logo

Pokémothim

Pocket Monsters: Motivo da Nova Mecânica da Equipe Rocket!


Olá, Thunders!

Aproveitando que julguei não haver nenhum tema muito complexo no episódio oito e a ausência de destaque da Equipe Rocket na análise do episódio em que ela estreou no novo anime, é pertinente, por também terem participação nesse, discutir sobre a nova mecânica deles e o provável motivo por trás dela.

RESUMO

No porto de Vermilion, os protagonistas observam um amontoado de Tentacool. Ash brinca com um deles, enquanto Go captura outro. Porém, algo nada velozmente na direção deles, um Piplup que sai exausto de dentro da água.

O Pokémon inicial é levado ao Laboratório Sakuragi, onde come e treina o seu nado em uma banheira, antes de o professor receber uma ligação de vídeo da sua dona, Misaki, a qual explica que seu Piplup fugiu da cidade Snowpoint, em Sinnoh. Assim, Ash e Go se oferecem para levá-lo de volta, apesar de o pinguim não demonstrar muita animação.

No navio, os garotos descobrem sobre A Corrida de Curvas de Gelo, enquanto são seguidos sigilosamente pela Equipe Rocket, por meio do clássico submarino em forma de Magikarp. Ao chegarem ao porto, Go captura um Mantyke e Ash encontra Misaki, mas notam que Piplup está chateado com ela. Em seguida, um Croagunk surge e se afaga na mulher, que o apresenta como um Pokémon dela, mas ele entra em conflito com o inicial de Água ciumento.

Quando questionada sobre o motivo que fez Piplup fugir, Misaki conta que se conheceram há um ano, quando ela deixou seus óculos caírem no mar e ele os pegou. Depois disso, ainda venceram juntos a Corrida de Curvas de Gelo. Tudo começou a mudar quando voltou a derrubar os óculos na água e foi ajudada pelo Croagunk, há um mês. Passaram a viver os três juntos, mas os Pokémon competiam muito, até que o Venenoso/Lutador mostrou nadar mais rápido que o de Água e recebeu elogios da sua dona, fazendo-o ir embora aos prantos.

Piplup inscreve ele e Croagunk na Corrida de Curvas de Gelo, para que descubram quem é realmente o mais rápido. Sob a espionagem da Equipe Rocket, Ash e Go decidem também participar, respectivamente com Pikachu e Mantyke, e seguem para o local da prova, no qual é explicado que os adversários precisam nadar entre os icebergs e alcançar à linha de chegada. Sobre o percurso, é iluminado por vários Chinchou, e os treinadores os observam de um navio, de onde podem torcer. Com o sinal de um Octillery, a competição começa.

Um Empoleon inicia com a vantagem, seguido de Piplup e de Croagunk. Mas, por estar sendo empurrado pela correnteza, Pikachu não consegue prosseguir. Mantyke nada até o roedor e o permite continuar em sua costas, para a admiração do Ash, e começam a brincar em meio ao desafio. No meio da prova, quando dão a volta no iceberg marcado para retornarem ao ponto inicial, ambos os Pokémon de Misaki disputam a primeira colocação, mas os demais são surpreendidos pelo Magikarp robótico.

Após recitar o seu lema, a Equipe Rocket joga uma rede para pegar todos os Pokémon da corrida aquática. Porém, por estarem brincando, Martyke e Pikachu estão distantes, igualmente a Croagunk e Piplup que nadam rápido demais e continuam o percurso sem serem pegos. Rapidamente, o roedor corta as cordas com uma Cauda de Ferro, o que faz os antagonistas recorrerem à máquina de bolinhas.

Pelipper lança a máquina na direção deles, de onde os vilões tiram um Machamp e um Beartic, responsáveis por atacarem os Pokémon da prova. Mantyke e Pikachu se unem para esquivar dos ataques e atingirem o Pokémon Lutador, de modo a fazer os seus treinadores comemorarem e irritarem a Equipe Rocket. Por isso, o urso do tipo Gelo recebe ordens para atacar o navio, o que deixa Misaki a ponto de cair e derruba os seus óculos na água. Então, Croagunk e Piplup retornam para salvá-la, soltando um bote para que caia dentro.

Com Misaki segura, Scorbunny derruba Beartic do navio e Pikachu faz a Equipe Rocket decolar através do Choque do Trovão. Depois disso, é anunciado que a corrida foi cancelada, mas os heróis se contentam em ver que Croagunk e Piplup se entenderam. Quando os protagonistas se despedem e voltam a Kanto, os óculos da treinadora voam em direção ao mar, dessa vez sendo pegos por um Psyduck, deixando os recém-amigos com o novo rival.


DEBATE

Um ponto legal nesse episódio foi os roteiristas fazerem a Equipe Rocket usar o clássico e antigamente muito frequente Magikarp-submarino. Era muito comum nas primeiras séries do anime, sobretudo na época das Ilhas Laranja, mas, com o tempo, foi se tornando mais rara a utilização desse meio de locomoção deles. Pode até não ter trazido nada de inovador ou muito relevante, mas é sempre bom um agrado nostálgico.

Ao que tudo indica, Jessie e James não farão capturas nessa nova série, ou melhor, não para que fiquem com eles, mas isso será algo discutido depois. Primeiro, é preciso explicar como funciona a nova mecânica da Equipe Rocket, que é até bem simples: sempre que precisam batalhar, chamam o Pelipper; o pássaro é responsável por guardar e levar até eles a máquina de bolinhas, a qual armazena alguns Pokémon selecionados por Giovanni; por meio da moeda na cabeça do Meowth, os vilões conseguem pegar monstrinhos fortes e aleatórios, de modo que os use contra os treinadores que enfrentarem; por fim, por não serem seus, não continuam com os Pokémon dados a si.

Não dá para ter certeza se essa será uma mecânica que permanecerá até o final, mas tudo indica que sim. Agora, será possível ver uma grande variedade de Pokémon nas mãos de Jessie e James, o que é muito positivo pelo efeito surpresa e as possibilidades distintas de batalhas que poderão fazer. Por outro lado, isso tira um dos pontos que mais gostam nos personagens, que é a sua conexão com os Pokémon. Infelizmente, por ser um uso temporário, não estabelecem qualquer laço, o que deixa a trama deles mais rasa, em questão de parceiros e sentimentalismo.

A respeito das capturas, pelo que parece, qualquer uma que seja feita será encaminhada diretamente para o quartel general, novamente indicando que não haverá os costumeiros laços entre a Equipe Rocket e os seus Pokémon. Mas, por que eles não poderiam capturar e ficar com eles? Poder, eles podem, mas não faria muito sentido. A máquina de bolinhas serve justamente por eles não terem monstrinhos (com exceção de Meowth e Wobbuffet, que mais são tratados como membros humanos do grupo), então, se eles capturassem alguns, ou deixariam de usá-la e a nova mecânica seria temporária, ou nem usariam os Pokémon que ficariam com eles, o que tornaria sem sentido terem os capturado, então.

Muitos se animaram com a ideia de, por um acaso, alguns dos Pokémon que a equipe deixou no quartel general retornarem, por meio da máquina de bolhinhas, até porque seria um ótimo presente para os fãs e para os próprios personagens. Se Jessie e James reencontrassem alguns dos seus Pokémon, provavelmente não ficariam com eles, pelos motivos já explicados. Fazê-los os reencontrar e os deixarem ir novamente embora poderia soar muito frio. Porém, eles mesmos decidiram deixá-los com o Giovanni, então, pensando por outro lado, seria possível e interessante se os roteiristas optassem por isso.

Uma dúvida relevante é sobre os motivos para essa nova mecânica. Por se tratar de um anime com uma temática de trabalhar as oito regiões até então existentes e os Pokémon presentes nela, é plausível que a Equipe Rocket ajude nessa representação usando um variedade boa de Pokémon. Sempre que utilizam algum monstrinho, é dada alguma descrição sobre ele e uma imagem de destaque, o que contribui muito para a proposta da série atual.

Por outro lado, o papel da Equipe Rocket apresentando Pokémon pode indicar duas diferentes coisas para o personagem Go: que isso está sendo feito para que ele não precise aprofundar muito nas descrições e características de alguns monstrinhos, pois já teriam sido exibidos pelos vilões, e continue com capturas seguidas e rápidas; ou que o garoto não concluirá o seu sonho até o fim dessa série, por isso cabe à Jessie e ao James apresentarem Pokémon que não serão pegos pelo treinador iniciante.

Sobre a segunda alternativa, ainda não se faz ideia do destino do Go. Muitos acreditam que ele está sendo preparado para substituir completamente o Ash depois dessa série, outros acham que ele realizará o seu sonho até o fim da atual saga e existe a possibilidade de, assim como quase todos os outros protagonistas, o personagem não chegar a concluir o seu sonho e continuar a investir nele. Não que seja certeza que o Go não pegará todos, mas faz sentido que ele não consiga até os últimos episódios do atual "Pocket Monsters", o que explicaria a Equipe Rocket estar apresentando com detalhes esses outros Pokémon.


CONCLUSÃO

Seguindo a ideia de retratar as oito existentes gerações na atual série, a nova mecânica da Equipe Rocket serve para apresentar diferentes Pokémon e dar foco a eles, mesmo que não por muito tempo, seja para complementar as capturas do Go que nem sempre destacam muito alguns, seja para suprir o possível fato de ele não ter todos os monstrinhos até o fim da sua participação nessa fase do anime.

Isso permite que o público veja diversos e poderosos Pokémon ao lado da equipe, porque, segundo eles, Giovanni quem seleciona os que ficam na máquina de bolinhas. Além de trazer a possibilidade de alguns dos seus antigos companheiros serem resgatados involuntariamente, o que geraria cenas emotivas e nostálgicas. Por outro lado, as chances de fazerem novas capturas que fiquem com eles são quase nulas e os vilões não se conectam aos que usam temporariamente.


Leia Também:
Sobre Ersj
19 anos, Recife-PE, tem Pokémon como a sua franquia preferida desde os 7 anos. Sua mídia favorita é o anime, seguida dos jogos da saga principal e de Pokémon Go. Ama livros e séries, principalmente de fantasia; os filmes que mais assiste são animações, e “Imagine Dragons” é a banda pela qual tem maior apreço. Seu Pokémon predileto é o Pikachu e seu maior sonho é se tornar um escritor.
E-mail: ersj@pokemothim.net

2 comentários:

  1. Muito bom rever o inesquecível "Magikarp-submarino"
    A primeira vista essa nova mecânica foi algo que me surpreendeu positivamente, mas depois de ler sua analise me fez perceber o lado ruim disso, não terá Jessie ou James tendo vinculo com algum Pokemon..

    ResponderExcluir
  2. Pois é!
    Infelizmente, há esse lado negativo. Mas, pensemos pelo positivo e nas boas possibilidades de Pokémon aparecendo com eles. É melhor do que se lamentar. ^-^
    Obrigado por comentar!!

    ResponderExcluir

Seu comentário será publicado após ser aprovado pela moderação.
Agradecemos a sua participação!

A Pokémothim com a sua cara!

Personalize do seu jeito!

Temas

Padrão

Fechar