logo

Pokémothim

Teoria - Pocket Monsters: Próximos Locais Visitados! (Alola)


Olá, Thunders!

Por Galar ser uma região que ainda está sendo conhecida por Ash, acompanhe a última parte da série de locais não vistos pelo protagonista durante a sua viagem por cada região. Dessa vez, o foco é em Alola!


Na Ilha Melemele, os primeiros locais em dívida ficam na Cidade de Hau'oli, sendo eles: o Clube de Foto de Alola, onde os treinadores podem tirar fotos ao lado dos Pokémon em diferentes cenários; o Posto de Turismo de Alola, onde se compra lembranças locais e se localiza o Loto-ID; uma Loja de Roupas com muitos itens de moda; um Salão, para corte e pintura de cabelos; a Casa de Luan (Ilima), a qual nem foi citada no anime; a Prefeitura de Hau'oli, na qual ficam os responsáveis pelas mudanças na região; a Delegacia de Polícia de Hau'oli, onde deve ficar a Oficial Jenny que ajudou Ash a enfrentar alguns Rattata de Alola que causavam problemas; e a Loja Sonho Recheado (Malasada), que até serviu como local de trabalho para Equipe Rocket, mas o protagonista nunca chegou a visitá-la. Mesmo que o Shopping tenha aparecido, seus três principais pontos ficaram de fora: a Gracídea, loja com os itens de moda mais caros e onde um vendedor entrega a flor de mesmo nome para mudar a forma de Shaymin; Antiguidades das Eras, loja em que se vende artefatos Lendários; e o Bufê de Batalha, no qual treinadores tem acesso a escolha de mais pratos de acordo com a quantidade de vitórias que conseguirem lá dentro.

Ainda na primeira Ilha, existe a Praia Grande Onda, local do Mantine Surf, e a Caverna Arenosa acessada a partir dela; o Cemitério de Hau'oli, servindo para pessoas e Pokémon; os Campos de Frutas, onde se pode pegar algumas; a Casa do Guzma, chefe da Equipe Skull; e a Baía de Kala'e, acessada pela Caverna para o Alto Mar, podendo se achar nelas a Bola de Cura, Bola Mergulho e Bola Tela. 

Em Akala, as possíveis aparições da Cidade de Heahea foram muito breves, por isso nem é certeza se realmente estreou no anime. Devido a isso, também não apareceram: o Escritório da Game Freak, onde se batalha contra Morimoto; o Hotel Canção da Maré, local onde o jogador pode encontrar Colress; o Laboratório de Pesquisa Dimensional, ambiente de trabalho da Professora Bruna nos jogos; o ramo de Heahea da Associação de Surf, lar de um Pikachu com o movimento Surfar; a Praia de Heahea, local do Mantine Surf na segunda ilha; e a Loja de Roupas.

Tratando-se da Cidade Paniola, a Bancada de Leite Moomoo e a Casa do Kiawe foram cortadas, mas isso por esses dois locais terem se tornado parte do Rancho Paniola no anime. Por outro lado, o Berçário Pokémon, que deveria haver lá, foi ausentado da animação. Mesmo com a aparição do Estádio Real, a Avenida Real, ambiente no qual ele fica, não foi especificamente retratada, nem a Loja Sonho Recheado de lá. Uma cidade nem mencionada foi Konikoni, com alguns dos principais pontos sendo o Salão, a Barraca de Incenso, a Loja de Roupas e a Joalheria de Olívia, loja especializada em venda de pedras evolutivas e fósseis.

Também em Akala restou mostrar o Túnel Dividindo o Pico, que conecta as Rotas 7 e 8, mas não tem nada de muito interessante; o Motel Beira de Estrada, onde Looker e Anabel se hospedam; o Centro de Restauração de Fósseis, responsável por ressuscitar Pokémon fósseis; o Túnel de Diglett, lar de muitos Diglett e de alguns Dugtrio de Alola; o Monte Memorial, local de sepultamento para as velhas e poderosas famílias de Alola; e o Resort Grande Hano, que dá passagem para a Praia Hano e é onde se consegue o Pikanium Z.

Entrando na terceira ilha, Ula-ula,  a Cidade de Malie tem alguns lugares não visitados ainda: a Loja Sonho Recheado; o Sushi High Roller, restaurante de alta classe; o Salão para cortes de cabelo; o Centro Comunitário Malie, grande área de estar com televisão para visitantes e máquinas de venda automáticas; a Usina de Reciclagem, onde é processado todo o lixo produzido em Alola e onde um senhor ensina Estilos de Batalha, o que permite os Pokémon entrarem de diferentes modos nos combates; e a Loja de Roupas.

O Mantine Surf, na terceira ilha, acontece na não apresentada Praia de Ula-ula. Existe ainda a Montanha Blush, que é uma área com um campo magnético especial capaz de permitir a evolução de alguns Pokémon, como é o caso de Charjabug, e guarda a Usina Geotérmica; a Vila Tapu, ruína de edifícios destruídos por Tapu Bulo por conta de construções nas proximidades dos seus terrenos sagrados; a Base Aether, a qual abriga a unidade de remontagem, permitindo alterar as formas de Zygarde; e o Prado de Ula-ula, local do Néctar Vermelho para transformar Oricorio no Estilo Flamenco e que dá acesso ao Lago Lunar/Solar, lar de Cosmog. Por ao Altar do anime ser o Solar, acharia justo se o Lago mostrado nele fosse o Lunar.  

A Vila Pô, ocupada pela Equipe Skull, não foi conhecida por Ash, assim como a sede dos vilões, a Mansão Sombria, que só foi mostrada com os próprios antagonistas dentro dela. E, apesar de a Conferência Manalo ter sido em uma ilha artificial perto do Paraíso Aether, no Estádio Manalo, uma referência à Liga Pokémon dos jogos foi feita quando Olívia revelou que, antes de haver a conferência, os treinadores que venciam os Desafios das Ilhas se reuniam para lutar entre si no topo do Monte Lanakila, justo no local onde fica a Elite 4 nos jogos. Talvez, em um retorno do Ash para a região, ele descubra que o Professor Nogueira criou uma Elite 4 para ocupar esse espaço antes abandonado.

Iniciando logo por sua primeira cidade da Ilha Poni, Seafolk, o Restaurante Flutuante, navio em forma de Wailord, e a Casa Flutuante da Yasmin, barco em forma de Whiscash, fizeram falta. Também é aqui que se embarca para a Ilha Exeggutor, cheia de Exeggcute e Exeggutor de Alola, além de guardar a Flauta do Sol/Flauta da Lua. Por no anime ter sido escolhido o Altar Solar, o Altar Lunar não apareceu por motivos óbvios e nem há muitas chances que apareça, exceto se for em outra dimensão, por meio de uma Ultrafenda Espacial. 

Outros cantos interessantes na quarta ilha são: o Bosque de Poni, onde nos jogos se captura Stakataka ou Blacephalon; as Planícies de Poni, que dão entrada à Gruta da Planície, caverna que esconde o Kommonium Z, e ao Prado de Poni, onde se consegue o Néctar Roxo para Oricorio se transformar no Estilo Elegante e se tem acesso à Caverna da Resolução, local de captura de Zygarde; a Costa Poni, área costeira popular pela visão; a Manopla de Poni, campo à beira-mar no qual se encontram fortes treinadores e está a entrada para a Árvore de Batalha, local para inúmeras batalhas consecutivas, o que permite enfrentar uma Lenda de Batalha, podendo ser ela Red ou Blue.

Vale mencionar também o Festival Plaza, no qual o jogador pode batalhar ou fazer trocas com outros jogadores, o que pediria uma criativa adaptação para o anime, talvez um simples local de trocas; e o Poké Pélago, conjunto de cinco ilhas desabitadas: Ilha Abeens, na qual o treinador pode coletar Poké Feijões; Ilha Aplenny, onde se planta frutas; Ilha Aphun, que possui uma caverna que pode ser explorada pelos Pokémon para se achar itens; Ilha Evelup, na qual os Pokémon podem jogar em equipamentos e beber bebidas que aumentam a experiência; e Ilha Avenue, com fontes termais para as criaturinhas e os ovos relaxarem. Ainda há o interessantíssimo Castelo da Equipe Rocket, base da Equipe Rainbow Rocket, na qual todos os chefes das equipes vilãs de Kanto a Kalos se reúnem a partir de uma dimensão paralela, onde não foram derrotados, e são liderados por Giovanni, que planeja usar as Ultracriaturas para conquistar todas as realidades e sequestra Samina para transformá-la em uma serva leal.

Por fim, algumas das áreas do Ultraespaço não foram visitadas por Ash: Ultramegalópolis, cidade que fica no mesmo mundo dos Poipole e lar do Ultraesquadrão de Reconhecimento, o qual investiga as Ultrafendas Espaciais e as Ultracriaturas, igualmente aos Ultraguardiões, além de ser o cenário da batalha contra Necrozma e de sua captura na Torre Megalo; a Ultrasselva, que possui árvores em forma de seres musculares e é casa de Buzzwole; o Ultradeserto, deserto com cristais turquesa que serve como lar de Pheromosa; a Ultrausina, mundo sombrio com frequentes raios onde moram os Xurkitree; a Ultrafloresta, cheia de árvores e flores que lembram o morador do lugar, Kartana; a Ultracratera, extensão com gêiseres soltando vapor e crateras preenchidas com uma substância verde, a casa de Celesteela; e o Ultraespaço Selvagem, que, além de dar acesso a todos os Mundos das Ultracriaturas, permite ir ao Mundo do Penhasco, Mundo de Água, Mundo Rochoso e Mundo da Caverna, os quais separam, de acordo com os habitats, todos os Lendários de Kanto a Kalos para captura, com exceção de Zygarde por ser encontrado em outro local já citado.


Então, jovem trovão, quais desses locais mais gostaria de ver o Ash visitando em Jornadas Pokémon? Agradeço a todos os que acompanharam essa pequena série e até uma próxima!


Leia Também:
Sobre Ersj
19 anos, Recife-PE, tem Pokémon como a sua franquia preferida desde os 7 anos. Sua mídia favorita é o anime, seguida dos jogos da saga principal e de Pokémon Go. Ama livros e séries, principalmente de fantasia; os filmes que mais assiste são animações, e “Imagine Dragons” é a banda pela qual tem maior apreço. Seu Pokémon predileto é o Pikachu e seu maior sonho é se tornar um escritor.
E-mail: ersj@pokemothim.net

2 comentários:

  1. Não tem muito locais interessantes em Alola. Sobre o local da Elite 4 nunca demonstrou interesse no local, apenas nos membros.
    Áreas do Ultraespaço é impossível.

    ResponderExcluir
  2. Você acha? Acredito que esse anime é perfeito, nem que seja tudo em um único ep, para Ash e Goh darem uma volta em Solgaleo e ver todos os mundos rapidinho do Ultraespaço.
    Agradeço pelo comentário! ^-^

    ResponderExcluir

Seu comentário será publicado após ser aprovado pela moderação.
Agradecemos a sua participação!

A Pokémothim com a sua cara!

Personalize do seu jeito!

Temas

Padrão

Fechar