitarem a situação para mostrar ao menos um dos antigos Pokémon. Não precisa ter Ash indo pegar algum deles, somente ele usar no meio do evento e mencionar que quis pegá-lo assim que chegaram à região. Na realidade, nem precisava aparecer qualquer Pokémon, o roteiro deveria no mínimo mencionar "depois de saírem da Escola Pokémon/Casa do Professor Nogueira/etc, Ash e Goh se dirigiram para a ilha deserta", ou qualquer coisa do gênero. Muito semelhante foi quando o garoto Ketchum foi para Pewter e nem sequer cogitou se o Brock estava por lá.

Agora, passamos de amigos que não apareceram para amigos que apareceram. Já fiz toda uma análise sobre o retorno da Dawn, destacando alguns pontos que achei positivos e outros que achei negativos. Resumidamente, gostei do retorno, sobretudo em relação a Cloe, mas, no sentido Ash e Dawn, ele foi péssimo. A interação deles foi mínima, não trocaram muitas experiência ou fizeram referência a aprendizados passados - com exceção do Brock - e nem sequer realizaram o clássico "toca aqui" de sempre. ATÉ EM PRETO & BRANCO (BW) ELES FIZERAM O "HIGH FIVE"! Preto & Branco, a série odiada pela maioria dos fãs. Por isso, foi um episódio legal para recuperar a personalidade da Dawn e a fazer passar algum ensinamento para a Cloe, mas em termos de continuidade da jornada dela com o Ash e da relação que eles construíram, infelizmente, foi terrível.

Por fim, cabe citar brevemente o Campeonato Mundial Pokémon, ou Campeonato da Coroação Mundial (como ficou na dublagem brasileira, devido ao nome adotado pela estadunidense). O torneio tem trazido grandes personagens do passado e alguns novos dos jogos, mas, no geral, as batalhas contra eles demoram muito de uma para outra, o que faz com que menos personagens retornem; e são muito curtas, mas utilizando Pokémon fortes e grandes ataques para aparentarem ser batalhas fenomenais e todos aplaudirem. Outro ponto que quero destacar é que, para mim, a batalha contra Volkner foge desses problemas, talvez eu até traga uma postagem sobre ela, mas, no geral, a continuidade no campeonato tem sido assim.


Depois de todos esses apontamentos, acredito que fica mais fácil entender porque muitos fãs do Ash continuam frustrados. Quando se espera por uma continuidade e ela é colocada de qualquer forma, é óbvio que haverá inquietude. Sempre vai ter alguém que reclama, mas quando é mal feito, muita gente acaba compartilhando dessas críticas negativas. De qualquer forma, é importante romper com a guerra entre fãs do Goh e do Ash. Os fãs do herói de Pallet precisam entender que um desenvolvimento bom para Goh não resulta necessariamente em um ruim para Ash, no máximo a maior quantidade de episódios focada no primeiro e a velocidade da evolução dele prejudicam um pouco o tempo dedicado ao progresso do treinador mais antigo, mas dá para fazer melhor essas continuidades mesmo com todo o destaque do novo protagonista. Por outro lado, os fãs do Goh precisam entender que os do treinador de Pallet têm direito de se frustrar sim, pois ele ainda é colocado como protagonista do anime e, mesmo que não fosse, é um personagem regular que tem muitos fãs (assim como a maioria) que gostam ou não do que está sendo feito com ele. Então, vamos evitar continuar uma discussão que não vai solucionar o problema. Ash está tendo um continuidade muito ruim, os fãs têm direito de estar com raiva, mas não precisam culpar o Goh e nem serem atacados pelos fãs dele, capiche?


Leiam Também:
Sobre Ersj
19 anos, Recife-PE, tem Pokémon como a sua franquia preferida desde os 7 anos. Sua mídia favorita é o anime, seguida dos jogos da saga principal e de Pokémon Go. Ama livros e séries, principalmente de fantasia; os filmes que mais assiste são animações, e “Imagine Dragons” é a banda pela qual tem maior apreço. Seu Pokémon predileto é o Pikachu e seu maior sonho é se tornar um escritor.
E-mail: ersj@pokemothim.net

33 comentários:

  1. Johnny Edwin Da Cunha Cruz19/09/2021 09:34

    Parece que o Ash só voltará a ter mais foco quando o Go for com o pessoal do Projeto Mew atrás do mítico, coisa essa que já está programada pra acontecer antes do fim do anime.

    ResponderExcluir
  2. Gustavo De Paula19/09/2021 13:31

    O tratamento que o Ash tá tendo em Jornadas é uma merda. Eu achei muito mágico maratonar o anime desde o ep 001 até a Liga de Alola, aonde enfim alcancei o anime na época. Eu aprendi a gostar de um anime que eu achava tosco por causa da burrice do Ash. Criei simpatia pelo personagem (e não foi só o da era Kalos que é o mais aclamado pelos fãs. O Ash de Sinnoh e Hoenn também). E agora, eu to achando tosco de volta por causa da burrice do Ash, que eu detesto mais e mais a cada episódio. Eu infelizmente perdi a fé. Não assisto mais. Nada tá me dando interesse nele. Nem mesmo essa tal busca da Lucarionita pelo Ash.

    Eu aposto todas as minhas fichas que estão sucateando o Ash para ele ser substituído pelo Goh, e por mais polêmico que isso seja, eu sou a favor. Se nesse "protagonismo compartilhado", o Ash mais fique de lado, com um desenvolvimento lixoso e sem continuidade com seu passado, que chutem de uma vez do anime e deem espaço pro Goh. Já entendemos, roteiristas, que vocês querem tirar o Ash da jogada. Apenas parem de enrolar e façam isso de uma vez ao invés de sujar completamente a reputação do personagem (que por sinal já foi sujada em BW).

    ResponderExcluir
  3. Difícil entender o que os roteiristas estão fazendo, é muita preguiça. Se é um sinal para retirar ele do anime que faça logo.

    Sobre o Tracey particularmente eu não ligo de ele não aparecer

    ResponderExcluir
  4. Bem, eu acompanho o anime Pokémon desde 99, em sua estreia nacional na Record. Ou seja, comecei a obra como uma criança pré-escolar, passei pelos ensinos fundamental e médio, cursinho, faculdade e agora sou um adulto de curso superior, especialização e autossuficiente. Por todo esse tempo, fui pessoas diferentes e tive expectativas, frustrações e demandas variáveis com a obra. Me afastei, cogitei abandonar, mas nunca o consegui.

    O tempo, uma certa maturidade, mas principalmente uma resignação compreensiva, me fizeram descartar várias dessas disposições, desejos e decepções, das quais muitas estão no texto. Sabe aquele velho argumento que usam para não cobrar muito de Pokémon por sua natureza infantil, ser um kodomo, rotativo para se renovar às novas gerações? A maioria das respostas acaba, inevitavelmente, resvalando nisso.

    Não podemos exatamente negar, por mais que adoremos o anime, seu espírito ingênuo e simples. Pokémon pouco busca ser complexo, e apesar de reconhecer seu cânone que caminha para a terceira década, evita depender ou reforçá-lo demais. Além disso, o tempo cronológico dentro do anime, ou seja, o envelhecimento de Ash do começo da jornada até agora, supostamente não é de um ano, o que não descarta a estranheza do ocorrido, mas fornece alguma explicação para uma aparente indiferença ou ausência de saudade do protagonista quando regressa a regiões em que sabemos estarem amigos ou Pokémon seus, sem cogitar sempre procurá-los. Além, é claro, da pouca intensidade dos sentimentos expressos quando surgem alguns reencontros que tanto aguardamos, como com Misty, Brock, Dawn, Íris, em que para nós, é um evento colossal, mas os personagens nunca demonstram a saudade desesperada esperada de quem não se vê há muito tempo, simplesmente porque não o é. Para nós, são anos; para ele, no máximo poucos meses, até semanas se considerarmos as últimas visitas.

    É válido lembrar, também, que a comunidade Pokémon pede, desde as primeiras gerações, a troca de protagonista por alguém mais maduro ou menos irritante, com frequência atacando Ash/Satoshi, mas agora que há uma sugestão de substituição através da aparição de um novo protagonista, muitos se demonstram inquietos e revoltados com tal possibilidade. Essa relação conturbada do fandom com Ash também explica, em partes, porque no passado ele usava suas glórias para provocações e egocentrismo, mas agora se mostra humildade. O Ash não é mais o mesmo de Kanto, Hoenn, Sinnoh. Ele sofreu uma atenuação moderna de personalidade, para ficar o mais "plano" e inofensivo possível, algo que vejo com força desde a quinta geração. Alguns sinais até demonstram crescimento do garoto (ser bem irritante, algo característico da relação com Misty e May, por exemplo), mas no geral vejo uma reformulação para se adequar aos novos tempos.

    Infelizmente Pokémon é assim, não é um anime calcado na referência, mas talvez também seja essa o segredo de sua longevidade. Eu, que tenho mais apego às primeiras 4 gerações do anime, me sinto muito frustrado e desrespeitado quando surgem Pokémon e personagens dessas gerações com baixo alarde e enfoque (Dawn por 2 episódios, esquecimento do Torkoal, vislumbres de segundos com Pokémon clássicos, cadê a porra da May?), mas dentro da cronologia temporal de Pokémon, assim como de seu intento renovável, faz algum sentido. Não deixa de ser doloroso, porém.

    ResponderExcluir
  5. poxa tb queria que pokemon fosse mais rico d roteiro assim, mas acho que é só um desenho pra criança?? esses retornos sao um mero aceno pros fãs antigos

    ResponderExcluir
  6. Vinicius Cruz19/09/2021 17:39

    O episódio 38 tá com problema

    ResponderExcluir
  7. MOds, tive um comentário arquivado como spam aqui (não sei o motivo, talvez por ser grande demais?). Se puderem checar.

    ResponderExcluir
  8. Sim, deve ter sido pelo tamanho. O comentário já foi aprovado.

    ResponderExcluir
  9. tarciso jose stein junior19/09/2021 19:23

    xghjkztrkjtzr

    ResponderExcluir
  10. tarciso jose stein junior19/09/2021 19:25

    em q parte da legenda ta scrito hora de morphar?
    o nome do anime e smallville?
    pelo amor de deus colabora

    ResponderExcluir
  11. MAS QUE ÓDIOOOOOOOOOOO!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
    COITADO DO SATOSHI!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  12. Ainda assim, é bom ficar com um pé atrás. A questão não é o acontecimento, mas sim a qualidade. É como o tema desse blog, a continuidade está ocorrendo, mas a forma que é incômoda. Esse foco será bem usado? Esperamos que sim. Rsrs
    Obrigado pelo comentário.

    ResponderExcluir
  13. Eu reassisti o anime de Kanto até Alola há uns 3 anos, achei incrível também! *-* Infelizmente, o Ash de Jornadas, acho, é o que menos gosto (se não, o de Unova), ele passa por muitos altos e baixos que, às vezes, dificultam que enxergue o personagem que admiro desde a minha infância.

    É uma possibilidade. Se for para trocar o Ash, também preferia que isso fosse feito logo, mas, caso não, como disse, dá para desenvolver o Goh e o Ash bem, basta os roteiristas quererem. Pelo que parece, eles não estão muito afim...

    Muito obrigado pelo comentário!!! ^-^

    ResponderExcluir
  14. Pois é...

    Quanto amor pelo personagem. kkkk
    Obrigado por comentar!! ^-^

    ResponderExcluir
  15. Eu poderia usar outros animes para exemplificar, mas, para ser mais prático, vou usar o próprio Pokémon. Retornos antigos, como os da Misty em Rubi & Safira, o da May em Diamante & Pérola e até os mais recentes como do Brock e da Misty em Sol & Lua foram incríveis! Então, não sei se isso de ser um anime para crianças justificaria, até porque crianças também merecem conteúdo de qualidade. >w<
    Muito obrigado por deixar o seu comentário!

    ResponderExcluir
  16. Bom é assim. >u< (grande, no caso. Não arquivado).

    ResponderExcluir
  17. Não se deixe irritar tanto. Rsrs
    Mas, obrigado pelo comentário! ^-^

    ResponderExcluir
  18. ??? -> Eu realmente não entendi o seu comentário. kkkk

    ResponderExcluir
  19. Ahhh, que legal. Eu queria ser um dos que assistiu desde a estreia, mas ainda estava nascendo. kkkk Ainda assim, acompanho o anime desde criança também. Porém, essa é a primeira vez que tenho me frustrado tanto, nem Unova me fez cogitar dar um tempo do anime.

    Você trouxe um ponto muito importante. Em alguma postagem minha bem antiga eu cheguei a falar sobre isso, que o tempo para o Ash é bem diferente de como é para a gente, por isso ele tende a reagir diferente (Acho que foi na minha antiga série "Incoerências do Ash", na qual questionava o quão realmente incoerentes eram certas incoerências apontadas pelos fãs). Mas, independente disso, vamos citar o caso dos Pokémon de Alola. Se você tem um pet que é exclusivamente seu. Não sua mãe, não do seu irmão, etc. Mas aí você foi morar em um canto diferente e não pôde levá-lo. Mesmo que uma semana depois, não gostaria de ir vê-lo se estivesse na cidade natal? E principalmente por o Ash ser um personagem de coração tão grande. Essa semana até saiu uma entrevista que falou um pouco sobre isso, como o coração do Ash cheio de sentimentos é o que guia o anime até hoje, o amor pelos Pokémon. Mas aí ele tem a chance de rever e não faz questão, entende? Isso independe de tempo. Estar na cidade de um amigo que gosta muito e querer vê-lo também independe de tempo. Você pode tê-lo visto ontem, por exemplo, mas não importa.

    Sobre a personalidade, acho que o Ash sem dúvidas mudou bastante desde o princípio. Essa semana talvez saia uma postagem sobre o Gary, onde toco no ponto de mudança de personalidade. E, diferente de como foi com o Ash, acho que a do Gary é contraditória. Mas, ainda em Jornadas, vimos o Ash ser desumilde, se pararmos para pensar, na introdução da Bea. Geralmente, em toda série tem um momento em que ele está confiante demais e vem alguém para lembrá-lo de ir com calma. Além de que reconhecer ser campeão não é falta de humildade, seria se ele usasse isso para se mostrar superior. No caso da Iris, soaria como um "ei, somos iguais, também sou campeão". Sem falar que, mesmo que ele não quisesse afirmar ser, ninguém afirma, nem o pessoal do Campeonato Mundial, nem as pessoas de Alola.

    Mas, é isso que você disse. Acho que o que mais me incomoda é porque essa série tem tudo para trazer inúmeras e boas continuidades, mas nos deparamos com essas falhas. Como disse em resposta a algum outro comentário, no próprio anime já tiveram continuidades tão incríveis! O retorno de Misty e Brock em Alola não é o meu preferido, mas acho que foi feito com muito mais calma e aprofundamento do que muitos de Jornadas. Enfim, é isso...

    Eu queria dizer que você escreve e argumenta maravilhosamente bem, eu adoro isso. >u< Muito obrigado por compartilhar a sua opinião! E, por favor, volta May! Estou na torcida aqui também.

    ResponderExcluir
  20. Thiago Zanin20/09/2021 12:01

    Gostaria de uma temporada que fosse só o Ash sozinho para ver como seria sem ter nenhum companheiro, se o personagem iria se desenvolver.

    ResponderExcluir
  21. Johnny Edwin Da Cunha Cruz20/09/2021 16:26

    Infelizmente, o Ash pertence a classe dos protagonistas sem jeito pra cozinhar. Tem que ter alguém que saiba cozinhar, viajando com ele.

    ResponderExcluir
  22. Thiago Zanin21/09/2021 19:58

    KKKKK mas isso eh irrelevante nem mostra mais ninguém cozinhando ou fazendo qualquer coisa assim entao isso nem precisa mostrar.

    ResponderExcluir
  23. Johnny Edwin Da Cunha Cruz21/09/2021 20:03

    Porque ele não está em uma jornada em alguma região. São só viagens pra tal lugar e depois, já está de volta à Vermilion.

    ResponderExcluir
  24. Meu caro Thiago
    Como ja disse em varios comentarios em varios episodios do anime: O foco da serie, dessa temporada em diante, nao é mais o Ash e sim o Goh e a Koharu e isso está nitido
    Uma saga com o Ash sozinho seria uma quebra de continuidade muito grande para o que esta sendo construido., seria mais plausivel usa saga com o Goh viajando sozinho e a Koharu como assistente do pai dela

    ResponderExcluir
  25. Eu concordo em partes. Realmente o Ash tem tido menos foco que o Goh e, sim, seria mais plausível um anime que continuasse com o Goh sozinho. Mas, esse "está nítido"... 😂
    É sempre bom a gente trabalhar com possibilidades mais e menos prováveis. Nunca se sabe. Tem muito fã, mas muito hater do Goh, inclusive no Japão (onde importa para os produtores do anime), sendo os eps que envolvem o Ash e seus antigos companheiros de viagem (se não me engano) os que mais estão indo bem em audiência. Além dos que contém Lendários. Então, por puro lucro, eles poderiam preferir fingir que Ash não perdeu o foco e seguir com ele a trabalhar apenas com o Goh, que consegue dividir bem mais a opinião, porque até os fãs que xingavam o Ash agora defendem ele (hipocrisia? 😂). Então, é só isso mesmo. O que diz faz sentido, só não vamos dar certeza.
    Quando fiz o meu primeiro post aqui na Pokémothim, sobre a previsão da Liga Alola, teve muita gente que discordou de vários pontos porque "era óbvio que seria de outro jeito". Por exemplo: Ash e Kiawe não batalharem, a final ser contra Gladio, Ash vencer Kukui. No fim, eu acertei, mas isso não importa, a questão era que não era tão óbvio quanto diziam, entende?

    ResponderExcluir
  26. Quando disse "estar nitido" quis dizer q o foco nao é mais o Ash e isso esta cada vez mais explicito nos episodios
    Nao discarto um ou outro episodio, tirando o 76 (que ate que me provem o contrario, considero FILLER), com foco no Ash, mas os demais serao focados nos reais protagonistas Go e Koharu
    Na minha Visao, o que estao fazemdo é o mais correto: dando cada vez menos foco para o Ash e mais para o Goh ate que, no fim dessa temporada, aposentem o Ash como protagonista e adotem completamente o Goh como o protagonista
    Sobre Alola, achei mto legal a temporada so estranhei no inicio o character design diferentao do Ash

    ResponderExcluir
  27. Siim, o Ash acaba tendo mais destaque nos fillers. Porém, diferente de você (e não leia isso de forma grosseira, por favor kkk), eu não acho que o que estão fazendo é o ideal. Escolherem dar a finalização do Ash em uma saga que nem sequer o desenvolve bem é, para mim, uma brincadeira de muito mal gosto com qualquer fã do personagem. Então, assim, no meu ponto de vista, se eu fosse um roteirista, acredito que não faria isso, mas não nego que é uma das maiores possibilidades que consigo enxergar em termos de roteiro.
    Ahh, Alola é o meu xodô. Demorou para que eu me acostumasse, mas, depois... s2

    ResponderExcluir
  28. Nao consideraria os proximos episodios que terá foco no Ash fillers, pois apararia uma aresta existente no anime que é o ash nao ter nenhuma mega evoluçao e provavelmente darao um maga lucario para ele
    Uma coisa que acho que deveriam explicar mais detidamente é a relação entre aura e o vinculo de pokemons e humanos que faria uma ponte com o filme Pokémon: Lucario e o Mistério de Mew

    ResponderExcluir
  29. Eu amaria se fizessem isso, mas implicaria em muito foco para o Ash, coisa que os roteiristas não parecem querer muito. Kkk

    ResponderExcluir
  30. Provavelmente vai ser assim nos proximos epsidios foco no Ash e no lucario, pelo que mostram as capas dos episodios

    ResponderExcluir
  31. Mas, a gente precisa lembrar também que a prévia que revelou o Projeto Mew era super focada no Ash, mas a gente não viu esse foco todo. É como se fosse uma estratégia para fazer os fãs do personagem não desistirem do anime. Acredito que eles tenham uns eps de foco sim, mas não sei se serão tantos quanto pode aparentar...

    ResponderExcluir
  32. Pelo que me lembro, o projeto mew teve sempre foco no desenvolvimento do Go e nao do Ash, mesmo que o Garry tenha aparecido e para rivalizar com o Go

    ResponderExcluir
  33. E você se lembra certo. kkk Eu falei a prévia, não o projeto em si. A prévia do anime que revelou o Projeto Mew que deu muito destaque ao Ash, mostrando o retorno dos Pokémon no Laboratório do Professor Carvalho, algumas batalhas importantes (se não me engano). Sendo que, no fim das contas, sabemos que nos últimos episódios o Ash não teve esse destaque todo.

    ResponderExcluir

Seu comentário será publicado após ser aprovado pela moderação.
Agradecemos a sua participação!

A Pokémothim com a sua cara!

Personalize do seu jeito!

Temas

Padrão

Fechar