Alquimia de Alola - Parte 3

Os jogos de Pokémon estão começando a ter uma narrativa mais aprofundada e super interessante. E, lógico, os jogos de Sun e Moon estão começando a mostrar cada vez mais sua história.

Veja a teoria na íntegra:




Por isso, hoje vamos teorizar sobre a ciência que possivelmente deu origem aos jogos da sétima geração: Alquimia. A teoria não é original da Pokémothim, contudo, a internet já está comentando dela há alguns dias, então vamos investigar tudo por trás da possível narrativa dos novos jogos. Essa é a última parte! Fontes no final do artigo.


Já falamos dos princípios da Alquimia e dos elementos na primeira parte, e de Azoth e toda a relação com Pokémon na segunda parte. O que mais resta? Os lendários, lógico!



Planetas e Astros
Na Alquimia também conta com os planetas e astros para as suas representações. O ouro é representado pelo Sol e a prata, pela Lua. Estes dois são os principais, que são representados pelos Pokémon Solgaleo e Lunala.



Seguindo a ordem, está Marte com a representação do ferro. Lembrando que já falamos algumas vezes sobre Marshadow. O cobre é o próximo, representando Vênus. Estanho representa Júpiter. Chumbo, como já falamos, representa Saturno e Mercúrio é representador de TCHARÃAAAAANNN mercúrio.

Tirando o Sol, a Lua, Marte e Saturno, restam três elementos que podem ser relacionados com outros 03 Pokémon: Vênus, Júpiter e Mercúrio. Será que teremos revelações nos próximos meses quanto a esses Pokémon? Quem sabe, Magearna pode representar Vênus e ser a contraparte de Marshadow. Lembrando que Gigareki é um dos nomes que foi registrado e ainda não foi liberado. Por sua tradução ser pedregulho, cascalho e/ou rio, pode ser que ele tenha alguma coisa relacionado com um desses planetas.

Segundo a alquimia, no ciclo do sol e da lua encontra-se uma batalha entre duas bestas, a da lua que é alada e a do sol que é terrestre e quase sempre representada por um leão. O Sol é representado com um leão verde o comendo, sendo assim, este é o motivo do Solgaleo ter sido inspirado em um leão. Já Lunala foi inspirada provavelmente no corvo, pois esta é uma das cinco aves da Alquimia, segundo Adam McLean.
O Leão Verde de 7 estrelas devorando o Sol e a Lua, safadinha, só de olho
As cinco aves são: Corvo, Cisne branco, Pavão, Pelicano e Fênix
Outras duas aves (das cinco) podem ser relacionadas também com Pokémon e Alquimia. Tratam-se do cisne branco e a fênix, pois, segundo McLean, o cisne lhe dá a experiência com o corpo etérico, relacionado à alma; já a fênix liberta o espírito dos limites da física, relacionado ao coração. Isso faz lembrar outros lendários, não é mesmo? O coração de ouro, Ho-oh, e a alma de prata, Lugia.




Harmonic Convergence
Falando em planetas e pensando em possíveis eventos que possam afetar o universo Pokémon, lembramos logo de alinhamento planetário.

Em 1987 houve um alinhamento planetário que ocorreu praticamente no mesmo tempo da Harmonic Convergence (convergência harmônica), portanto, foi assim como o evento ficou conhecido. Contudo, são dois eventos distintos: Em 16 e 17 de Agosto ocorreu um dos primeiros eventos de meditação globalmente sincronizadas do mundo, conhecida como Convergência Harmônica, para celebrar o fim dos ciclos dos nove infernos, de 52 anos cada, como ficou conhecido o período de 1519-1987; Já em 24 de Agosto, o Sol, a Lua e seis dos oito planetas se alinharam.

Os seguidores de Argüelles, o principal organizador do primeiro evento, acreditavam que os sinais indicam uma "grande mudança de energia" estava prestes a ocorrer, um ponto de troca no karma e dharma coletiva da Terra, e que esta energia era poderosa o suficiente para mudar a perspectiva global do homem de um de conflito para uma de cooperação.


E, como já falamos aqui, é esperado que um evento assim ocorra em Pokémon Sun e Moon: seja um Alinhamento Planetário ou apenas um Eclipse, que não deixa de ser um alinhamento. Contudo, é quase certo que a equipe vilã de Alola esteja planejando se aproveitar deste alinhamento e dos possíveis poderes que irão trazer. Ou, quem sabe, será o momento que os lendários poderão atingir força total? Ou até ficarem mais fracos?



E aí? O que vocês acham dessa teoria enorme??
Será que teremos uma nova forma de evolução que irá se aproveitar da energia de Azoth, mas que não seja absorvendo a energia natural e nem a do Pokémon, mas sim, a dos humanos, criando laços entre os Pokémon e os treinadores?
Será que Lugia e Ho-oh terão alguma relação com Alola? E Xerneas e Yveltal?

Cada vez que escrevemos uma teoria, mais e mais perguntas ficam na cabeça.
Cadê novembro que não chega pra tirar todas as nossas dúvidas??


Fiquem ligados em mais novidades e teorias originais, na Pokémothim!


Fontes principais: GameXplainTheOneIntegralEryizo e Casa do Smeargle.
em 18/06/16
Comentários
Disqus

5 comentários:

  1. Leonardo Salomão18/06/16 17:22

    Essa tal forma de evolução com a energia dos humanos seria algo como Ash e Greninja?

    ResponderExcluir
  2. João Barbosa18/06/16 20:08

    O texto de vocês acabou me fazendo ficar pensando se Magearna seria um homunculo, já que é uma forma de vida criada artificialmente.

    ResponderExcluir
  3. Verdade! Se a energia liberada pela Ultimate Weapon é o Azoth, o que permite a transmutação do Pokémon, o centro de Magearna, o Soul Heart pode ser a pedra filosofal, que permitiu a criação da vida artificial; assim como as Mega Stones permitiram a transmutação... Agora, esses cristais permitiram uma nova forma de evolução?

    ResponderExcluir
  4. Algo como Ash-Greninja, ou a Floette do AZ (Ethernal Floette)... Ou quem sabe, algo como Pokkén, com o aumento da sinergia em batalha... Bom, fizemos um artigo sobre isso aqui!

    ResponderExcluir
  5. http://www.pokemothim.net/2016/04/novo-metodo-de-evolucao-em-sun-moon.html?m=1

    ResponderExcluir

Seu comentário será publicado após ser aprovado pela moderação.
Agradecemos a sua participação!