logo

Pokémothim

Pokémon Sword & Shield: Análise completa do jogo


Oláá treinadores!

O nosso post de análise dos jogos finalmente saiu! Essa análise foi feita juntamente com a Pokémon News Center, através das lives que participamos juntos, então, não se esqueçam de darem uma força para o nosso parceiro!

Além disso, outros membro daqui também participaram da montagem dessa análise. Bora começar! Vou dividir em tópicos para facilitar!


Jogabilidade

A jogabilidade será analisada como um todo, tanto dentro da Wild Area como fora. No geral, o jogo manteve a essência de Pokémon, onde você precisa passar por alguns desafios(ginásios) até chegar na liga. 

Porém a maneira com que essa trajetória é traçada ficou diferente, pois com a Wild Area conseguimos nos distrair e nos diverti bastante, quebrando o gelo e deixando o jogo mais fluido e divertido. 

Em relação aos controles, podemos dizer que são variados, pois a Wild Area possui um controle de câmera e a as áreas de rotas e cidades possuem câmera travada. Além disso, Flying Táxi, que usamos para nos deslocarmos pela região não possui sequer uma animação, é basicamente uma tela preta até você chegar ao seu destino. 


Gráficos

O gráfico dos jogos Pokémon Sword & Shield é o que mais causou revolta por parte dos fãs. A questão não é que ele é ruim, mas ele podia sim ser muito melhor, pois estamos falando de um console de última geração, o Nintendo Switch.  

Gráficos normais, nada demais e uma renderização porca! A Wild Area só não ficou perfeita, pois você precisa chegar perto do local para conseguir enxergar tudo que tem nele, caso contrário, só será um pedaço de mapa qualquer. 

As animações dos ataques também foram bem preguiçosas. Se fosse por isso, podia ter mantido todos os mais de 800 monstrinhos no jogo. 

Lembrando que vale ficar atento, pois tem streamers adulterando o jogo para a qualidade ficar pior, então tomem cuidado com as imagens que vocês encontram na internet.


Wild Área


O conceito de mundo aberto finalmente chegou para valer nos jogos Pokémon! A Wild Area com certeza foi a melhor adição relacionada a esses novos jogos!

O lugar permite com que os jogadores se divirtam bastante tanto offline quanto online, além de funcionar como uma válvula de escape para a história principal, pois ela pode ser acessada a qualquer momento. 


Ela vai te ajudar a melhor os ataques dos Pokémon, pois ao fazer as raids você consegue ataques que vão deixar o seu monstrinhos mais forte, além de docinhos de XP, que vão fazer com que você consiga evoluir de nível mais rápido e melhor, sem aquela chatice de ficar batalhando contra um bocado de Pokémon aleatório. 

A mecânica do acampamento também foi bem divertida, no entanto ela foi ofuscada pelas batalhas de raids. Mas a dica é: Acampe, pois é uma maneira de você ganhar XP. Lembrando que as raids foram baseadas no jogo Pokémon GO, que também possui esse tipo de mecânica. 

Porém, como dito anteriormente, se eles trabalhassem com mais carinho tanto na questão gráfica quanto na questão de renderização/ otimização, a Wild Area seria perfeita. 


Os ginásios voltaram em Galar!


Os ginásios, que passaram por um hiato nos jogos da sétima geração, voltaram com tudo para Galar!

Primeiro, vale ressaltar que em Alola os ginásios foram substituídos pelas trials, que foram até legais, se encaixaram bem em Alola, mas nunca foram unanimidade. Pensando em melhorar o conceito dos ginásios, a Pokémon Company juntou os dois, já que em Galar é necessário fazer pequenas trials antes de você batalhar contra os líderes de ginásio. 

Cada trial varia de acordo com o ginásio e no decorrer dessas missões você ainda pode enfrentar treinadores aleatórios. 

Além disso, nos novos jogos, cada versão possui líderes de ginásios exclusivos, como por exemplo o 4º ginásio, que na versão Shield é comandado pelo especialista em Pokémon Fantasmas, Allister, e, na versão Sword é comandado pela especialista em Pokémon Lutadores, Bea


Isso faz com que a montagem de time varie de acordo com a versão, fazendo com que mais Pokémon sejam utilizados. 


Dynamax e Gigantamaxing


Em questão de batalha Dynamax e Gigantamaxing, foram as principais adições! Quando foram anunciadas, as duas mecânicas incomodaram uma parcela da comunidade, principalmente os jogadores competitivos, pois havia o medo delas virem ''quebradas'', ou seja, desbalanceadas. 

Porém, com os jogos em mãos vimos que as novas mecânicas não ficaram desbalanceadas! Se encaixaram super bem nas batalhas. Lógico que se usadas no momento certo, fazem sim a diferença e te levam para a vitória. 

Pokémon e Personagens

Uma das principais qualidades de Galar foi o carisma tanto dos Pokémon quanto dos personagem, todos possuem uma característica única, que apenas com uma frase você já consegue identificar quem está falando com você. 


Tanto os líderes de ginásios, rivais, antagonistas e próprio campeão. Além de bons personagens, a região de Galar possui Pokémon maravilhosos, com um conceito e arte perfeitos.

Por ser baseada na Inglaterra, os monstrinhos de Galar tiveram como referências costumes e lendas inglesas como, por exemplo, o Sinistea, que faz referência ao tradicional chá das cinco e o Cinderace, que é baseado em um jogador de futebol, esporte que surgiu na Inglaterra. 


Além de referências à Inglaterra, o design dos Pokémon são baseados em pautas mundiais, como por exemplo, o aquecimento global, que causa um desequilíbrio, principalmente, na fauna marinha como, por exemplo, os corais.


Com o aquecimento dos oceanos, os corais morrem e ficam fossilizados, e isso pode ser notado no Galarian Corsola e na sua evolução, o Cursola


Para finalizar e resumir tudo que foi dito, o jogo está sim muito bom e muito divertido de se jogar, tanto os personagens quanto os Pokémon chamam a atenção e a ansiedade de jogar uma raid é indescritível. 

No entanto, sabemos que houveram limitações que não tiveram uma justificativa convincente e que se não existissem o jogo estaria muito melhor.

Por isso a nossa nota aos novos jogos da franquia Pokémon é 9 em 10.

OBS: Mesmo que as observações tenham sido feitas em conjunto com a Pokémon News Center, esse texto remete mais a nossa opinião! Caso queiram saber o que eles acharam do jogo, fiquem atentos no nosso parceiro!

Espero que tenham gostado, até a próxima! 

Sobre Rodrigo Mantovani
23 anos, Itabirito-MG, fissurado por games e eletrônicos desde pequeno. Acredita em excentricidades e é apaixonado por séries/ livros/ filmes de ficção. Sua paixão por Pokémon vem desde de seus 7 anos e adora todos os Pokémon, cada tipagem tem um lugar reservado no seu time. Em Galar, se apaixonou pelo Falinks!
Email: contato@pokemothim.net
Redes Sociais: Facebook || Instagram

Comentários

Nós da Pokémothim, gostaríamos de agradecer os comentários/sugestões feitos e dizer que eles nos ajudam a melhorar significativamente a qualidade do nosso trabalho, sem falar que é a melhor forma de contato que temos com você.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado após ser aprovado pela moderação.
Agradecemos a sua participação!

A Pokémothim com a sua cara!

Personalize do seu jeito!

Temas

Padrão

Fechar