logo

Pokémothim

O Anime do Ash Vai Acabar? Vamos com Calma...


Olá, Thunders!

Desde o mês de setembro, com o não lançamento de nada referente à continuação do anime, nenhum assunto é mais comentado entre os fãs da animação do que o possível fim das aventuras de Ash e Pikachu. Depois da grandiosa vitória da dupla, ao fim do Torneio de Mestres, os boatos somente aumentaram. Nessa postagem, mostro-lhes os motivos que indicam o fim ou a continuação da jornada do Ash e a minha opinião a respeito disso tudo.


Quando começaram os rumores do fim do anime do Ash, a propósito? Desde o início de Jornadas, em 2019. Quando foi anunciado um protagonismo duplo, em que outro personagem teria tanto destaque quanto Ash no decorrer dos episódios, muitos já ficaram atentos. Porém, quando a série Pokémon Jornadas começou, claramente esse protagonismo pendia muito mais para Goh. Daí, espalharam-se os murmúrios de que a atual série preparava o público para a completa substituição do herói de Pallet. Entretanto, do meio de Jornadas para o final, claramente Ash voltou a ser o destaque do anime. E nem mesmo falo de um equilíbrio, pois a balança pendeu muito mais para ele, dando pouco destaque ao Goh. Nesse sentido, até acho que os roteiristas fizeram um teste de como os fãs reagiriam com um possível afastamento do primeiro protagonista, mas o resultado foi muito claro.

Mesmo com o Ash voltando a ter bastante destaque nos episódios, com o passar do meio de 2022 sem qualquer indício ou vazamento de uma próxima série, os fãs entendiam duas coisas: ou o anime vai acabar; ou Jornadas segue mesmo com o lançamento de Pokémon Scarlet & Violet. Com a chegada de outubro, a inquietação passou a aumentar, sobretudo com o que girava em torno da batalha mais importante para o protagonista: a final do Torneio de Mestres, do Campeonato da Coroação Mundial. Nos preparativos para ela, a voz original do Ash deu uma entrevista chamando o desfecho do personagem de "fim de uma era que iniciou desde 1997" e o novo CD de todas as canções do anime, denominado de "Best of Best of Best", apontava que ele durou de 1997 até 2022, como se este último fosse realmente o ano final.

Contudo, Rica Matsumoto citar o fim de uma "era" não significa que o anime está acabando, apesar de também poder ser possível. Quando uma era termina, outra se inicia, simples assim. O garoto e Pikachu tendo o apoio de todos os amigos humanos e Pokémon que conheceram no fim da sua batalha mais importante só confirmou isso. O acontecido pode dar margem para um salto temporal, um rumo totalmente inesperado do garoto para a próxima série, ou até um desprendimento maior com esse passado, agora que ele já foi trazido à tona (o que, infelizmente, é uma possibilidade também). Então, o fim de uma era não é sinônimo do fim do anime, apesar de poder sim significar o fim da "era do anime", embora não tenha sido exatamente isso que foi dito. Quanto ao colocado pelo CD, em 2012 também foi lançada um, "Best of Best", que afirmava a mesma coisa (1997-2012), e nem por isso o anime acabou na época.

Existe mais um fator a ser considerado. Ao contrário de, após o lançamento dos atuais jogos que introduzem a nova geração, iniciar uma nova série; continuarão a ter episódio de Jornadas, tendo três títulos já revelados: "Projeto Mew", "O Futuro Está em Minhas Mãos" e "Pokémon! Eu Estou Feliz por ter O Conhecido!". O grande temor aqui foi o nítido paralelo entre o último título e o primeiro de todos do anime, "Pokémon! Eu Escolho Você!", o que fez muitos cogitarem que está por vir a despedida de Ash. No entanto, apesar de o primeiro carregar o título do Projeto Mew, o segundo já é confirmado como sua continuação e, talvez, o terceiro também seja, por uma revista japonesa ter dito que dezembro seria o mês do Projeto Mew, e os dois últimos episódios serão transmitidos nesse mês. Se o terceiro realmente pertencer ao desfecho do Goh, pode ser quando finalmente reencontrará o mítico que tento procura.

Outros detalhes são que, na grade de programação japonesa, até então o último episódio revelado não está identificado como o último de Jornadas; e o diretor desses três episódios é Shōji Yonemuracomo bem pontuado pelo Camaleão, o responsável por dirigir muitos dos episódios de desenvolvimento para Goh, especialmente os do Projeto Mew (exceto por um) ou episódios com paralelos a respeito da divergência de sonhos entre os dois protagonistas. Assim, é difícil esperar que ele faça um episódio voltado para um grande adeus de Ash, talvez mais para dar um último destaque ao sonho dos dois garotos, o quanto avançaram até ali e, se os leakers estiverem certos, a despedida do Goh. Diante disso tudo, e o que acho mais provável, o paralelo no título do episódio provavelmente será para simbolizar o fim dessa era do anime, para que realmente se inicie uma nova.

Um último argumento para o fim do anime é que Ash já virou o Mestre Pokémon que tanto queria ser e que, a partir do momento em que ganhou o título de treinador mais forte do mundo, não tem como o anime continuar. Duas grandes mentiras! O próprio Ash e sua voz original disseram que ele não é um Mestre Pokémon ainda, mas muitos fãs insistem que ele é e ponto final, negacionismo puro. Se o anime tivesse explicado como se tornar um Mestre; a gente visse que o protagonista completou os requisitos; e, mesmo assim, negassem o título a ele, aí era outra coisa. Mas não existindo uma clareza de critérios e o próprio Ash deixando bem claro que ser o mais forte não é igual a ser um Mestre, é mera ignorância insistir que sim só porque ele ganhou o Campeonato da Coroação Mundial. E sobre não ter como o anime continuar após o herói virar Monarca, darei alguns exemplos mais à frente.

Antes, cabe destrinchar os motivos que indicam que Ash continua no anime. Primeiro, e já mencionado, eles terem feito o próprio personagem, assim como confirmado pela Rica Matsumoto, afirmar que não conseguiu realizar seu sonho. Como eu termino um anime dizendo aos fãs que não vão ver o protagonista conquistar o objetivo que há 25 anos aguardam para presenciar? Complicado. Segundo, Pikachu é o mascote da franquia, se os roteiristas forem realizar o desejo de uma parcela dos fãs de trocar o protagonista, ele provavelmente também terá um Pikachu e o roteiro ainda terá uma pegada mais infantil, pois um anime mais sério e violento envolvendo o uso de "animais" para isso não soaria muito bem para a franquia, ou seja, para mudar e continuar a mesma coisa, é mais seguro para eles permanecer no atual.

Mesmo com as quedas de audiência, o anime Pokémon ainda tem boa aceitação e é muito apreciado pelos fãs, não é à toa os recentes resultados das enquetes que mostraram o quão queridos são muitos desses personagens que se destacaram ao longo das séries. Ainda em termos de segurança, Ash e Pikachu são a cara do anime e, ainda que muitos queiram a sua saída, muitos também não querem um anime sem a dupla, e Jornadas serviu para provar isso. Sem mencionar que o anime é extremamente importante para atrair e manter fãs na franquia, garatindo a compra de jogos, brinquedos, etc. E, como bem destacado por um leitor do site, a ideia vaga do que é ser um Mestre Pokémon permite que Ash e Pikachu sigam a serem explorados sem existir uma limitação clara, pelos diferentes estúdios que assumem as novas séries que vão surgindo.

Junta-se a isso as possíveis referências: o quadro no quarto do Ash, quando acordou no dia seguinte ao da sua vitória no Torneio de Mestres, que dava a entender que seguiria para uma nova jornada em Paldea (ao fim da postagem, tem o link para uma matéria que esclarece isso); e as unhas de Jessie e James nesse mesmo torneio, que referenciam as cores de Scarlet & Violet (deve-se lembrar que os aminimigos de Ash são conhecidos por darem essas pistas, assim como fizeram ao correrem pelo aeroporto de Kalos, deixando cair figuras de SOLrock e LUNAtune, prevendo a série Sol & Lua).

E o enredo? Primeiro que, se houver um salto temporal, as possibilidades serão maiores ainda, mas não irei contar com isso. Só faz uma semana, mas o tanto de mensagem que li dizendo que não tinha como continuar a história do Ash depois de se tornar o treinador mais forte. Além de essa ser uma concepção muito limitada, de que tudo se resume a força, quando o próprio protagonista contrariou isso; ainda é fixa e até desinteressante. Novamente trazendo o exemplo do Goku para as minhas postagens, em toda nova saga o personagem arruma um novo adversário que faz ele querer superá-lo para voltar a ser o mais forte. O que faz os Pokéfãs acharam o Ash exclusivo o suficiente para que, depois de se tornar Monarca, ninguém poder se mostrar um adversário a altura ou surgir algo que o faça querer novamente se superar?

E, mais, Paldea é uma região riquíssima que carrega três diferentes histórias a serem seguidas. Apesar de, por motivos óbvios, a dos ginásios ser mais a cara do Ash, nada impede que os roteiristas possam fazer o herói ir para a região por saber dos Pokémon Paradoxo, em um convite especial dos Professores Sada e Turo, por agora ser um treinador megarreconhecido; ou que seja convidado ao colégio da região, pelo Diretor Clavell, como forma de obter mais conhecimento – não seria a primeira vez, por sinal; pode ser o treinador bom em batalhas a ajudar o Arven, em suas missões; ou até, como muito já teorizado, um evento de campeões, que não necessariamente os que já vimos no Torneio de Mestres, por ser dito que em Paldea existem vários. Isso sem levar em conta que Ash pode perder o seu título; descobrir que a presidente da Liga Pokémon e maior dos campeões de Paldea, Geeta, é mais forte do que Leon e não participou do Campeonato da Coroação Mundial; encontrar um novo vilão que esteja derrotando todos os treinadores mais poderosos, etc. Ou seja, mesmo com o seu atual título, história não falta. Poderia puxar várias outras aqui, mas essa postagem está suficientemente grande.



Então, para mim, os únicos reais motivos que podem nos dar medo são os problemas sofridos pelo estúdio OLM e não ter nenhum vazamento da próxima série até então, seja ela nova ou, na realidade, uma continuação da Jornadas que já conhecemos. Isso tudo pode se explicar, talvez, por uma pausa para que possamos receber a próxima série, até a equipe se reestruturar e conseguirem desenvolver bem o que ainda está por vir. De qualquer forma, mesmo que de fato possamos estar presenciando o fim do anime, motivos para o ele continuar e Ash não sair das telinhas não faltam. Então, para os que estão torcendo pelo herói em Paldea, assim como eu, mantenham o positivismo!


Leiam Também:
Sobre Ersj
anos, Recife-PE, tem Pokémon como a sua franquia preferida desde os 7 anos. Sua mídia favorita é o anime, seguida dos jogos da saga principal e de Pokémon Go. Ama livros e séries, principalmente de fantasia; os filmes que mais assiste são animações, e “Imagine Dragons” é a banda pela qual tem maior apreço. Seu Pokémon predileto é o Pikachu e seu maior sonho é se tornar um escritor.
E-mail: ersj@pokemothim.net

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado após ser aprovado pela moderação.
Agradecemos a sua participação!

A Pokémothim com a sua cara!

Personalize do seu jeito!

Temas

Padrão

Fechar