logo

Pokémothim

Pocket Monsters: Os Sonhos de Ash e Goh!


Olá, Thunders!

O vigésimo episódio resolveu destacar mais uma vez os sonhos dos protagonistas, porém, deixando mais claro o pensamento de Goh a respeito do seu próprio. Afinal, como se tornar um Mestre Pokémon? E capturar todos os Pokémon serve somente para um dia ter o Mew? Veremos!


RESUMO

Por não acordarem nem com o despertador do Rotom Phone, Koharu é obrigada a fazer Ash e Goh se levantarem para o evento de Orientação Pokémon, pois serão guias de algumas crianças mais novas. Depois de se apresentarem, o Professor Sakuragi fala um pouco sobre os Pokémon e diz que o objetivo de hoje é que os conheçam mais e se animem para, quando crescerem, terem a sua jornada ao lado deles. As seis crianças irão se dividir em três grupos com trajetos diferentes, sendo o ponto final o Porto de Vermilion, onde será vista a equipe vencedora com base em qual viu mais Pokémon distintos.

Ash, Goh e Sakuragi se dividem, seguindo os seus respetivos caminhos e representando, na ordem, as equipes azul, vermelha e amarela, mas com Koharu fazendo companhia na segunda. A equipe do garoto de Pallet encontra inicialmente um Persian e alguns Meowth, seguindo-os até chegar a um local onde esses Pokémon confrontam três Rattata e um Raticate. O protagonista mostra detalhes sobre todos para as crianças pelo Rotom Phone, mas a batalha é parada por um Growlith e pela Policial Jenny, a qual repreende Ash por deixar as crianças tão próximas de um combate, mas ele se desculpa e pede que alisem o Pokémon do tipo Fogo. Enquanto isso, a Equipe Rocket decide sequestrar Pikachu e outros Pokémon envolvidos na orientação.

Ao mesmo tempo, vendo as crianças, Goh se lembra da excursão que ele e Koharu fizeram com o Professor Carvalho durante a "infância", o que faz sua amiga destacar que ainda são crianças. Contrariado, o garoto diz que ele é treinador e essa divisão de idade não existe entre eles, tanto que Ash batalha contra adultos. A garota continua, afirmando que ele não batalha, mas é dito que é por só fazer isso quando realmente é necessário para uma captura. Em seguida, Goh pega um Pidgey, Nidoran Macho, Nidoran Fêmea, Oddish e Poliwag, mostrando seus dados para os mais novos logo em seguida. Somente um Farfetch's não é capturado por rebater a Pokébola, e Koharu entra em desespero por os Pokémon gostarem dela.

Enquanto a equipe do Ash vê um grupo de Pidgeotto e Pidgeot, ele é convidado para uma batalha do Campeonato Mundial Pokémon contra o treinador Seiya, de Goldenrod. As crianças dizem querer ver o confronto, por isso o protagonista se sente livre para aceitar. O Drone Rotom define que o desafio será de 1x1 e explica as regras, pouco antes de Meganium e Pikachu serem escolhidos. Mesmo com a desvantagem, o garoto de Pallet se mantém confiante.

Meganium inicia com Folha Navalha, mas o ataque é parado por uma Teia Elétrica. Pikachu desvia de uma sequência do movimento Pancada Corporal e acerta o adversário com a Cauda de Ferro, apesar de ser pego por outra Folha Navalha, revidando e atingindo o oponente com o Choque do Trovão. O roedor Elétrico tenta acertar o Ataque Rápido antes de receber um Raio Solar, mas não é veloz o suficiente. Surpreso por seu Pokémon ainda não ter se saído vitorioso nem com o seu mais forte ataque, Seiya pede que use mais uma vez a Pancada Corporal, mas Ash estrategicamente pede que Pikachu utilize o impulso de Meganium e o lance para traz com a Cauda de Ferro, dando a ele a sua vitória e uma despedida amigável do outro treinador.

As duas crianças mais novas que acompanham Ash dizem que a batalha foi muito legal, mas ele agradece e diz que é bem mais do que apenas legal, pois assim é possível conhecer melhor os Pokémon e se aproximar deles, por isso batalha. Nesse momento, a classificação dele é atualizada, percebendo que, agora, está na posição 1512. Por mais dúvidas serem levantadas pelos pequenos, o protagonista explica sobre o Campeonato Mundial Pokémon e revela ser Leon o campeão, dizendo que o derrotará para ser o mais forte, o que o deixará mais perto de ser um Mestre Pokémon.

Próximo dali, Goh captura Grimer e Ekans, justificando para as crianças que é por meio das capturas que ele conhece os Pokémon e consegue um conhecimento aprofundado sobre eles. Assim, mostra no Rotom Phone os que já pegou e conta que capturará todos, até que possa alcançar Mew, complementando que o futuro está em suas mãos. Nesse momento, Farfetch'd volta a aparecer, mas novamente rebate a Pokébola lançada em sua direção.

Por ligação, Kikuna e Renji avisam ao Professor Sakuragi, o qual já está no porto, que as duas outras equipes estão chegando. Quando todos se juntam, a Equipe Rocket disfarçada avisa sobre a aparição de Lugia e propõe uma Batalha de Reide, o que leva Pikachu, Raboot e Yamper a se posicionarem. Porém, os vilões prendem o trio em uma jaula e se revelam, além de Lugia na verdade ser um balão que suspende a gaiola e os leva para longe. Para a surpresa de todos, o verdadeiro Lendário surge, explode o balão e ameniza a queda dos que caíram dele.

A Equipe Rocket, então, usa a máquina de bolinhas de onde saem Skarmory e Crobat. Contra o ataque Cortador de Ar dos dois, Raboot usa o Brasas e Pikachu o Choque do Trovão, mas não os alcançam por estarem muito distantes no céu. O inicial evoluído repete o ataque, que é impulsionado por uma Cauda de Ferro do roedor, e, assim, faz os vilões decolarem.

Ao fim da tarde, a equipe amarela é anunciada como a vencedora. Mesmo perdendo, as outras crianças se animam e dizem pretender serem iguais ao Ash e Goh quando crescerem, por isso é dito que poderão fazer isso quando tiverem 10 anos. Farfetch'd novamente aparece e, dessa vez, é capturado. Enquanto comemoram, Lugia se revela como Mew, que apenas havia se transformado no Lendário temporariamente.


DEBATE

Claramente, esse episódio serviu para, mais uma vez, destacar os sonhos dos protagonistas e evidenciar as suas diferenças como algo não negativo, ao contrário, formas diferentes de viver no mundo Pokémon. A Koharu, apesar de ainda não ter decidido o seu rumo, ficou bastante atenta e pareceu absorver muitas das coisas que Goh dizia aos mais jovens, sobretudo no final, quando os dois garotos principais disseram que os mais novos poderiam seguir seus sonhos ao atingirem 10 anos, o que a deixou pensativa, provavelmente por ter essa idade e ainda não ter se decidido. Além disso, vale destacar que, mesmo quando foram os dois garotos a falarem, a personagem sempre parecia mais ligada ao Goh, e Yamper se mostrou, mais uma vez, animado para batalhar.

Sabe-se que a Koharu e o Goh são amigos desde mais jovens, sendo ela a primeira garota "protagonista" que tem uma ligação maior com o outro garoto além do Ash, isso sem considerar o Sota, que também vê o Goh como uma inspiração, semelhante ao que houve com o Max e a Bonnie, que disseram querer ser tão fortes quanto o garoto de Pallet. Ash até parece tentar se aproximar da Koharu, mas ela nunca o dá espaço, inclusive, ele parece fazer mais questão da companhia dela do que o próprio amigo, mas isso por Goh conhecer bem o jeito dela e saber que insistir não adianta, pois é da sua personalidade. Será que um dia a garota irá querer ser mais amiga do herói?

Sobre o que realmente interessa: os sonhos. Tratando-se do Ash, há anos é mostrado o seu amor por batalhas, mas isso pareceu se tornar ainda mais intenso na atual série. Esse episódio em específico trouxe a explicação sobre o porquê de ele gostar tanto delas, pois, além de ser uma atividade que o diverte, também o permite conhecer mais os Pokémon e se aproximar deles, criar uma conexão. Porém, é dito que o atual objetivo dele, derrotar Leon e se tornar o mais forte treinador do mundo, não o fará ainda ser o almejado Mestre Pokémon, apenas será um passo para isso. Ninguém sabe ao certo definir esse título, mas faz sentido que não seja ser o mais forte, pois força é somente um atributo, o Ash quer ser muito mais do que apenas poderoso nos combates. Então, é necessário muita experiência, dedicação e conhecimento para que se chegue ao patamar que tanto deseja.

Ainda sobre o garoto Ketchum, Goh falou sobre algo muito relevante, que inclusive foi tratado em uma postagem sobre as "Incoerências do Ash", que seria a pouca validade das idades para os treinadores. Isso por ele dizer que o seu amigo batalha contra adultos, ainda que seja uma criança, e isso não importa, pois até consegue vencer muitos. De fato, o garoto é muito experiente para a sua idade e enfrenta pessoas que fazem isso há bem mais tempo do que ele, por isso não deveria ser tão surreal como dizem o jovem ter perdido seis ligas. A propósito, nesse episódio, o protagonista se mostrou um grande conhecedor de diferentes movimentos também.

Já o sonho do Goh tem ligação com o seu apreço pelas capturas, pegar todos os Pokémon até que consiga o Mew. É dito por ele que faz isso por ser a sua forma de conhecer mais os monstrinhos e de obter um conhecimento mais aprofundado em relação a eles. Isso traz duas diferentes percepções: o primeiro motivo, por ser igual ao do Ash, mostra bem como eles podem conseguir o mesmo objetivo de formas distintas, no caso, cada qual com a que mais o agrada; e sobre as conexões, enquanto o garoto de Pallet deixa claro que gosta de batalhar para se aproximar dos seus Pokémon, Goh bota a segunda justificativa sendo a de estudar, ou seja, a crítica feita ao personagem, que muitos negam, é evidenciada por ele mesmo, que não diz querer se afeiçoar mais aos seus monstrinhos. Para além, ele justifica que só batalha quando necessário para a captura, sendo essa uma forma de justificar o seu comportamento para os próprios telespectadores, ainda que mais questões devam ser consideradas.

Um detalhe sobre o Ash é que, mais uma vez nessa série, Pidgeot surgiram à sua frente. Isso ocorreu no episódio 6, como uma transição de cena para mostrar o protagonista, o que levou muitos a pensarem na época que poderia ter sido um reencontro não mostrado do garoto com o seu libertado há um bom tempo e ele seria usado no episódio 7, mas não foi o que aconteceu. Essas aparições deixam uma dúvida: por que insistir em Pidgeot e Ash, se não for o seu? Seriam somente referências? Não dá para saber, mas fica essa incógnita no ar.

Por fim, voltando para o Goh, temos a aparição de Mew! Os dois se conheceram há alguns anos, por isso, existe uma relação entre eles, mesmo que seja quase nula. Então, agora, o Mítico resolveu salvar os Pokémon dos protagonistas. Isso sugere uma, no mínimo, simpatia que sentiria pelos garotos. Estaria o anime sugerindo que realmente haverá em um dado momento o encontro entre Goh e Mew, agora que o primeiro se tornou um treinador e tentará capturá-lo? O sonho dele irá se realizar? Mais um detalhe que não cabe a mim responder, mas que foi mostrado.


CONCLUSÃO

Ash e Goh são personagens muito diferentes com sonhos distintos, mas objetivos comuns! Ambos querem conhecer uma maior quantidade de Pokémon e mais cada um em específico, sendo que o primeiro faz isso por meio de batalhas e visando se aproximar dos seus companheiros, enquanto o segundo realiza através de capturas e com o objetivo de obter um maior conhecimento aprofundado sobre eles. Ainda não se sabe exatamente como Ash se tornará um Mestre Pokémon, mas ser o treinador mais forte do mundo é um passo para isso. Por outro lado, Goh pegará todos os monstrinhos para chegar ao seu alvo, Mew, batalhando somente se for preciso.

Algumas dúvidas ficam no ar, como o porquê de alguns Pidgeot estarem sendo tão mostrados para Ash e se Mew será mesmo visto por Goh, até pela aparição mais recente, mas o que mais chama a atenção, por enquanto, são as reflexões da Koharu que ainda não consegue se decidir sobre qual é o seu sonho. Talvez, possamos ver ela investir no gosto por batalhas do Yamper, quem sabe até se aproximando um pouco mais do Ash, mas ainda é muito incerto. Qual dos sonhos dos garotos você gosta mais? E o que espera da Koharu?


Leia Também:

Sobre Ersj
19 anos, Recife-PE, tem Pokémon como a sua franquia preferida desde os 7 anos. Sua mídia favorita é o anime, seguida dos jogos da saga principal e de Pokémon Go. Ama livros e séries, principalmente de fantasia; os filmes que mais assiste são animações, e “Imagine Dragons” é a banda pela qual tem maior apreço. Seu Pokémon predileto é o Pikachu e seu maior sonho é se tornar um escritor.
E-mail: ersj@pokemothim.net

11 comentários:

  1. Johnny Edwin Da Cunha Cruz28/05/2020 16:17

    Go e Koharu precisam, urgentemente, de uma mudança radical em como eles veem os treinadores. O primeiro por achar que conseguirá o mew, através da captura de todos os pokémons. O que será impossível, já que há pokémons que não podem ser capturados devido a sua importância pra o equilíbrio do mundo. Quanto a segunda, a garota precisa se aprofundar mais a sua relação com o yamper, antes dela decidir o que vai ser. Nesse ponto, a Koharu está sendo até pior que a May, durante o começo dela com o torchic.

    ResponderExcluir
  2. Sendo bem sincero, você sabe que eu também não gosto da ideia de o Goh capturar os Lendários e Míticos, mas eu não duvidaria que a atual série permitisse. Espero e torço que não, pois seria muito forçado e há toda essa questão do equilíbrio que o anime já destacou tanto para jogar fora agora... mas só os roteiristas sabem.
    Sobre a Koharu, eu acho normal. Tipo, ela, May e Lillie são diferentes das outras garotas, no início, não só porque sim, mas porque nenhuma delas gostava de Pokémon. Na verdade, a Lillie era melhorzinha no quesito afeto porque ela até gostava, somente tinha medo, para ser mais correto. Sendo que a May não gostava por não se sentir atraída pela vida de treinadora, estava meio que sendo obrigada a começar a sua jornada, justamente por seu pai ser um líder de ginásio. Ela teve a sorte de conhecer o Ash e descobrir que existe muito mais a ser feito com um Pokémon do que as batalhas comuns. Então, eu espero que a Koharu tenha esse momento também. Já sabemos que o Yamper sentirá ciúmes dela em um dos eps que estão por vir. Talvez isso os aproxime ainda mais. :)

    ResponderExcluir
  3. Johnny Edwin Da Cunha Cruz28/05/2020 18:31

    Talvez esse episódio onde envolverá o ciúme do yamper por um pidove, seja o que falta pra mudar a visão da Koharu. Quanto ao Go, duvido que ele consiga capturar um mítico ou lendário até o final do anime. O Go mal treina os seus pokémons, o que não facilitará pra eles peitarem esses pokémons, que são conhecidos por seus enormes poderes e força, às vezes, absurda. Sem contar que esses pokémons, especificamente, tem a tendência de decidir se tal treinador é digno ou não em tê-los. Enquanto o Go não começar a treinar logo, ele vai ter que se contentar com pokémons de rotas iniciais, e deixar aqueles que tem personalidade competitiva para o Ash.

    ResponderExcluir
  4. quando sai o ep 23?

    ResponderExcluir
  5. Ash é incrivel!
    Esse ep me deixou uma impressão de que o Go possa a vir se interessar a ser um "Pesquisador Pokemon".
    Estou bastante interessante para qual vai ser o futuro da Koharu e espero que ela tenha um pouco mais de vinculo com o Ash.

    ResponderExcluir
  6. Johnny Edwin Da Cunha Cruz29/05/2020 08:23

    Só em Junho, com data ainda incerta.

    ResponderExcluir
  7. alguém, ou ninguém29/05/2020 12:15

    Realmente os Pokémon do Go são fraquissimos para tentar enfrentar coisas muito fortes, o Pikachu do Ash precisou de um Z-Move super forte pra derrotar o Tapu-Koko, imagina o Go tentando pegar um Arceus, ou um Yveltal ou um Rayquaza

    ResponderExcluir
  8. Johnny Edwin Da Cunha Cruz29/05/2020 12:33

    E ainda tem gente que acredita que ele terá um desses. É mais fácil o Ash conseguir outros míticos do que o Go, sem falar que tem um lendário de Galar que é total certeza que ficará com o Ash pelo fato dele evoluir: o kubfu.

    ResponderExcluir
  9. Espera-se que já nesse mês de junho, mas, para isso, é preciso que estejam seguindo todos os cuidados direitinho no Japão. Caso a pandemia não melhore lá... não dá para se saber.

    ResponderExcluir
  10. Mas, Johnny, quem enfraquecesse não é o Goh. kkkk Aí que está, é o Ash. Isso não só foi falado pelos próprios personagens, como foi mostrado com o Golurk. Então, eu não quero que aconteça, como disse, já fiz até uma análise sobre isso, mas não posso dar certeza, só quem pode é quem cria e eu não tenho esse direito.

    ResponderExcluir
  11. Eu acharia muito legal se ele seguisse como um Pesquisador.
    E também estou ansioso!!
    Obrigado pelo comentário!!

    ResponderExcluir

Seu comentário será publicado após ser aprovado pela moderação.
Agradecemos a sua participação!

A Pokémothim com a sua cara!

Personalize do seu jeito!

Temas

Padrão

Fechar