A Teoria sobre os Guardiões de Alola

Tapu Koko, a divindade guardiã da ilha de Melemele, está dando o que falar!
Como já vimos, Alola é formada por quatro ilhas e, cada uma, tem um Pokémon guardião. O primeiro já foi revelado como o guardião de Melemele, sendo um Pokémon Electric/Fairy, com a habilidade de invocar um Electric Terrain quando entra em campo.

O que está deixando os fãs loucos de curiosidade é: quem são os demais guardiões de Alola?
Segura esse forninho, JOVANA, que a gente vai explicar tudo!

Tapu Koko é capaz de puxar os escudos juntos e esconder a sua parte superior do corpo para dentro, criando a impressão de um galo estilizado. Tapu significa sagrado em havaiano. E, ao contrário do que supomos, Kokō não significa sangue, mas sim, a onomatopeia havaiana do cacarejo das galinhas.


Um guardião revelado, restam três.

A cultura e a religião antigas do Havaí também tinham deuses que eram como chefes que habitavam em terras distantes ou nos céus e que visitaram as Ilhas periodicamente: Ku, Kane, Kanaloa e Lono eram aparentemente os mais poderosos desses.
Em cânticos e rituais antigos, dois filhos, Ku e Lono, juntamente com Kanaloa e Kane, tornaram-se os quatro principais deuses havaianos do sexo masculino.

, O Protetor
 foi o primeiro a chegar para as ilhas havaianas de Kawiki (Tahiti). Pode-se dizer que ele era a sentinela que abriu o caminho para os outros seguirem. Como resultado, ele também ficou conhecido como deus da guerra, por conta de sua tarefa de proteger o povo para que eles pudessem prosperar em sua nova pátria.
, o aspecto masculino da natureza, tinha o domínio sobre a terra e a agricultura e pesca, mas  também exigia sacrifícios humanos daqueles que o adoravam. Kū e Hina (sua esposa, o aspecto feminino da natureza) foram os primeiros deuses do povo havaiano. Eles eram os deuses que governaram os povos antigos antes de Kāne.
 é o senhor do Norte.



Kāne, O Doador da Vida
Kāne é o fornecedor de luz solar, água fresca e os ventos. O deus Kāne, o ancestral de todas as pessoas havaianas, ao sair do po ("escuridão" ou "o reino dos deuses") e criando o período de luz (ao).
Kāne veio de Kahiki (casa ancestral dos havaianos) com seu companheiro constante, Kanaloa, para a ilha de Maui. Porque Keawe fez Kāne o governante de fenômenos naturais, como a terra, pedras e água fresca, as pessoas adoravam Kāne em todas as suas muitas formas; diz-se que ele era adorado em setenta formas, em sua maioria, de alguma forma envolvido em pano tingido de amarelo, sua cor preferida.
Kāne é senhor do oeste.



Kanaloa, O Senhor do Antigo Oceano
Kanaloa é o governante dos oceanos e, consequentemente, o governante do Mana.
Kanaloa era o governante dos mortos e do submundo e, portanto, a antítese de Kāne; no entanto, os havaianos também adoraram-no como uma divindade de pesca e, como o deus do awa (bebida narcótica).
Normalmente é representado por um polvo ou lula.
Kanaloa é o senhor do Sul.








Lono, O deus da Fertilidade
Lono, como senhor do sol e da Sabedoria, fez a terra para crescer verde. Como um deus da medicina, tinha um interesse particular em massagem Pauka'a e plantas medicinais florescentes.
O povo havaiano que venerava Lono, o deus benevolente das nuvens, das colheitas, e da chuva, em um festival de colheita realizado anualmente a partir Outubro, até Fevereiro.
Lono é o deus da paz e em seus festivais são solicitados que não hajam guerras ou trabalho desnecessário no período.
Lono é senhor do leste.






Mas e qual sua relação com os guardiões de Alola?

Tapu Koko é visto golpeando alguns inúteis que não saíam da sua frente Spearows, no vídeo de sua apresentação. Ainda, no vídeo apresentado na E3, vimos que na ilha de Melemele é celebrado o seu festival com uma batalha, homenageando o seu guardião.
Isso pode indicar que Tapu Koko representa Kū, pois é celebrada uma batalha em seu festival e o Tapu Koko "sacrifica" os Spearows ao ser "invocado".




Arte: HD Cartoon

E por que sua tipagem é Electric/Fairy?
Por ser um tipo agressivo, o tipo elétrico pode representar a guerra, já que os trovões trazem destruição e energia. Contudo, e quanto ao seu tipo fada? Como Tapu significa sagrado, é possível que todos os guardiões sejam deste tipo e tenham o termo "tapu" em seu nome. Vale informar que Melemele significa amarelo em havaiano. Já prevendo os possíveis nomes das demais ilhas de Alola, segue uma lista de cores em havaiano, só por curiosidade:
azul = polū; verde = ʻōmaʻomaʻo; vermelho = ʻula;
preto = ʻeleʻele; branco = kea; cinza = lehu;
laranja = ‘aalani; e rosa = loke

Kāne, fornecedor da luz solar, água fresca e os ventos, pode ter o tipo Fire, Water e até mesmo Flying; portanto, vamos aos demais primeiro. Kanaloa, normalmente representado por polvo ou lula, sendo o governador dos oceanos, definitivamente ocupará o cargo do guardião de Água. Já Lono, o senhor do Sol e deus da fertilidade, pode ser o tipo Fogo ou Grama; sobrando para Kāne, Fogo ou Voador.

Lembrando os jogos originais da franquia: Yellow, Red, Green e Blue, podemos supor que as demais ilhas serão "polū", "ʻōmaʻomaʻo" e "ʻula"; bem como os tipos dos demais guardiões serão Water (Kanaloa), Grass (Lono) e Fire (Kāne), pois Melemele é amarelo e Tapu Koko (Kū) é elétrico.

Tapu Koko tem a habilidade de invocar um dos 3 movimentos "Terrain" (terrenos) introduzidos na sexta geração, sendo os demais: Misty Terrain (fairy) e Grassy Terrain (grass). Fairy podendo ser o tipo principal dos guardiões e Grass podendo ser o tipo de Lono, será que veremos novos ataques e habilidades que invoquem novos terrenos, como aquático e vulcânico? Ou quem sabe, os demais guardiões não ganhem Drizzle e Drought?


Mistério do Strange Souvenir resolvido?




E qual a importância dos guardiões?
Cada um com a sua simbologia, "protege" a sua ilha. Apesar de Tapu Koko não responder sempre os chamados de ajuda, este deve ser apenas a seu jeito de representar o deus da Guerra.

No site oficial dos novos jogos, informa que "Tapu Koko pode armazenar eletricidade, ao colocar-se em seus escudos em seus braços. E também parece entrar nesta forma durante outros momentos especiais..."

Observando a sua forma com os braços fechados, é possível ver sua semelhança com as cabeças Tikis, muito comuns na cultura havaiana. Sendo a cabeça de um galo, é possível que Tapu Koko e os demais guardiões das ilhas de Alola sejam importantes peças de um quebra-cabeças bem maior: ao se unirem em uma torre Totem, revelando seus poderes verdadeiros.
Talvez se unam em um único Pokémon, o terceiro lendário de Alola: o ultimate Tapu.



Ou apenas devam se unir para um "momento especial": A Convergência Harmônica.




Fiquem ligados para mais novidades e teorias originais, na Pokémothim!


Fontes:

Revisado MM
em 05/07/16
Comentários
Disqus

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado após ser aprovado pela moderação.
Agradecemos a sua participação!