logo

Pokémothim

Pocket Monsters: Captura de Lendários e Míticos!



Olá, Thunders!

Para a análise do nono episódio, nada mais justo do que trazer uma discussão sobre os Lendários e Míticos, principalmente por três já terem feito aparições nesses primeiros episódios. Para isso, serão consideradas as visões do Ash e do Go, o que traz mais reflexões a serem debatidas.


RESUMO

Por encontrar relatos do Ho-Oh na Cidade de Ecruteak, em Johto, Go decide ir até lá para capturar o Lendário, e Ash compartilha da animação por revelar ter vontade de batalhar com o Pokémon, juntando-se ao amigo na viagem até a região. Assim que chegam lá, correm para a Torre do Sino, mas no caminho Go captura um Sentret e Pikachu avista Ho-oh, de modo a fazer os garotos o perseguirem e acertarem um Choque do Trovão, que, para o estranhamento deles, derrota o pássaro.

Ao chegarem ao local aonde ele caiu, percebem que se trata de um Fearow com um Cyndaquil fantasiados. Os treinadores de Kanto recebem reclamações do dono dos Pokémon, Kurio, e percebem que os avistamentos eram falsos. O avô do garoto surge e descobre a mentira, apontando-a como algo frequente, além de dizer que Ho-Oh não existe. Porém, Ash discorda por dizer tê-lo visto no dia em que decidiu se tornar um Mestre Pokémon. Ainda assim, o idoso diz ter sido impressão e se retira.

Enquanto esperam a chuva passar, Kurio conta que o seu avô costumava acreditar no Ho-Oh, por quase o ter visto por trás das nuvens quando jovem, mas chegou a conseguir uma das penas que concedem felicidade. Porém, depois de muitas viagens e procuras, ele perdeu a crença no Lendário e jogou a pena fora, o que entristeceu o seu neto e o fez querer arrumar uma forma de animá-lo novamente.

Mesmo que o idoso tenha tentando muitas vezes, Go sugere que subam até o última andar da Torre do Sino e balancem a pena. Assim que entram e veem um quadro do Ho-Oh, o treinador de Vermilion percebe que o Lendário é sempre retratado perto de um arco-íris, o que deve ser a chave para vê-lo. Por isso, ao descobrir que há chances de um surgir em breve, Kurio vai atrás do seu avô e leva ele e o seu Hoothoot até o local, mostrando ter guardado a pena e o convencendo a subir até o final da torre, mesmo que tenha certeza de que não dará certo.

Na subida, o quarteto de treinadores é pego por quatro diferentes ilusões que os botam em risco, mas o ataque Previsão do Hoothoot velhinho é usado para fazê-los escapar, e Go aproveita para capturá-los. Depois disso, continuam a subida, sempre com o Kurio esperançoso e se preocupando muito com o seu avô, além de trabalharem em grupo. No topo, o garoto de Ecruteak chama pelo Lendário e balança a pena, o que faz um arco-íris surgir, de modo a aumentar os chamados dos jovens ali presentes.

Um forte vento faz a pena voar da mão de Kurio, mas seu avô a segura e agradece por ele ter o feito acreditar novamente, então, também começa a chamar pelo Lendário. Porém, sem resposta, o idoso diz que podem parar por hoje, mas continuarão a busca nos próximos dias, o que faz a pena brilhar. Em seguida, decidem ir todos comer na casa deles. Assim que os garotos dão as costas, Ho-Oh surge para o mais velho e realiza o seu sonho, mas as crianças não o conseguem ver.

De volta ao laboratório Sakuragi, Ash e Go contam sobre tudo daquela viagem para o professor e relembra os seus sonhos, deixando claro que continuarão os seguindo e eles irão se realizar.


DEBATE

É interessante puxar brevemente a reflexão sobre qual a relação que o Ash tem com o Ho-Oh. Deve-se lembrar que, logo no primeiro episódio, assim que o protagonista quase se sacrificou para salvar Pikachu, ele avistou a ave ao lado do seu primeiro Pokémon e decidiu que se tornaria o tão almejado Mestre Pokémon que continua a querer ser até hoje. Sendo assim, o Lendário funciona como um símbolo do sonho do herói, de que ele tem um forte desejo e continua a segui-lo para realizá-lo, assim como um alguém que tem a pena dele ganha sorte para realizar os seus objetivos.

Porém, além de marcar o início do sonho do garoto, ser avistado no primeiro dia de da sua jornada como treinador e ainda ser o primeiro Lendário conhecido por ele; nesse episódio, Ash revelou querer batalhar contra o Ho-Oh. Duas coisas podem ter lavado para isso: o filme 20, o qual aprofunda a relação entre o protagonista e o Lendário e mostra um desejo de batalha, ou seja, seria a forma de isso também acontecer com o Ash da realidade do anime, visto que a sua relação com a ave é mais simbólica do que um contato físico; e fazer a contraparte do Go. Por ele querer pegar todos os Pokémon, já que estão focando muito no fato de o herói gostar de batalhas, podem querer fazer com que o garoto de Pallet queira enfrentar todos os Míticos e Lendários a serem capturados pelo amigo.

No que diz respeito às capturas desses Lendários e Míticos por parte do Go, isso traz alguns questionamentos. Diferente do Ash, o garoto não gosta muito de batalhas, por isso ter esses Pokémon considerados raros pode ser visto como algo normal, já que nem os usaria em confrontos. Errado! De fato, o protagonista de Vermilion não é tão fã de combates, mas ele não ficará a vida toda capturando os Pokémon. Chegará uma hora em que ele terá todos, exceto se mudar de sonho, e, caso consiga esses monstrinhos raros, será excessivamente forte, talvez comparando-se apenas ao Tobias.

Isso se torna ainda mais problemático se analisarmos a inexperiência do Go, que acabou de iniciar a sua jornada. Um garoto que acaba de começar a se aventurar pelo Mundo Pokémon já capturar todos os mais raros existentes nele soa muito forçado. Isso sem contar que, ao longo de todo anime, foram mostrados vários poderosos treinadores, sobretudo malignos, que faziam planos mirabolantes e mesmo assim não conseguiam capturar os Lendários e Míticos. Ou seja, fazer o novo protagonista conseguir, principalmente se for apenas jogando Pokébola, seria mais uma vez desconsiderar uma imagem construída no anime por mais de 20 anos.

Porém, o mais provável é que esses Pokémon, por serem mais fortes e raros, surjam em reides, até por a mecânica ter sido apresentada na atual série. Nesse contexto, pelo que foi dado a entender do esquema "Ash batalha, Go captura", o outro protagonista pode ter um papel importante para garantir o sucesso do amigo, mas esse é outro ponto que não tem agradado aos fãs, já que tira o mérito do próprio Go. Sobre isso, o ideal é não estabelecer como certeza que será dessa forma, pelo menos até que um primeiro Lendário ou Mítico seja capturado.

Ainda há a reflexão acerca das ideologias do Ash. Desde os seus primeiros contatos com os Lendários e Míticos, o garoto nunca tenta capturá-los e até chega a impedir quem quer fazer isso, muitas vezes defendendo que aqueles Pokémon precisam ser livres por um bem maior, seja ele especificado como um grande papel na natureza, ou simplesmente por serem raros e os poucos que existem merecerem a liberdade. A questão é que em todas as vezes que o Go citou querer o Mew, ou até nesse episódio quando foi falado em capturar Ho-Oh, não houve nenhuma reação negativa por parte do outro garoto. Será que a amizade cria uma exceção para todo esse senso de justiça? É o que tem sido mostrado.

"Ah, mas o Ash capturou um Melmetal e um Naganadel". Deve-se lembrar que Poipole foi uma captura para estudos, basicamente. A intenção sempre foi que fosse temporário, tanto que a Ultra Criatura partiu posteriormente. Além de que uns consideram e outros não esse grupo Pokémon como Lendários, apesar de oficialmente tudo indiciar que são. Já Meltan é um Mítico sem um grande papel da natureza, sobretudo por ter sido introduzido pelo Pokémon Go, então, dar ele ao protagonista foi uma maneira inteligente que acharam de o presentear com um Pokémon raro sem fugir das ideologias apresentadas pelo herói.

Mas, independente de qualquer coisa, o mais provável é que Go consiga capturar Lendários e Míticos. O maior sonho do garoto é ter Mew, o que já nos leva a crer que uma hora chegará a tê-lo, ou, pelo menos, fará amizade e um grande vínculo com ele. Seria até fantástico os roteiristas fazerem o próprio Go desistir de pegá-lo por ver que o seu lugar é na natureza, mas ainda se encontrassem com frequência.

Acredito que o ideal seria que, já que a ideia é que Go pegue Lendários e Míticos, que não sejam todos e que possuam um papel mais reduzido no próprio mundo onde vivem. Alguns exemplos que encaixam bem são: Kubfu, até porque nos jogos ele é dado ao treinador, o que leva a crer que, se não o Go, Ash o terá; Zarude, pois é dito existirem muitos; além de Type: Null e Silvally; Heatran; Latias e Latios, Ultra Criaturas, entre outros. No meio disso, ainda surge a possibilidade de Ash também capturar algum, até porque, caso não, poderia haver a impressão de que o amigo é mais poderoso do que ele, algo ruim por ele ser quem tem o objetivo de se fortificar para as batalhas.


CONCLUSÃO

O Go quer capturar Lendários e Míticos, mas, se isso for para acontecer, é mais interessante que não seja de forma forçada, por ele ainda ser iniciante, e deem a ele alguns dos menos importantes e poderosos, para que não fique excessivamente forte. Isso traz a chance de o Ash também capturar algum, até porque ele não tem mais dito que isso é errado como costumava fazer, ou que o novo protagonista desista de ter tais Pokémon em algum determinado momento, podendo ficar como uma lição, apesar de essa alternativa ser bem mais difícil.

Provavelmente, o encontro com esses Pokémon será feito por meio de reides, e espera-se que  Go tenha uma participação mais marcante do que caber ao Ash o dever de derrotá-lo para que depois somente capture. Por isso, acho que é legal a ideia de trazerem os Lendários e Míticos para o novo personagem, mas deve ocorrer da forma mais natural possível, lembrando-se que existe uma visão antes mostrada desses monstrinhos como poderosos, difíceis de se capturar, importantes para a natureza e necessitados de liberdade.

Por fim, vale destacar a questão do Ash, que pode querer enfrentar mais Lendários além do Ho-Oh, o que condiz muito com o desejo de captura por parte do Go. Agora, esperaremos ansiosos para ver como isso será feito!


Leia Também:

Sobre Ersj
19 anos, Recife-PE, tem Pokémon como a sua franquia preferida desde os 7 anos. Sua mídia favorita é o anime, seguida dos jogos da saga principal e de Pokémon Go. Ama livros e séries, principalmente de fantasia; os filmes que mais assiste são animações, e “Imagine Dragons” é a banda pela qual tem maior apreço. Seu Pokémon predileto é o Pikachu e seu maior sonho é se tornar um escritor.
E-mail: ersj@pokemothim.net

11 comentários:

  1. isaiasalmeida18oficial20/04/2020 21:40

    amei https://media3.giphy.com/media/w5FSoU86sXRFm/giphy.gif

    ResponderExcluir
  2. Gostei disso. E creio que o Go ira mudar o seu sonho, mas continuará em busca de conhecer todos os lendários (Quem sabe virar um pesquisador para o final dele na série)

    ResponderExcluir
  3. Se amando está desse jeito, imagina se não tivesse gostado. KKKKKKK
    Brincadeiras à parte, obrigado por comentar!!

    ResponderExcluir
  4. Obrigado por mais um comentário!!
    Eu estava pensando ou nisso, ou em ele se tornar um Professor Pokémon. Seria muito bom também, até porque o único amigo do Ash com esse sonho foi o Sérgio do universo paralelo. Mas, vamos esperar pelo menos uma segunda temporada dessa série para entender melhor que rumo querem dar a esse personagem.

    ResponderExcluir
  5. Johnny Edwin Da Cunha Cruz21/04/2020 23:00

    O Go não teve o dragonite, nem o gengar e muito menos o riolu. Duvido que ele capture algum mítico ou lendário. O único que terá um lendário será o Ash, que será o kubfu.

    ResponderExcluir
  6. Master Eusine22/04/2020 00:07

    Esse ponto dos lendários e míticos é difícil de saber mas é fato que aquela batalha raid proposta pela equipe rocket contra o falso Lugia e aquela do primeiro episódio deixa isso como possibilidade para o futuro; o anime de pokemon deixou a Lillie com uma Magearna shine! Tudo é possível a partir de agora, Lillie não fez nenhuma captura e conseguiu um mítico de presente, creio que não foram por acaso as aparições e capturas de míticos na saga Sun and Moon foram mais para o final essa nova saga é imprevisível. No final da liga Alola Kukui iria usar o sexto pokemon mas foi impedido por Tapu koko, antes dessa batalha Kukui usou um Z-move elétrico com Naganadel, seria o sexto pokemon um elétrico? Se for imaginei que seria um Boltund mas no pôster do novo anime aparece um Zeraora e esse Pokemon não apareceu até agora, o final da saga anterior deixou muitas pontas soltas. Com essa pausa indeterminada no anime não da para saber o desfecho do primeiro arco uma pena mas é uma questão séria de saúde.

    ResponderExcluir
  7. Sim! Eu não pude citar isso do Lugia por estar seguindo a cronologia dos capítulos, e, até esse que analisei, essa cena ainda não tinha acontecido. Mas, pode ser um grande indicativo mesmo.
    O caso da Lillie eu julgo ser diferente justamente porque ela ganhou. Não acho que o Go conseguiria Lendários e Míticos ganhando eles, até porque talvez ainda ficasse forçado. Ele ganhar um poderia ficar bom, mas ficar ganhando todos ficaria estranho, sabe? Da mesma forma que sai capturando todos também fica estranho.Se ele fosse mais experiente, talvez essa impressão pudesse mudar.
    E a teoria do Zeraora é muito interessante, mas não sei se eles mostrarão o último do Kukui. Bem, seria uma oportunidade incrível essa nova série para trazer um Zeraora nessa realidade e ainda mostrar o último Pokémon dele. Enfim, agora é esperar para ver. kkk E tem razão, é bem triste o adiamento, mas envolve saúde, então, é mais do que compreensível. :)

    ResponderExcluir
  8. Eu acho que ele não repetirá os Pokémon do Ash, mas ainda tenho dúvida quantos ao Lendários e Míticos.
    Obrigado por comentar!

    ResponderExcluir
  9. Master Eusine22/04/2020 21:04

    De nada! Você pretende fazer uma análise das séries passadas de eventos específicos quando finalizar as do novo anime? Essa saga foi uma grata surpresa no momento em que foi feito a pausa deixou muitas coisas em aberto, espero que no retorno façam aquelas exibições dupla de episódios a anos não tem.

    ResponderExcluir
  10. Johnny Edwin Da Cunha Cruz22/04/2020 21:30

    Acho que você se esqueceu o que o Kukui falou por Ash, durante a luta contra um dos guzzlords. Ele disse que não tinha nenhum pokémon com ataques elétricos, ou seja, ele não tem nenhum pokémon elétrico.

    ResponderExcluir
  11. Sim! O ruim é que estou aproveitando o tempo livre da quarentena para fazer essas análises. Depois disso, será muito difícil fazer dois posts por semana como tenho feito, além de extras quando saem notícias sobre o anime. Mas, se conseguir arrumar um tempo, tenho pensado em, assim que alcançar o atual episódio e ficar analisando só um por semana, começa a usar o outro dia para analisar desde o ep um do anime como um todo. É uma ideia meio nova, ainda nem conversei com os meus colegas da equipe, mas tenho pensado sobre. Porém, eu iria atrás de todo o conteúdo legendado, para trazer uma análise mais fiel ao anime em si, já que na dublagem eles costumam modificar algumas coisas, por exemplo o caso do Pidgeot e em Alola que fizeram o Brock dizer que ele, Misty e Ash se conhecem "há anos", sendo que no original foi dito que se conheciam "há muito tempo". E isso gerou muita polêmica por conta da idade do Ash, sendo que originalmente tudo continua normal. kkk
    Enfim, é uma ideia a ser pensada, mas seria um prazer analisar as outras séries! :)
    Tenho torcido para que sejam dois episódios por semana, mas como outros animes também vão parar, não sei se isso será possível.

    ResponderExcluir

Seu comentário será publicado após ser aprovado pela moderação.
Agradecemos a sua participação!

A Pokémothim com a sua cara!

Personalize do seu jeito!

Temas

Padrão

Fechar