logo

Pokémothim

Ash vs Cynthia: A Nova Melhor Batalha do Anime?


Olá, Thunders!

Pelo menos para os fãs antigos da animação, acredito que o confronto entre Ash e Cynthia era um dos, se não o, mais esperados; e, entre os pontos positivos de Jornadas, podemos citar que a série nos entregou essa batalha. A questão é: ela foi realmente satisfatória? Conseguiu se tornar a melhor batalha do anime, à la Ash vs Kukui? Convido-lhes a acompanhar uma análise detalhada e compartilhar percepções!


Sem cerimônia, não; para mim, Ash vs Cynthia não é a melhor batalha do anime. Antes de partir para os pontos que acho terem sido acertos ou erros, quero tentar fazer uma desmistificação aqui. Tudo o que envolve a Cynthia muito fãs tendem a colocar como perfeito. E, nossa, isso é muito problemático. E nem pontuo sobre uma supervalorização da personagem, pelo contrário, refiro-me a se qualquer coisa que fizerem com a personagem é "perfeito", isso dá aos roteiristas menos motivos para despender tempo para desenvolver algo realmente perfeito com ela. Ou seja, o que tem intenção de ser valorização, acaba por legitimar decisões mais preguiçosas.

Aproveitando que citei supervalorização, vamos trazer os nossos queridíssimos Dragonite e Gengar. Desde o começo de Jornadas, quando se tinha essa história de "Time de Campeão" para Ash, Pokémon por si só superpoderosos, ambas as criaturinhas citadas ganhavam um status elevado na boca dos fãs. Inclusive, quando se questionava o protagonista não treinar e dar destaque à dupla, muitos defendiam que eles já eram naturalmente fortes, pois "Ash os capturou já evoluídos". O Pokémon destaque do anime é um Pikachu que desde a primeira temporada decidiu não evoluir e provar ser destruidor mesmo assim, mas 25 anos depois os fãs insistem em segurar os mesmos argumentos no anime de evolução ser sinônimo de força (25 ANOS DEPOIS!!! Eu não aguento mais kkk).

Enfim, voltando ao que interessa, Gengar começou a ter desempenhos questionáveis até cedo, mas Dragonite seguiu derrotando Megaevolução, os Pokémon mais fortes da Iris, e isso com o posto de Pokémon de Jornadas menos desenvolvido pelo Ash, infelizmente, mas contando com a defesa dos fãs. Não critico por não gostar dela. Pelo contrário, amo a Dragonite do Ash. Em termos de personalidade, ela e Sirfetch'd tem todo o meu carinho. No entanto, lá no começo da série, eu reclamava e agora temos o resultado. Após serem construídos como Pokémon muito poderosos, Gengar e Dragonite foram escolhidos para terem os piores desempenhos na atual "liga"; afinal, "eles já são considerados muito poderosos, tudo bem se forem ruins agora".

Até podemos dizer que Gengar não teve o pior desempenho tanto na batalha contra Steven quanto na contra Cynthia, mas certamente não foram confrontos que deram o merecido destaque ao Pokémon. Volto também a mencionar algo que reclamo desde a batalha contra a substituta temporária do Surge, a intangibilidade do Gengar só é usada quando convém, quando é para que ganhe. Já Dragonite, desde Raihan e Paul, ela teve um desempenho questionável, o que gerou a piada péssima, porém verídica, do "Goodnight", referenciando Dragonite e Goodra como pseudo-lendários do Ash que só fizeram perder nas suas batalhas mais importantes.

Para finalizar esse tópico da discussão, sobretudo essas batalhas contra Dragonite e Gengar, mantiveram muito um dos defeitos que critiquei das primeiras quatro batalhas do torneio: golpes por turno. O problema aqui não foi a Cynthia, ela estava sendo muito estratégica, mas sim o Ash. Como ele permite que sua Dragonite simplesmente mergulhe em um ataque que vai a fazer dormir? A partir do momento em que percebeu o movimento da Cynthia, deveria ter recuado ou feito alguma estratégia. Lembrem-se que, assim como Pikachu, o Pokémon Dragão/Voador também sabe criar um escudo, mas o seu é feito com vento. Mas, não, Ash simplesmente tinha que esperar o turno dos ataques terminar para poder pensar em outra coisa. Pior, ele nem sequer retornou sua parceira para a Poké Bola, o que a manteria para uma batalha futura, pelo menos. Gengar, coitado, só serviu para usar uma tática que nem funcionou contra Roserade, ou seja, não serviu, já que Pikachu provavelmente derrotaria Spiritomb de qualquer forma; e ainda perdeu com dois únicos ataques, se o que não causou efeito for desconsiderado. Péssimo...

Para mim, o que ocorreu nesse primeiro episódio foi uma tentativa de provar que Cynthia é uma adversária muito poderosa e, mesmo que Ash vencesse, os fãs entenderiam que foi por muito pouco. Erraram? Não. Acho que todos concordam que para o protagonista ganhar, teria que suar muito mesmo. O problema foi o roteiro deixar isso muito claro. Deixar muito óbvio que Dragonite e Gengar estavam ali só para perder. Tiveram uma participação péssima, Ash tomou decisões horríveis ou, às vezes, nem chegou a pensar em nada. E eles não precisavam ganhar, só ter um desempenho melhor antes de caírem. Talvez, se Gengar tivesse cansado mais Roserade, por exemplo, não pareceria que o Pokémon perdeu tão fácil na sua futura batalha contra Dracovish. 

Embora minhas críticas ao Ash e seus dois primeiros Pokémon durante o primeiro episódio da luta, Cynthia estava maravilhosa! Nessa fase da batalha bem mais do que nos dois episódios seguintes, por sinal. Ela usou as trocas muitíssimo bem, as habilidades dos seus Pokémon, vantagens de tipo, mostrou força e inteligência absurdas. Minha única crítica direcionada a ela diz respeito ao seu Gastrodon. Em termos de coreografia, amei a batalha dele contra Pikachu, mas o seu Pokémon perdeu com um único ataque. O qual, por sinal, foi um Ataque Rápido... Enfim, escreverei sobre isso depois. O ponto é que Cynthia e suas decisões foram, sem dúvidas, os elementos mais incríveis do início dessa batalha.

Mas, minha parte preferida diz respeito a algo que temia muito: a derrota do Pikachu. Quando rumores começaram a dizer que o mascote da franquia seria derrotado ainda no primeiro episódio e, pasmem, sem levar qualquer Pokémon da Cynthia, eu fiquei antecipadamente decepcionado. "Como assim, o único Pokémon do Ash realmente treinado para lidar com a campeã terá uma performance tão ruim?". Não fazia sentido. Daí veio o episódio e foi incrível! Primeiro que Pikachu foi muito útil na batalha, mostrou as estratégias loucamente incríveis do Ash (com direito a referência à série Diamante & Pérola, pelo Escudo Contra-ataque), uma coreografia muito superior a dos companheiros que o antecederam e sua derrota foi simplesmente genial.

Cynthia notou que Ash usou Pikachu para tentar mudar o rumo da batalha, estava perdendo feio. Ela sabia que ele era seu Pokémon mais forte, que tinha potencial para causar um enorme estrago em sua equipe, por isso precisava nocauteá-lo o quanto antes. E aqui entra a sua estratégia perfeita. Observando que Spiritomb seria desclassificado, a campeã utilizou o Vínculo do Destino (Destiny Bond) para levar Pikachu junto. Sério, perfeito! Pikachu não caiu por já estar fraco, por não aguentar mais, foi um ataque que o obrigou a cair. A ideia dos roteiristas para tiraram o às do Ash ainda no primeiro episódio, da forma que foi, conseguiu ser coerente e ainda dar mais destaque para a inteligência da Cynthia. Para completar, a maravilhosa música dramática no momento e a ideia de que Ash já estava sem saída. Perfeito! Eu me arrepiei nessa batalha!

A partir do segundo episódio, o cenário parece inverter, incluindo as minhas críticas negativas. Depois de estabelecerem uma certa superioridade da Cynthia que parecia indicar que Ash realmente poderia ser eliminado nas semifinais, o roteiro começou a construir um vitória do protagonista. O que, positivamente, não fez Cynthia tomar decisões sem sentido ao nível das do herói no primeiro episódio, mas pareceram deixar ela menos imponente e recuperaram outra crítica que fiz às primeiras batalhas do Torneio de Mestres: derrotas rápidas, sem a necessidade de muitos golpes. Se, por um lado, os Pokémon do Ash foram resistentes e aguentaram de forma que deixou os confrontos mais longos e interessantes, os da campeã...

Aqui volto para Gastrodon, que perdeu com um único Ataque Rápido, além de segurar as pedras que Pikachu jogou para ele. Talvez, os roteiristas pensaram que, como o Pokémon já teve destaque na batalha contra Iris e Pikachu teve um belo desempenho contra ele, ninguém vai ligar se o derrotarmos assim. Já Roserade, mesmo tendo levado um ataque do Gengar no primeiro episódio, parecia incrivelmente bem, mas foi derrubado com apenas dois movimentos pelo Dracovish. Detalhe que, quando levou o primeiro golpe, ainda parecia resistente. Para tentar tornar isso convincente, foi usado um enredo que Roserade era esnobe e estava se vangloriando, o que faria com que o já esgotado Dracovish tivesse que superá-lo o quanto antes e acabar com todo aquele esnobismo.

Com Milotic, parece ter acontecido o mesmo do Gastrodon, já tinha tido destaque contra Iris, esse Pokémon "poderia" ser descartado rápido. Assim, depois de levar três ataques, nem parecendo fraca após o segundo, a "fada de água" já foi derrotada, especialmente sob a justificativa de que a mordida do Dracovish "causou muito dano", pelas palavras da Diantha, novamente usando aquela estratégia de palavras de afirmação para justificar derrotas rápidas. Soma-se a isso a ideia um pouco sem sentido da campeã de fazer Milotic se aproximar, mesmo sabendo que a vantagem do oponente estava em ataques que exigem proximidade. A exceção aqui foi Togekiss, mas falarei sobre esse Pokémon posteriormente. Então, o que quero dizer é que a Cynthia perdeu muito a sua imponência diante disso. As sinopses indicavam que a personagem ia pressionar o Ash até o terceiro episódio da batalha, no sentido de parecer que ele não estava tendo brecha, mas essa segunda parte da sequência já mudou bastante o cenário.

Partindo para o ponto positivo do episódio, o lado do Ash, seus Pokémon brilharam de uma forma excepcional. Dracovish, ao contrário dos Pokémon da Cynthia nesse episódio e dele mesmo na batalha contra Steven, mostrou-se incrivelmente resistente. Isso não somente por ter passado por três Pokémon, mesmo que apenas um tenha sido derrotado por ele, mas por ter aguentado dois ataques super efetivos: um da Garchomp e outro do Milotic. E não estou reclamando, é isso que precisa acontecer, os Pokémon resistirem mais e trocarem mais golpes. Então, por parte do Dracovish, pudemos ver bastante persistência, coragem, força e resistência. 

Sobre Sirfetch'd, também tenho elogios. Por si só, eu amo esse Pokémon, ele foi o destaque da minha equipe na Liga Galar do jogo Pokémon Sword, por isso passei boa parte de Jornadas escrevendo que estava ansioso para ele aprender a Ofensiva Meteórica (Meteor Assault). De qualquer forma, pudemos ver Ash usar mais das suas brilhantes estratégias, quando pediu para o seu companheiro utilizar o Balanço Violento para destruir a Pedra Oculta espalhada pelo campo de batalha, surpreendendo todos, semelhante ao que Infernape fez na Liga Sinnoh ao destruir os Espinhos Venenosos do estádio. Sirfetch'd brilhou, fez estrago com seus poderosos golpes até mesmo na implacável Garchomp e terminou com a sua admirável derrota de pé, sem cair nem mesmo nocauteado. Porém, todo esse desempenho mascara um detalhe, ele perdeu com apenas 2 ataques. Deve-se lembrar que a Ofensiva Meteórica, ao contrário de outros movimentos semelhantes, não tira vida do usuário. Então, Sirfetch'd teve belas batalhas, mas acho que poderia ter levado pelo menos dois golpes a mais.

E mesmo que mais ao fim do episódio, Lucario também teve seu destaque. Diante da habilidade de Togekiss, a Indulgência Serena, que fez Pikachu recuar; a do Pokémon do Ash, Força Interior, permitiu que não hesitasse e conseguiu lidar com os golpes do tipo Voador do oponente. Troca de ataques boas, duração legal da batalha, aqui ambos os Pokémon foram bem respeitados, dando início a um confronto que seria desenvolvido no episódio final dessa luta. Porém, aqui surge um forte divisor de opiniões: Dinamax Togekiss.

Por um certo tempo, acreditei que os dois lados desse debate eram válidos, já que considerava a vantagem do tipo Voador sobre o tipo Lutador. No entanto, como Lucario também é do tipo Metal, essa vantagem deixa de existir, como me foi lembrado. Sendo assim, é compreensível que haja uma decepção ao não ver Mega Lucario contra Mega Garchomp, principalmente por Garchomp ser o Pokémon mais forte da Cynthia. Ou seja, não vimos seu Pokémon mais poderoso usar sua força máxima contra Ash, o que pode ser interpretado como uma justificativa para o protagonista vencer. Mas, não somente: usar o Dinamax em um Pokémon que não somente não tem vantagem, como também tem fraqueza ao oponente é muito sem sentido, fugindo totalmente da personalidade estratégica que a campeã mostrou no primeiro episódio. O único ponto positivo que pode ser traçado é darem uma nova mecânica para a personagem e ser uma surpresa, visto que a mega tinha sido revelada bem antes da batalha contra Iris. Pensando agora, seguindo a lógica da primeira fase do torneio, de duas megas ganhando e duas perdendo, as semifinais quiseram fazer o mesmo: Mega Gardevoir perdeu para Gigamax Charizard, mas Mega Lucario venceu Dinamax Togekiss. A troco de quê? Uma jogada péssima por parte da campeã de Sinnoh...

Quanto ao desenrolar dessa batalha, achei muito boa. A forma como o anime permite uma maior liberdade nas lutas com Dinamax deixa tudo muito interessante, principalmente ver Mega Lucario conseguir desviar e pegar o oponente de surpresa. Certo que houve uma forçação para Dinamax Togekiss parecer mais forte do que realmente era, a exemplo da Equipe Rocket afirmando que não tinha como o "pirralho" vencer aquele Pokémon gigante, ou Goh e Hop impressionados por o Pokémon conseguir destruir a Esfera de Aura com a Corrente Aérea Max, como se fosse algo que outro Pokémon Dinamax não conseguiria. Ainda assim, Togekiss foi muito resistente e rendeu uma batalha ótima e também estratégica contra Mega Lucario, abusando da maior velocidade que ganhou para tentar superar o adversário. Por sinal, o piano tocando quando o Pokémon da Cynthia voltou a voar foi ótimo! 

Acho que a única outra observação que tenho é como, nessa batalha de forma geral, os animadores não faziam a maioria dos Pokémon parecer fraco, talvez isso mudasse a impressão de vitória rápida que mencionei um pouco acima. Togekiss continuou inabalável e sem um arranhãozinho, apenas quando foi derrotado que pareceu realmente enfraquecido, o mesmo que aconteceu com vários outros Pokémon. Em contrapartida, Lucario parecia exausto desde o início desse último episódio, provavelmente para tentar fazer os fãs pensarem que realmente podia ser derrotado por Togekiss e colocá-lo na mesma posição de exaustão da Garchomp. No tocante à animação, vale mencionar que nos dois primeiros episódios estava bem ok, mas no terceiro é evidente que a qualidade foi elevada.

Finalizando o confronto, Garchomp vs Mega Lucario! Vamos lá. Primeiro, achei a batalha muito rápida, principalmente se tratando do que deveria ter sido a principal rivalidade dessa semifinal. Eles poderiam ter deixado ambos os Pokémon menos desgastados para terem mais tempo de luta um contra o outro. Segundo, as poucas trocas que tiveram foram muitos boas, queria ter visto mais disso! Terceiro, novamente uma música épica de fundo, agora durante todo o confronto, foi maravilhoso! Quarto, notar o quanto a Cynthia estava entregue à batalha e animada, certa de que deveria vencer para enfrentar Leon, também foi incrível. Deu a impressão de que os dois lados davam tudo de si, ambos queriam muito estar naquela final.

A vitória de Lucario também fez muito sentido. Principalmente se considerarmos que os ataques do tipo Dragão da Garchomp não faziam muito efeito nele, além de que finalizou com o Reversão, que, no estado em que estava, quase derrotado, causou 200 de dano. Então, nesse sentido, acredito que a vitória do garoto Ketchum foi bastante merecida. Apenas acho que, sabendo da resistência do Lucario, a Cynthia poderia ter procurado usar mais golpes a distância para tentar preservar seu Pokémon, seria mais inteligente. Também acho que Garchomp poderia não estar tão exausta quanto Lucario já no início da luta, pois só recebeu um ataque do Sirfetch'd, mesmo que muito forte.

De forma geral, a campeã de Sinnoh começou incrivelmente bem, ficou meio perdida no segundo episódio, mas sua postura animada e determinada do terceiro, totalmente entregue ao combate, foi bem bacana. Deu para perceber como pôde se surpreender com táticas do protagonista e se divertir do início ao fim, mesmo quando um companheiro seu caía. Inclusive, muito legal ver sua recapitulação com Garchomp, algo que a motivou ainda mais. Não gosto muito do clichê da aposentadoria que é deixada para lá no anime, mas acredito que ela cumpriu um papel no desfecho do confronto. Três episódios para apreciarmos a Cynthia foi uma das coisas mais lindas desse campeonato! Aliás, para quem a achou muito fria na batalha contra Iris, aqui ela estava um doce!

Por parte do Ash, começou péssimo, mas sua cabeça passou a funcionar e teve um desempenho impressionante. Novamente vê-lo bobo pela vitória, assim como na final da Liga Alola, é interessante, pois mostra que, mesmo dizendo que vai vencer, o garoto não possui esse senso de superioridade, ainda mais batalhando contra uma campeã que admira tanto. Acompanhada disso, a bela comemoração por sua conquista, de amigos, desconhecidos e antigos Pokémon. Assim, foi a primeira vez que vimos Cynthia e Garchomp serem derrotadas no anime.

Foi bom ver o apoio sempre presente do Goh na plateia, especialmente quando Cinderace saiu da Poké Bola por conta própria para torcer por Lucario, retomando uma amizade que não mais vemos com frequência, mas foi muito divulgada na época das suas evoluções. Igualmente a Equipe Rocket, que estava bastante animada na torcida pelo herói, além de Morpeko comer Antigo Gateau como referência a Sinnoh. Além do mais, a equipe do Laboratório do Professor Carvalho assistindo durante todo o tempo também foi outro ponto divertido, apesar de que o destaque foi mais para o próprio professor e para Infernape, em um dado momento, personagens que já tiveram foco em Jornadas. Preferiria algumas falas da Delia e do Tracey. 

Ainda foi legal ver comentários que o Leon fez sobre a Cynthia ao decorrer dos três episódios e a vontade que ela tinha de realmente chegar à final, algo não explícito anteriormente. Pudemos ver o campeão de Galar se impressionar com as estratégias da campeã de Sinnoh e afirmar que apenas força bruta não serve para um treinador poder derrotá-la. Por outro lado, mais legal ainda foi ver a sua relação com Diantha, que não apenas acreditava ser ela a única capaz de derrotar Leon, como também estava declaradamente torcendo pela outra campeã. As cenas que as duas tiveram antes e depois da batalha foram preciosas e indicam admiração e uma possível grande amizade. Devo admitir que senti falta de um certo apoio da Diantha para o Ash também, por eles terem uma relação, pelo menos para a final, mas tudo bem.

Agora, na final, quem sabe finalmente veremos os amigos do protagonista torcendo por ele? É o que mais quero. Inclusive, se Ash cumprir a sua promessa, na final Dragonite terá um desempenho bem melhor. Ainda falando da última batalha do mundial, é interessante notar que não vimos Greninja de fato ajudar Lucario, apenas senti-lo, o que pode indicar que essa ajuda ainda vá acontecer. Acho válido. No entanto, vai ficar repetitivo ele ter aparecido para ajudar Lucario contra Raiham, agora (apesar de ter ficado meio confuso se aconteceu) e contra Leon também. Por mim, deveriam ter guardado só para a final, caso aconteça lá. De resto, pela cena que Ash teve com sua equipe de Jornadas pós-batalha, parece que não vai haver qualquer substituição na sua luta contra Leon, infelizmente.


Resumidamente, na minha opinião, a batalha foi boa sim, mas, por repetir alguns erros dos confrontos anteriores e, ao tentar dar destaque a um personagem na batalha, por vezes, sacrificar o outro - em termos de estratégia, força, habilidades - poderia ter sido melhor desenvolvida. Não foi o nível que estava esperando, mas, independente disso, para mim foi a melhor batalha do Torneio de Mestres até então e uma das melhores do anime! Torço que a final consiga corrigir alguns dos erros que ainda incomodam e que possamos ver estratégias mais elaboradas! O que acharam? Gostaram do resultado? A batalha foi "perfeita sem defeitos"? Acham que é sim a melhor batalha do anime? Contem-me também o que mudariam, caso pudessem. Adorarei ler! 


Leiam Também:

Sobre Ersj
anos, Recife-PE, tem Pokémon como a sua franquia preferida desde os 7 anos. Sua mídia favorita é o anime, seguida dos jogos da saga principal e de Pokémon Go. Ama livros e séries, principalmente de fantasia; os filmes que mais assiste são animações, e “Imagine Dragons” é a banda pela qual tem maior apreço. Seu Pokémon predileto é o Pikachu e seu maior sonho é se tornar um escritor.
E-mail: ersj@pokemothim.net

63 comentários:

  1. Concordo. Muito boa batalha, uma das 10 melhores do anime até agora. Mas não chegou perto de Ash VS Paul e Ash VS Kukui, o que não é um demérito, visto que essas duas são QUASE insuperáveis. De todo modo, podemos dizer que essa foi a vitória mais importante de Ash até hoje. Não é um título ou troféu, mas ele derrotou a maior campeã do mundo Pokémon nos games, e a segunda mais forte do anime (já que eles fazem questão de tornar o Leon invencível). Excelente texto. Um abraço!

    ResponderExcluir
  2. Sim! Essa batalha certamente está no meu top 10! Apesar de a vitória contra Kukui ser um mérito enorme para Ash, já que é o treinador mais forte de Alola, que seria o equivalente ao campeão, o personagem não carregava o título. Já aqui, a Cynthia não apenas carrega, como é a segunda mais forte no universo do anime. Como os Rockets bem disseram, o torneio tem feito Ash um matador de campeões, inpendente de derrotar ou não o Leon.

    Muitíssimo obrigado, tanto por deixar o seu comentário como pelo elogio! ^-^

    ResponderExcluir
  3. Eu achei ela meio bosta, não vingou o hype. Varios anos esperando por esse momento, e eu só consigo imaginar como o estúdio conseguiu entregar uma batalha tão medíocre num momento tão importante pra série.

    ResponderExcluir
  4. Com certeza. Ash já derrotou metade dos campeões do anime. Cynthia, Iris, Steven. Faltam Leon, Lance e Diantha.
    Mas convenhamos, Ash derrotaria Lance e Diantha hoje. Derrotaria Alain, Tobias e outros que já o derrotaram também. Eu li uma entrevista de um roteirista do anime uns meses atrás, dizendo que a tendência do anime é Ash ficar cada vez mais invencível. Embora ele não envelheça, é fato que Ash vem crescendo a cada geração. O ponto fora da curva foi BW, onde regrediu. Tirando Unova, Ash sempre foi ficando mais bem colocado nas ligas a cada série (em Kanto ele ficou em top 16, em Johto e Hoenn ficou no top 8, mas pelo menos não regrediu como em Unova, em Sinnoh top 4, Unova foi uma vergonha no top 8 kkkk, em Kalos pegou top 2, em Alola foi campeão e em Galar é no mínimo o segundo melhor do mundo nessa atual geração).
    Estou muito animado para a nona série do anime. Veremos Ash sendo visado como um dos melhores do mundo aos olhos de outros treinadores, talvez até o melhor, veremos. Minha aposta é que Ash VS Leon vai empatar, apesar de não fazer sentido com o construído, pois Leon limpou o chão com outros campeões. Mas Jornadas tem sido inconsistente então é possível.

    ResponderExcluir
  5. Sinto muito que tenha desgostado tanto. Apesar de achar que poderia ser melhor, não achei tão ruim a esse nível, mas entendo que não tenha tido suas expectativas correspondidas. O que mais te incomodou?

    Obrigado por deixar a sua opinião! ^-^

    ResponderExcluir
  6. Também acredito que Ash derrotaria Lance e Diantha. E eu sempre defendi esse crescimento do personagem. Tem gente que gosta de colocar Alola como uma regressão também, mas acho que confundem uma personalidade mais infantil do personagem com desenvolvimento como treinador. Em Alola, o Ash teve feitos importantíssimos, além de uma equipe incrível. BW realmente é complicado. Kkk Não acho que a série é tão horrível como dizem, mas, realmente, ela tentou começar o anime quase que do 0, provavelmente para pegar um novo público, mas passou por uma sequência de erros...

    Também estou mega ansioso pela próxima série! É quase certeza que Ash estará por lá novamente. Apenas me pergunto se eles vão manter antigos personagens reaparecendo. Isso seria bom. De qualquer forma, acho interessante um possível empate entre Ash e Leon, mas isso abriria brecha para uma nova batalha entre eles, e não sei o quanto a próxima série do anime vai estar aberta a trabalhar com outras regiões e personagens delas como Jornadas.

    Pois é. Kkk Eu acho que Leon foi construído no anime para derrotar qualquer um, mas Jornadas dá dessas. Mesmo que não consiga ver Ash ganhando dele, claro que estou torcendo pelo Ash e, se for feito de forma bonita, bem feita, que me convença, eu estarei aplaudindo. 😂

    ResponderExcluir
  7. Eu também separo as coisas. Ash como personalidade muda a cada série um pouco, de acordo com a abordagem desejada pelos roteiristas. Já ele como treinador, vem em constante evolução e em Alola ele teve a equipe mais equilibrada dele até hoje. Kalos e Sinnoh abrem brechas para ataques elétricos e de gelo, respectivamente. Metade de cada uma das duas equipes são fracas contra esses tipos. Galar deu a Ash uma equipe fortíssima, mas com inconsistências também (Dois dragões de novo é muito pra mim kkk, sem falar de não ter um inicial de Galar).

    Sobre BW, eu concordo. Não é ruim como pintam, inclusive, as duas primeiras temporadas são divertidas. A liga e as Ilhas Decolore são o que derruba um pouco na história. E para fãs mais velhos como eu, acaba pegando pelo ''soft reboot'' e oportunidades perdidas em relação ao jogo também. Mas como série, Jornadas tem mais problemas e oportunidades perdidas que BW, na minha visão.

    E sobre um possível novo campeonato de coroação ou revanche contra Leon, acredito que seria algo guardado para a décima geração, no aniversário de 30 anos da série. Em Paldea, Ash tem que voltar a desafiar ginásios, mas dessa vez, sendo visado como alguém muito forte e favorito a ser campeão da região.

    ResponderExcluir
  8. playerboladao70 rodrigues17/09/2022, 16:40

    cara, não gostei do terceiro ep. nem de uns resultados do segundo, e sabendo que o ás da cynthia é o garchomp ela devia saber que o pokémon voava, se ele voa era so voar alto numa altitudo que o salto exageradamente grande do mega lucario não o alcanse, e atacar de la de cima com draco meteor ou o scale shot que é golpe fisico que se ataca de longe, os produtores tão ajudando mt o ash, primeiro protagonizaram ele em alola, dps contra a bea dps steven stone e agr cynthia, se fizerem o ash vencer o leon vou dar um jeito de gritar com os produtores

    ResponderExcluir
  9. playerboladao70 rodrigues17/09/2022, 16:46

    ja n aguentei quando derrotaram o meu campeão favorito e o segundo mais forte brabão, agr a campeã mais forte! o ash é protagonista tanto faz!! n importa se é protagonista, mascote, uma vaca, n prescisa da tanto protaginismo pra ele!

    ResponderExcluir
  10. Jeferson Rodrigues17/09/2022, 17:04

    E o Lucario que enfiou o Steel Beam que ele aprendeu no r***? Aprendeu um golpe super poderoso na luta contra a Bea e já esqueceu? kkkk

    ResponderExcluir
  11. Muita coisa me incomodou.

    -A batalha em geral foi muito mal planejada, sem sal. Muito Pokémon apenas jogando ataques uns nos outros como nos jogos, e pouca movimentação, dinamismo, e uso do terreno como era comum nas temporadas anteriores, o pouco de estratégia que teve veio somente da Cynthia, e mesmo assim era estratégia muito básica, nada no nível visto em Sinnoh com Ash vs Paul
    -A qualidade de animação está okay, só que okay não é nem um pouco bom o suficiente para uma batalha que vem sido de provavelmente a batalha mais antecipada da história do anime, os fãs tem esperado por Ash vs Cynthia desde Diamond e Pearl, onde a própria Cynthia já profetizada o duelo. Tem batalha filler que a animação é melhor e isso me irrita demais
    -Ash mais demente que o normal, vários momentos ele podia ter salvo seus Pokémon da derrota mas ele da a vitória de graça, principalmente com Dragonite, preferiu ficar olhando ela comer 4 Dream Eater do que trocar de Pokémon.
    -Gengar apareceu só pra apanhar de novo, não fez nada, sua única contribuição foi nulificada com a habilidade de Roserade
    -Gastrodon outro que também não fez nada, só serviu pra dar uma vitória de graça pro Ash
    -A escolha de usar Dynamax Togekiss do que Mega Garchomp também foi de cair o cu da bunda, qual foi o sentido de usar Max Airstream aumentar a velocidade do Togekiss pra perder pra um golpe prioritário de qualquer jeito?
    -Garchomp também com um set de goles que parece que viu de um iniciante, três golpes de dragão, e o único que não foi era Stealth Rock, que contra metade do time do Ash não é eficaz, ambos esse e o Max Airstream voltam ao ponto de que a batalha simplesmente não foi bem planejada, muito menos executada pelo staff do anime
    -A batalha termina com o Mega Lucario e o Garchomp, onde um Scale Shot separado acerta o Lucario mais não buffa Garchomp, e eles acabam se socando até cair com Bullet Punch e Dragon Claw, o que poderia ter sido muito maneiro, se a animação não fosse tão... pardãozão duro sem graça de Pokémon Journeys.

    Porra, me desculpe, foi mal se eu parecer grosso, ou rude, mas eu achei muito ruim pro que é. Se fosse uma batalha contra um treinador qualquer numa liga normal, eu talvez nem ligasse muito, mas essa é a batalha que está sendo esperada a mais de uma década desde que o anime deixou em aberto que um dia ia acontecer, e merecia muito mais do que luta medíocre dessas.

    ResponderExcluir
  12. Leonardo Dias17/09/2022, 22:47

    Eu estava claramente torcendo pra Cynthia, mas fiquei feliz pelo Ash. A melhor coisa de todo esse arco foi a relação de amizade entre Diantha e Cynthia. Podemos notar que há muito respeito e admiração entre as duas campeãs. No fim, eu queria que tivesse mais essa interação entre os campeões. Eles pareciam ser mafiosos que estavam ali só por negócios, sabe? Eles eram rivais, mas faltou eles serem mais humanos. Igual quando a Iris pediu pra tirar uma foto com elas, por exemplo. Já da final Ash vs Leon eu não sei o que esperar.

    ResponderExcluir
  13. Essa questão do inicial me fez desenvolver a minha primeira postagem criticando diretamente os fãs. Kkkk Eu me lembro que, na época, tinha uma história de "Time de Campeão" para justificar que Ash não podia ter nenhum dos iniciais, porque agora ele só podia capturar Pokémon fortão, com base principalmente no Dragonite e Gengar já pegos na última forma. Eu achava isso tudo uma grande besteira, primeiro porque os iniciais do Ash são incríveis, segundo porque Riolu foi criado desde o ovo, ele não já nasceu na última forma e super forte. Então, queria ter visto um inicial nas mãos do Ash. :')

    Concordo com o que disse sobre BW e Jornadas. E seria muito legal que acontecesse isso que falou, da comemoração dos 30 anos e do possível destaque para Ash como treinador visado em Paldea. Depois desse mundial, seria mais do que justo! Torcerei por isso.

    ResponderExcluir
  14. Como muitas dessas críticas eu também fiz, vou comentar mais sobre duas que não escrevi sobre. Primeiro, os golpes da Garchomp. A Cynthia deveria ter se preparado mais para Lucario, mas Garchomp, em termos do golpes, estava completamente despreparada. E, como escrevi, ficou indo para cima, ao invés de atacar de longe para evitar sofrer danos dos golpes físicos. Realmente deixou a desejar.
    O segundo, acho que Scale Shot não teve o efeito por o único que ter batido ter sido raspando, não chegou realmente a acertar Lucario.

    Tudo bem. Kkk Eu não curto muito palavrões, mas não me incomodo que os usem, contanto que não sejam direcionados para ofender outra pessoa. Entendo a sua frustração, e, novamente, sinto muito por isso. O pior é que, provavelmente, nunca mais veremos Ash e Cynthia batalhar, ou pelo menos só depois de um tempo gigante. :/

    ResponderExcluir
  15. Pois é. Acho que foi legal ver a Cynthia ir com tudo para cima do Ash na batalha final. Mas, ao mesmo tempo, não foi nada inteligente, ao contrário das suas estratégias usadas desde o início do confronto. Ter usado o voo seria um ponto bastante bom, até por antes da batalha estar treinando isso com Garchomp, enquanto Leon e Diantha se preparavam para lutar.

    Não acho que a situação em Alola foi forçada, mas entendo que decisões do roteiro podem fazer confrontos que mencionou em Jornadas serem questionáveis. Ainda assim, para mim, no contexto geral, a derrora da Cynthia me pareceu crível. Não julgo que pense diferente, e sinto muito que a batalha tenha o decepcionado tanto, já que vai ser muito difícil que Ash volte a enfrentá-la. :(
    Sobre o Leon, da forma que estão mostrando ele, nada me parece justificar uma vitória do Ash. Mas, se for para acontecer e eles conseguirem entregar de forma convincente, eu aceito. Kk

    Bem, obrigado por deixar a sua opinião! ^-^

    ResponderExcluir
  16. Moço, mas pensa comigo, derrotar o Steven não tem necessariamente a ver com ser forçado. Eu entendo o que diz, tanto que também não gosto da batalha que teve contra Steven, ela não me convence nem um pouco, é péssima. Mas, Ash poderia ter ganhado de uma forma melhor sem que fosse forçado. Então, a vitória não necessariamente tem a ver exclusivamente com um apelo por se tratar do protagonista, embora isso também conte.

    ResponderExcluir
  17. Pois é, rapaz. Na realidade, foi no episódio da luta contra o Paul. Ali, ele acabou aprendendo o Bullet Punch, justamente no lugar do Steel Beam. Por sinal, como Lucario tem mais ataque especial do que físico, essa troca é ainda mais questionável...
    Enfim, como curiosidade, talvez tenha visto, o Lucario do Ash que está sendo distribuído atualmente nos jogos ainda tem o Steel Beam. No caso dele, o Bullet Punch substituiu o Double Team.

    Agradeço pelo comentário! ^-^

    ResponderExcluir
  18. Siim! Nossa, eu amei tanto a interação entre elas. A Diantha, particularmente, parece ter um carinho pelos outros campeões, tanto por Steven, com quem já tinha interagido em Kalos, como agora por Cynthia. Muito legal. Queria ter visto mais interações entre todos eles também. Iris e Lance????? A verdade é que achei Lance bem infantil em ter deixado o torneio assim que perdeu. Entendo que teve seu orgulho ferido duas vezes, mas pelo menos terminava de assistir as quatro primeiras lutas, por respeito aos outros participantes... De resto, eu queria ver Diantha dar forças ao Ash também. Entendo que ela tinha acabado de ser massacrada pelo Leon e quis depositar suas esperanças na Cynthia, como alguém que demonstrou admirar bastante. Mas, depois que Cynthia foi derrotada, acho que Diantha poderia desejar a vitória do Ash e parabenizar por tê-la surpreendido. Ele ficou tão feliz quando ela vencou o Lance, acho que seria justo.

    Eu sei o que esperar: OS AMIGOS DO ASH DE VOLTA! KKKKK Eu tô muito empolgado para isso. Ou vou chorar de alegria, ou vou sair completamente decepcionado se não acontecer. Que seja a primeira opção. Haha

    Muito obrigado por deixar a sua opinião! ^-^

    ResponderExcluir
  19. Convenhamos que só estamos tentando encontrar pelo em ovo em meio a tragédia que está tanto Jornadas quanto o Torneio dos Mestres. É impressionante o quão rápido foi pro público considerar BW um lixo, mas estão passando pano até agora para o Jornadas.

    Forçaram em duas partidas seguidas fazerem campeões consagrados e experientes cometerem erros bobos pro Ash ganhar, ao ponto de que se houvesse uma revanche algum dia a vitória atual dele não daria segurança nenhuma da sua vitória fora o fato dele ser o protagonista.

    O terceiro episódio foi o pior animado dos três, essa trocação da Garchomp com o Lucario teve uma animação travadissima. O plot da aposentadoria foi tão patético quanto o pessoal que criou expectativa de ele ir pra frente. A minha nota pra esse episódio é um 5,5 já dando muita ajuda devido ao hype pra subir a nota.

    Não dá pra levar essas batalhas do Mundial a sério, pois elas estão uma verdadeira palhaçada de tão forçadas e mostra realmente como os roteiristas dessa temporada não sabem trabalhar com os campeões regionais. Fizeram vários campeões parecerem simplesmente treinadores normais que facilmente perderiam naquelas ligas que o Ash participou. Minha crítica não é nem pelos campeões, mas pelo próprio Ash que precisou não só de muito protagonismo, mas também de erros tolos dos campeões, coisa que quase não se viu nem quando ele derrotou o Brandon. Eu quero ver daqui a uns 5 anos, quando esse hype exagerado tiver baixado se cada um dos erros e forçadas que o mundial teve não serão amplamente comentados.

    Tomara que esse mundial suma na próxima temporada e o anime volte a sua programação normal.

    ResponderExcluir
  20. Essa questão de ''Time de Campeão'' que muitos fãs trouxeram é sem sentido, concordo com você. Por exemplo, Leon tem um inicial, ou melhor, dois em seu time. Acho que Ash deveria ter capturado um Sobble, é a cara dele. Até porque o Ash normalmente pega iniciais de grama ou fogo, com algumas exceções, então seria uma boa adição ao time, especialmente para enfrentar o Charizard de Leon. E também, não precisam ser só seis pokémon por geração para o Ash. Poderia montar uma equipe de seis e ter mais uns quatro no apoio, variando os tipos, como fazemos nos jogos.

    E na minha visão, por mais que eu adore o Lucario como pokémon e seja um sonho antigo ver o Ash ter um, no momento em que ele pegou quele ovo, eu sabia que Dragonite e Gengar seriam deixados de lado. E acho um erro ele capturar Dragonite já evoluído. Ficou claro que quiseram dar ao Ash uma equipe de favoritos dos fãs. Gengar para mim é o pokémon que eu queria que tivesse sido o ás do Ash nessa série. Pensa bem, é o primeiro fantasma do Ash (Haunter ele não capturou), e ele tem um moveset incrível e variado. Mas entendo que é difícil para o roteirista não tratar o Lucario como o Inferape ou Greninja da vez. Queria que todos tivessem sido bem desenvolvidos como em Alola ou Sinnoh. Mas tínhamos que ver o Goh capturando pokémon todos os episódios kkkk.

    E sim, sobre Paldea, imagino Ash como mentor dos novos personagens e quem sabe ganhar o torneio da liga e finalmente possamos ver Ash desafiar a Elite 4 de uma região, e depois o atual campeão, o que ainda não aconteceu. Ele foi campeão em Alola mas em outro formato, o que possibilita dessa vez ele ser campeão no formato clássico. Mesmo após quase 30 aos de história, é possível inovar e manter o personagem evoluindo.

    E eu queria te fazer um elogio. Sempre acho seus textos muito ponderados e coesos. Dá pra ver que pensa bem antes de escrever e desenvolve bem o tema proposto, alinhando seus pensamentos aos fatos. É muito bom ver fãs desse calibre escrevendo e gerando debates sobre essa franquia que amamos tanto. Continue assim, é divertido ler seus textos e também trocar uma ideia nos comentários.

    ResponderExcluir
  21. Johnny Edwin Da Cunha Cruz18/09/2022, 11:51

    Se não fosse a pandemia e o já anúncio da 9ª geração, acho que poderiam ter melhorado essas últimas batalhas. O que custava segurar mais um pouco Scarlet & Violet? No entanto, apesar dos problemas e da Cynthia usar uma mecânica que ninguém esperava, foi uma ótima batalha. E mesmo se a Cynthia tivesse usado a mega, duvido que a pokémon dela resistiria a um reversal com força total, fortalecido pelo adaptability ou a esfera de aura gigante. Desde de Kalos que o Ash mostrou ser capaz de bater de frente com adversários de alto nível, mas tivemos que esperar por Jornadas pra vê-lo derrotar treinadores de nível E4 e campeão. Se o Ash vencer o Leon, reclamarão que sua vitória foi forçada, mas esquecem do que os roteiristas fizeram com ele nas ligas anteriores à Alola, com apenas Johto e Hoenn como derrotas aceitáveis. Dar-lhe o título de campeão mundial ainda estará longe de compensa-lo por todas as injustiças que ele passou. Espero que o título de campeão mundial seja o suficiente pra atrair todos aqueles que eliminaram o Ash nas ligas, pra enfim ele ter as suas merecidas revanches.

    ResponderExcluir
  22. Eu vejo o Ash sendo o tipo de mentor que foi para a Dawn, não o que o pessoal espera. Em Paldea existe o ranking campeão, mas a posição de campeão regional não tem. Alola é uma região com campeonato oficial, a questão é que o Lance sendo campeão de duas regiões demonstra que o Ash não precisa se limitar a ser campeão de Alola. Pra mim o importante em Paldea é: ou ele evoluir reservas que não estão em sua última forma ou capturar muitos pokémon, porque só capturar os tradicionais 5 não tem muita graça.

    Sobre os pokémon, o Ash deveria ter capturado pelo menos uns 10 em Jornadas, principalmente se não planejam fazer um rodízio com os reservas e pra mim o Sobble também era o pokémon perfeito para o Ash, não era o Grookey como vários falaram.

    ResponderExcluir
  23. Mesmo com erros pra mim foi épico.

    ResponderExcluir
  24. Sim, quando imagino o Ash mentor de algum treinador, é nessa pegada da Dawn. E ele bem que poderia trazer alguns reservas como Gible, Totodile, Snivy, Quilava, Corphish, Buizel, Scraggy, Palpitoad e evoluir eles ao longo da jornada. Se dependesse de mim, só o Pikachu e talvez o Bulbassauro eu não evoluiria.
    Esse erro pode ser corrigido na décima geração em outra série no estilo comemorativo, se rolar. Parando para pensar agora, os únicos pokémon de água totalmente evoluídos do Ash são Kingler e Greninja. Sobble teria feito diferença nessa equipe.

    ResponderExcluir
  25. Sim seria uma boa ideia, faziam uma cota de 1 ou 2 pokémon da nova região (se pegaram o Sirfect'd e o Dracovish por cota mesmo eles sendo fortes, eu não acho que deixarão a próxima geração em branco, então o que eu falei é mais realista) e ir pegando esses reservas que ainda podem evoluir. Como nas últimas temporadas o Ash evoluiu quase todos os seus pokémon capturados poderia evoluir nessa, daí ele na próxima conseguindo evoluir seus reservas, na décima geração voltava às capturas normais.

    ResponderExcluir
  26. Berserk Glaboni do 4º Grau18/09/2022, 22:31

    Scale Shot foi bloqueado todas as vezes que foi usado, então acho que o boost não aconteceu. Mas acho que se acontecesse tinha o risco de ser pior ainda para a Cynthia, já que diminui a defesa também.

    ResponderExcluir
  27. Berserk Glaboni do 4º Grau18/09/2022, 22:36

    Uma coisa é a habilidade do Ash, outra é o poder dos Pokémon que ele está usando (Ash-Greninja é uma exceção). Eu percebo que a maioria dos fãs tem muita dificuldade de separar isso (e já conheço a resposta "Mas se o treinador é bom ele extrai o potencial do Pokémon" sem noção de escala e proporção), mas blz..

    ResponderExcluir
  28. Berserk Glaboni do 4º Grau19/09/2022, 00:58

    Eu fiz um comentário enorme e não apareceu aqui, caiu na caixa de spam?

    ResponderExcluir
  29. Justamente, não ia prejudicar em nada dar um inicial para ele. Pelo contrário, seria muito legal. Na abertura até fizeram um suspense, como se Grookey pudesse ir para Ash também, mas foi apenas uma provocação. Mesmo achando que o paralelo que fizeram entre Sobble e Goh foi muito legal, também acredito que a história dele seria incrível ao lado do Ash. Histórias de superação com ele, com Pokémon que se tornam mega fortes, são sempre ótimas de se assistir. E tipo, essa foi a temporada em que o Ash fechou seu time mais rápido, deveriam ter existido outros capturas ou, pelo menos recuperação de algum Pokémon antigo, tendo em vista a ideia de conexão com o passado de Jornadas.

    O desenvolvimento dos Pokémon do Ash em Jornadas foi bem pontual. Existiu um pequeno arco para cada um, com exceção da Dragonite e do Dracovish, e, fora disso, pareciam ficar apagados. Também adoro Lucario, mas ele não é o meu preferido do atual time também. Kkk

    Seria fantástico ver o Ash seguir o caminho que ele aprendeu que teria que percorrer desde Sinnoh. Diria que um presentação para os fãs!

    Nossa, eu agradeço imensamente pelas palavras! De verdade, muito obrigado. Uma das minhas motivações para entrar no site era justamente poder trazer essas discussões e permitir que outros fãs participassem dela. É bom saber que, pelo menos na visão de alguém consigo fazer isso. 😊

    ResponderExcluir
  30. Ah... Bem, vou dar uma olhadinha. 😅

    ResponderExcluir
  31. E tá tudo bem! 😂

    Obrigado por deixar a sua opinião! ^-^

    ResponderExcluir
  32. Tudo em nome da divulgação dos novos jogos. :') Kkkkk

    Eu concordo que fariam o Ash vencer a Cynthia mesmo com a mega, mas não concordo que justifiquem as derrotas antigas e péssimas do Ash para vitórias forçadas. Não acho que a solução seria forçar para o lado do Ash. Embora não consiga ver o garoto vencer Leon, do modo como foi colocado como invencível, se for bem feito, jamais serei a pessoa a criticar, independente de achar que deveria ou não acontecer. Posso até dizer que não fez sentido botarem Leon como tão superior aos outros e depois perder para Ash, mas não reclamaria da sua derrota sendo crível. Porém, se fizeram de forma nada crível, não acho que as derrotas feias são algo que posso usar para dizer que está tudo bem. Ainda assim, respeito que para você um ponto justifique o outro.

    E realmente seria muito interessante os antigos rivais procurarem o Ash novamente.

    Agradeço por comentar! ^-^

    ResponderExcluir
  33. Isso é. Os erros de Jornadas realmente são muito mais defendidos que os de BW.

    Você achou o terceiro episódio o pior em animação? Jura? Eu tiro mais prints do que os que coloco nas postagens, e achei que os personagens estavam consideravelmente melhor animados no terceiro ep. Até mesmo na parte em que Pikachu brilha contra Spiritomb, ele muitas vezes tá horrível. Kkk Parece um desenho amador. É... A aposentadoria foi algo reciclado e desnecessário. Poderiam ter feito a Cynthia se empolgar com a batalha sem esse recuroso horrível para tentar atrair a atenção dos fãs.

    Ah, moço, nenhuma para você se salva? Eu me incomodei em vários pontos dessa batalha atual, além de não ter me empolgado tanto assim, como me lembro de ter me empolgado na batalha contra Kukui em Alola, mas outros pontos me fizeram arrepiar e brilhar os olhinhos. E não para passar pano para Jornadas, até porque talvez seja a série que menos gosto (teria que analisar direito todos os pontos), mas sim por existirem elementos que acho realmente bons, ainda mais se comparados a outras batalhas que os fãs consagram como perfeitas, mas são bem mais básicas e travadas que essa. Claro, falamos sobre campeões e aqui que isso complica... 😅

    ResponderExcluir
  34. Vou apagar o seu comentário, mas só por ter sido ofensivo para o colega.

    ResponderExcluir
  35. Estava mesmo! Achei ele lá no Spam e já irei lê-lo. Peço desculpas.

    ResponderExcluir
  36. Respondendo as suas questões inciais: eu gosto que os Pokémon resistam a ataques pelo simples fato se ficar mais interessante. Ver Pokémon perdendo com um ou dois golpes torna tudo tão chato. Tipo, uma batalha resolvida em dois ataques é realmente uma boa batalha? Ao meu ver, não se ela não cumpre com um propósito maior para isso. E muitas dessas lutas resolvidas em um ou dois golpes era só para finalizar logo mesmo. Tanto que colocam uma justificativa por cima. Se fosse tão bom, acho que não precisariam ficar explicando para convecer.
    Sobre o outro ponto: SIM! KKKKKKKKKKK Foi um erro meu. Eu me referi ao tipo Voador ser forte contra o Lutador, tanto que foi isso que Cynthia fez, abusou do Max Move do tipo Voador, que ainda aumentava a velocidade. Mas, a tipagem Metal anula essa vantagem. Kk Eu esqueci completamente disso. Então, devo me corrigir e concordar que foi uma decisão desinteligente. :')

    Sobre o ponto um, eu acho que é meio que isso. Com batalhas mais rápidas, finalizadas logo, dão pouco espaço para mais estratégias do Ash e abusam da força bruta para justificar o outro Pokémon cair logo. Não que concorde com isso.
    Já sobre o segundo, eu tenho que concordar. Tanto que falei que senti que a personagem se perdeu no segundo episódio e, no terceiro, o que foi interessante foi ver a animação dela. Em termos de estratégia e inteligência, Cynthia realmente se perdeu. Para mim, é aquilo que escrevi na minha conclusão: o roteiro sacrificava um personagem, sempre que queria dar destaque ao outro. Ou seja, quando quiseram mostrar as Cynthia super estratégica no primeiro ep, fizeram do Ash um completo sem noção. Já para construírem a vitória do Ash, a partir do episódio 2, passaram a fazer a Cynthia tomar decisões cada vez mais simples e questionáveis.

    Eu sinto muito que não veja motivos para continuar com o anime. E não digo isso no sentido de ter pena, até porque isso não soa legal. É só que é triste quando alguém perde o gosto por algo que gostava tanto. Mesmo com tantos defeitos da atual série, eu ainda não me vejo desistindo do anime. Na realidade, estou até com boas expectativas em relação à próxima geração. Talvez, ela possa te cativar novamente também.

    Agradeço por deixar a sua opinião! ^-^

    ResponderExcluir
  37. Uma das passagens mais marcantes de Pokémon e que mostrava o que era um treinador no topo, foi o episódio da Lorelei (Prima) nas Ilhas Laranjas. Uma personagem que apesar de suas particularidades, era uma personagem que rapidamente percebia os erros do adversário, não fazia jogadas precipitadas e fazia com que o adversário percebesse os seus erros após a luta. O que os campeões regionais no Torneio dos Mestres fizeram, o Lance e a Iris foram excessivamente impulsivos e descuidados (a idade da Iris não é desculpa, nos jogos e no mangá a Iris tinha mais de 12 anos quando se tornou campeã e ela era muito mais inteligente e habilidosa do que a mostrada no anime, se quiseram acelerar a sua escalada e usá-la como justificativa problema deles); o Steven e a Cynthia precisaram cometer erros infantis pra ajudar o Ash a vence-los e que nem de longe combinam com um campeão (não é porque o Ash vive cometendo burrada que precisam fazer outros campeões mais experientes fazerem também), a Diantha, uma estratégista nata conseguiu perder quase toda a sua equipe contra um Rillaboom e no final só derrotou 2 pokémon do adversário. A pergunta é, especificamente, o que se salva no Torneio dos Mestres? Alguma coisa só se salva se talvez você "desligar o cérebro", esquecer todo o histórico dos outros campeões no anime e torcer excessivamente pelo Ash ignorando toda a mística que a franquia construiu em temporadas anteriores.

    Tiveram coisas que eu gostei, como o Projeto Mew, os novos pokémon do Ash e às reides, até mesmo nos retornos vários foram questionáveis. E cara, acho um absurdo o quanto o BW foi massacrado pelo público e o quanto defendem Jornadas. O terceiro episódio tinha uma animação travadissima, pouca movimentação, pouca estratégia, e nesse quesito até o primeiro episódio da batalha de mostrou melhor, e esses erros você percebe melhor em uma televisão; o segundo episódio foi o melhor animado. Sobre o traço dos personagens, como nele tiveram menos movimentação, sobrou mais recurso pra melhorar a feição dos personagens.

    ResponderExcluir
  38. Eu também não pretendo assistir a batalha contra o Leon, eu devo assistir os episódios finais do Goh, mas pra mim esse mundial perdeu todo o brilho, o Ash vencendo ou perdendo pra mim vou fazer aquele esforço pra esquecer. Próxima temporada vai depender muito pra eu assistir ou não, sem o Ash eu não assisto e se fizerem mais uma vez uma temporada com tentativa de passagem de bastão do Ash também não verei.

    Concordo em cada ponto com o seu argumento, me impressionou negativamente o quanto a galera tá ignorando algumas coisas no Mundial só porque ajuda o Ash. O pior é que Pokémon é uma das poucas franquias da minha infância que continuam tendo novas temporadas atualmente que eu não havia abandonado, eu cheguei a dropar até o Naruto e o Dragon Ball; espero que a empresa não me dê motivos para abandona-la também.

    ResponderExcluir
  39. Eu só vou falar mais ou menos a minha interpretação, mas vamos lá. Se essa for a última temporada do Ash ou acabar sendo a última que ele participa de torneios, você acha que ela chegou ao menos próxima de estar a altura do que o personagem merece depois de tudo que foi construído nesses anos? Você acha que com toda a nerfada que deram nos campeões pra ajudar o Ash numa vitória complicada o convence de que em uma situação normal o Ash os derrotaria?

    Eu acho que isso que todo fã deveria se perguntar depois de ver batalhas como essas. O pessoal quer uma vitória ou desfecho para o personagem a todo custo; ou querem algo que seja consistente e respeitoso ao personagem?

    É por questões como essa que eu não gosto desse mundial, mesmo com todo esse esforço pra fanservice que a franquia está fazendo.

    ResponderExcluir
  40. Eu concordo, tanto que também tenho as minhas várias questões com Jornadas. Desde o início, eu critico negativamente Jornadas nas minhas postagens. Eu faria a batalha Ash x Cynthia ser diferente? Faria. Quando terminou o terceiro ep, entre alguns colegas do site que estavam super empolgados e dizendo que foi incrível, eu era o que estava 😬 "Gostei, mas não achei isso tudo". Eu literalmente escrevi isso. No entanto, existem pontos que achei legais na batalha, e não por estarem beneficiando o Ash, ou por se tratar da Cynthia ali. Se fosse pelo Ash, eu teria elogiado a batalha contra Steven, por exemplo, e eu odeio ela. Kkk O ponto é, não é por gostar de algumas partes da luta da Cynthia que faço parte do grupo que acha que Jornadas não tem erro, do grupo que se o Ash vencer tá tudo certo. Se fosse, eu não me daria nem o trabalho de escrever esses meus textos. Então, não é como se existissem dois únicos polos em que ou você é o cego que acha que tudo é perfeito, ou é o que odeia tudo feito nessa série, entende? Eu não gosto de totalizações. Por isso, não é por achar um ponto ou outro bom, que acho que posso, ou qualquer outra pessoa, se encaixar nas pessoas que acham que tá tudo lindo e não olham com criticidade para como eles têm feito o mundial.
    E não leia isso em tom de raiva, por favor. É só uma explicação que acho ser necessária, porque Jornadas divide muito as opiniões do pessoal, e, como uma pessoa que escreve publicamente, a todo momento, vão tentar me jogar para um dos lados opostos. Mas, embora me incline para um, não me resumo a ele, o que também não me faz ser do outro. Não sei se isso está fazendo sentido. Kkkk A questão é que entendo a sua frustração e a de outras pessoas, compartilho dela em certo nível, mas ainda existem pontos que me agradam no meio de tanta desorganização; o que não a justifica.

    ResponderExcluir
  41. Então, não acho que nada prestou. Eu de fato concordo, até votei recentemente em uma pesquisa que fizeram, se no Torneio de Mestre valeu a pena trazer todos esses personagens de volta para batalhar, ou acabou sendo um desperdício. Votei no desperdício. Então, acho que, por enquanto, pela quantidade de erros, preferia que esse evento tivesse ocorrido em uma fase do anime mais compromissada com os personagens e com os fãs. Ainda assim, já que ele está acontecendo agora mesmo e desse jeito, o que não dá para mudarmos, consigo achar coisas que vou guardar como momentos inesquecíveis do anime. Não sei o quanto isso é importante ou interessante para as suas ideologias pessoais, mas interações mais simples (queria muito mais delas, por sinal) como Iris querer tirar uma foto com Diantha e Cynthia, a própria Diantha depositando sua confiança para Cynthia ser a nova monarca, Ash e Iris se apoiando como amigos campeões. Foram momentos muito preciosos. De novo, no meio de um caos que Jornadas é, que não se justifica, mas ainda se tornam marcantes.

    Eu entendi melhor o seu ponto agora sobre a animação do terceiro ep. O segundo é o que acho mais feio, mas faz sentido o que disse, é por ter tido mais movimentações desenvolvidas, até porque animação boa não se resume a beleza de personagens.

    ResponderExcluir
  42. Nessa semana Daigo foi eleito segundo personagem mais popular na revista japonesa Animedia, só perdeu para a Anya do Spy x Family

    ResponderExcluir
  43. Tava esperando você ler. Sempre marcando presença nas minhas postagens, né? 😊

    ResponderExcluir
  44. Berserk Glaboni do 4º Grau19/09/2022, 19:50

    Entre um pokémon perder rapidamente e um pokémon demorar a cair, certamente eu prefiro o segundo, mas concordamos que a execução faz toda diferença.

    Eu falando desse jeito até parece que a batalha foi horrível, mas ela foi boa, só que para mim, frustrantemente longe de fazer jus ao hype. Cynthia com perda aguda de QI e sendo linchada por pokémons assustadoramente mais inexperientes que os dela com certeza não era o que eu esperava desde que assisti o último episódio de DP.

    Pô a batalha do Leon eu pretendo assistir @Thomas (respondendo junto aqui de uma vez), quis dizer que, independentemente de Ash ganhar ou perder para o Leon, não sinto que tenho mais por que seguir com ele para a próxima saga já que ele acabou de derrotar quatro campeões, entre eles o maior de todos que estava prometido há mais de 10 anos, em um torneio com todos os principais campeões, e o pior, ele conseguiu isso com um dos times mais mal desenvolvidos que ele já teve. Eu acompanho esse anime desde quase sempre e acho que não aguento mais o que fazem com o Ash. Nunca cresce e quando conquista algo relevante é da pior forma (uma liga praticamente amistosa e o maior campeonato do mundo que conseguiu ser menos competitivo que essa liga amistosa).
    Steven e Cynthia foram derrotados, o que vem depois disso? Geeta? Leon outra vez? A única sensação que eu consigo identificar é "Não sei e não me importo". Por isso eu quero que o Ash vença o Leon do jeito que for, só para eu ter certeza de que esse torneio para mim é o arco final do anime.

    ResponderExcluir
  45. " O que custava segurar mais um pouco Scarlet & Violet? "
    Dinheiro

    ResponderExcluir
  46. Sim, sim, concordo. Assim como também concordo com o segundo comentário. Por isso que a não rotação dos Pokémon do Ash conta muito. Eu sei que os Pokémon de Jornadas são incríveis, não duvido do potencial deles, mas são novatos! Nem mesmo os Pokémon antigos do Ash são tão experientes quanto os dos campeões, quanto mais esses. Então, é aquilo que acho que já escrevi bastante. A série que prometeu conexão direta com o passado, o faz da forma mais singela possível, tendo chance de entregar o mundial de forma bem mais convincente para os fãs.

    Bem, o outro comentário não foi para mim. Então, é isso. Kkk

    ResponderExcluir
  47. É porque o Torneio dos Mestres era simplesmente um fanservice ambulante pra fisgar audiência, não era o foco da temporada, a baixa audiência e a COVID que os forçou a mudarem os planos.

    ResponderExcluir
  48. "Quem acredita sempre alcança"; pra mim encerrar o período do Ash com esse Torneio mequetrefe não só me faria dar um 0 para Jornadas como seria um desrespeito a história do personagem. O diretor geral dessa temporada já recebeu a mensagem que não continua na próxima temporada, prefira ter a chance de ver uma melhora na próxima temporada e simplesmente fingir que Jornadas não existe.

    ResponderExcluir
  49. Gostei bastante e achei uma das melhores dos últimos tempos. Acho que a falta de batalhas mais elaboradas nos fazem gostar mais daquelas que são pelo menos minimamente trabalhadas.

    ResponderExcluir
  50. Vocês pretendem colocar aqui o especial As Crônicas de Arceus? No Amazon Prime do Japão foi exibido em episódios de 4 partes,mas parece que na Netflix vai ser disponibilizado em formato de filme.Então,esse seria o "24º filme" do anime.

    ResponderExcluir
  51. Muito obrigado por deixar a sua opinião! Embora eu tenha meus problemas com a batalha, também acho que ela realmente foi uma das melhores desses últimos anos! *w*

    ResponderExcluir
  52. Infelizmente, não sei dizer, mas perguntei ao meu amigo que cuida dessa parte do site. Acho que ele vai vir aqui responder, ou então eu respondo mais tarde. :D

    ResponderExcluir
  53. Quando for liberado postaremos.

    ResponderExcluir
  54. André Barbosa23/09/2022, 15:27

    Não foi a melhor do anime mais de Jornadas sem dúvida nenhuma diria que entra no top 10 do anime quanto a Cynthia usar o Dynamax Tokekiss não chamaria de erro foi pelo fato do Garchomp já ter recebido um bom dano do Sirfertch'd, fora a grande resistência que o Tokekiss mostrou ela fez a estratégia pro aumentar sua velocidade dando bastante dano no Lucario assim deixando melhores chances pro Garchomp

    ResponderExcluir
  55. Siim, Togekiss foi o Pokémon que mais resistiu da Cynthia, acredito. Ainda assim, acho que teve um erro da Cynthia + do roteiro. Primeiro porque Garchomp só recebeu um ataque e já ficou tão fraco quanto Lucario depois de levar vários do Togekiss, inclusive Max Moves. Então, para mim, o roteiro forçou Garchomp já estar tão acabado, até porque ele era para ser um dos Pokémon mais resistentes da campeã. E aí, a resistência do Togekiss foi escolha de roteiro. Cynthia usou um Pokémon em desvantagem ao invés de um que não tinha. Ela poderia ter feito estratégias com Mega Garchomp também. Ela poderia ter feito ele voar e atacar de longe. Engraçado que, antes da batalha, ela estava treinando o voo da Garchomp, mas nem chegou a usar isso. Por isso, para mim, foi um erro duplo para justificar a derrota da personagem. Não foi uma escolha inteligente, embora, como você disse, Garchomp já tivesse enfraquecida; mas ela não precisava já estar tão fraca, daí entra o roteiro.

    Agradeço por deixar a sua opinião! ^-^

    ResponderExcluir
  56. José Marcio24/09/2022, 17:15

    A batalha foi legal mas não foi melhor que Ash vs Paul para mim a melhor batalha do anime até hoje e também foi inferior a Ash vs Kukui eu achei os dois primeiros episodios muito bons apesar do segundo a Cynthia ter tomado decisões bem questionáveis na minha opinião principalmente a escolha do dynamax pela Cynthia e o já o ultimo episódio a vitória do lucario foi bem forçada por mas que o lucario tenha o tipo metal ele levou muitos golpes da togekiss e no final quando ele cai a Cynthia teve a pior decisão tentar finalizar com o Garra do Dragão ela poderia ter usado o Scale Shot ou Draco Meteor talvez a não escolha da mega pela Cynthia foi para deixar a derrota dela um pouco mais natural nesse 3 episódios eu acho que a Dawn deveria ter aparecido pelo menos assistindo a batalha ou no estadio ou na casa dela espero que pelo menos nessa final contra o Leon ela e todos os amigos do Ash poçam estar no estadio torcendo por ele ja que dificilmente teremos pokémon antigos nessa final.

    ResponderExcluir
  57. Acho que a ideia de usar a Garra do Dragão foi puramente estética. Para os dois darem "socos" um no outro e ficar a tensão sobre qual se saiu vitorioso ali. 😅

    Também acho que a troca da Mega pelo Dynamax serviu para justificar um pouco mais a derrota da Cynthia. Já sobre a Dawn, acredito que faria sentido sim ela estar assistindo, mas não esperava por isso. Pelo que dá a entender, eles estão guardando os amigos do Ash realmente para a final. E se não mostraram o Cilan assistindo ao torneio ainda, já que os dois amigos dele estavam nele, para mim faria bem menos sentido mostrar a Dawn, entende? Mesmo que ela tenha uma relação com a Cynthia também, além da com o próprio Ash.

    Tudo que eu mais quero é ver os amigos do Ash na final. Sério. E eu queria no estádio também. Vou estar feliz se assistirem pela televisão? Sim, mas Jornadas vai me ganhar se fizer eles assistirem todos juntinhos do estádio. 😍

    Muito obrigado por deixar a sua opinião! ^-^

    ResponderExcluir
  58. Melhor comentário aqui, se já tem nego dando dislike sem refutar é sinal que são provas genuínas de que essa batalha foi decepcionante e cheia de roteirismos para o Ash. O roteirista diz que a Cynthia não pode ser vencida com força bruta e é o que Ash mais fez na segunda metade da partida kkkk

    ResponderExcluir
  59. Melhor comentário aqui, citou ponto por ponto por que essa batalha foi decepcionante e cheia de roteirismos para o Ash, e se já tem nego sangrando dando dislike sem refutar nada é sinal que são provas genuínas disso. O roteirista diz que a Cynthia não pode ser vencida com força bruta e é o que Ash mais fez na segunda metade da partida kkkk

    ResponderExcluir
  60. Não foi nem a melhor de Jornadas também, a maior campeã da franquia não merecia ser humilhada por um bando de pokémons que ganharam mais experiência batendo uns nos outros do que em pokémons bem treinados de verdade. Gaburias quase sendo derrubada por um único Meteor Assault cansado já foi uma imensa forçação de barra pra começo de conversa, depois tem o bicho com full move tipo dragon, a Shirona mandando Togekiss e Gaburias beijar o Lucario em vez de simplesmente atacar de longe e por aí vai. Essa história de "Shirona usar Daimax em vez de ME foi um erro" é pura distração dos verdadeiros problemas do roteiro do episódio.

    ResponderExcluir
  61. Tem alguma previsão para o lançamento do Pokétoon aí no site?

    ResponderExcluir
  62. Não verdade não há a intenção de trazer, já que todos estão acessíveis no site oficial e na TV Pokémon.

    ResponderExcluir

Seu comentário será publicado após ser aprovado pela moderação.
Agradecemos a sua participação!

A Pokémothim com a sua cara!

Personalize do seu jeito!

Temas

Padrão

Fechar