logo

Pokémothim

Pocket Monsters: O Primeiro Protagonista com um Pokémon Fóssil!


Olá, Thunders!

Nos mais de mil e cem episódios de Pokémon, nenhum dos personagens principais havia pego um Pokémon Fóssil antes, marco esse que ocorreu em Pokémon Jornadas. Descubra como foi a captura desse raro Pokémon e a nova evolução da Chloe, que acompanhou os heróis em mais uma aventura.


RESUMO

No Laboratório Cerejeira, a equipe do professor acompanha uma propaganda sobre o maior Shieldon já encontrado restaurado a partir de um fóssil, sendo crianças convidadas para vê-lo. Ash chama o seu amigo para irem ao Museu de Ciência, que aceita. Notando a animação dos garotos, o Professor Cerejeira também percebe Chloe indecisa com o seu projeto de pesquisa pessoal, dando a ideia de ela pesquisar sobre os fósseis ao lado dos protagonistas. Ambos a chamam também e a puxam para irem ao museu, enquanto o mais velho deseja que desfrutem dos mistérios antigos, com Yamper nos braços.

Dentro do Museu de Ciência de Pewter, diversas pessoas observam a Exposição de Pokémon Fósseis. Goh se impressiona ao ver um Omanyte com vida, ao mesmo tempo em que Ash e Pikachu observam um Kabuto e Chloe se assusta com um Kabutops. Empolgado, o garoto de Vermilion diz querer capturar todos os Pokémon Fósseis, quando o de Pallet se lembra do Shieldon. Porém, descobrem que a fila para ver a exposição dele foi fechada por hoje, o que deixa os treinadores desanimados. Chloe atenta a eles sobre a escavação de fósseis que também ocorre ali dentro, o que permite as pessoas levá-los como lembrança ou restaurá-los. Goh se anima com a ideia de ter um Pokémon Fóssil e se junta a Ash para carregar a amiga deles até lá.

Entre os escavadores, a Equipe Rocket procura Pokémon Fósseis, mas se entedia por não encontrar nada, o que leva Jessie a montar um Pikachu de pedras, pouco antes de ouvir a voz de Ash e perceber que os "pirralhos" estão ali. O herói pensa ter encontrado um fóssil, mas seus amigos duvidam, até que surge o chefe da equipe de escavação que os protagonistas conheceram em Unova, explicando que os fósseis são registros de história que datam centenas de milhares ou milhões de anos. Porém, ao ser perguntado se era ele, o homem revela que não, afirmando ser o presidente do Museu de Ciência.

Após isso, o presidente destaca que o que Ash achou é um fóssil de uma pegada de Pokémon que andou por ali há vários anos e mostra um Fóssil Garra de Aronith, que usava essa parte do corpo para capturar presas escondidas entre as rochas do fundo do mar. Ele também conta que fósseis são registros que marcam os locais onde os antigos Pokémon viveram, o que leva Goh a os enxergar como uma Pokédex natural, e diz que os primitivos como o Fóssil Garra podem ser restaurados com um dispositivo de restauração. Encantado, Goh afirma que conseguirá o seu Pokémon Fóssil, Ash também diz que irá e Chloe decide tentar procurar um também, sendo explicado que podem levar um fóssil, se encontrarem, para a sala de restauração, onde será avaliado. Ouvindo tudo, a Equipe Rocket desiste de procurar e planeja roubar Pokémon restaurados.

Durante a busca, Pikachu usa a Cauda de Ferro para abrir uma rocha para seu treinador, da mesma forma que Goh utiliza Golurk para ajudá-lo. Abrindo pedras com o material adequado, Chloe acha um fóssil, que Ash diz parecer com um Shellder, por isso ela conclui poder ser uma descoberta nova. A garota pede a opinião do Goh, mas ele se mantém concentrado, por isso decide levar o fóssil até o presidente, recebendo a ajuda de Ash.

No fim da tarde, o treinador de Vermilion e Golurk continuam a busca, mas Sobble cochila e Raboot brinca com uma pedra. Chloe o alerta sobre o tempo de escavação já ter acabado, mas o garoto continua, indo até um brilho. Ash, então, lamenta que ela não tenha feito uma nova descoberta, mas se mostra feliz por já ter arrumado bastante material para o seu projeto de pesquisa. No entanto, a conversa é interrompido quando Goh grita, ao conseguir pegar o objeto brilhante.

Ao chegarem à sala de restauração, o presidente diz que o objeto não se trata de um fóssil, sendo ainda mais incrível: um âmbar, resina de árvore antiga que endureceu e virou pedra. Porém, não é um âmbar comum, mas sim um Âmbar Velho, contendo genes de um Pokémon da sua época e sendo mais fácil de restaurar Pokémon a partir dele quando comparado aos fósseis. Os garotos pedem para que o presidente restaure uma criatura, o que o faz pôr o Âmbar Velho no dispositivo de restauração e avisar que voltem no próximo dia, fazendo-os decidirem dormir no Centro Pokémon.

Já na cama, mas sem conseguir dormir por ansiedade, Goh pensa em qual Pokémon Fóssil conseguirá, cogitando Omastar e Kabutops. Contudo, assim que o presidente sai da sala de restauração, a Equipe Rocket invade o local e acelera o processo de reanimação, causando uma explosão, a qual é vista através da janela do Centro Pokémon pelos protagonistas. Rapidamente, os heróis vão até lá, entrando no Museu de Ciência enfumaçado e encontrando o presidente, que conta que o dispositivo de restauração foi destruído, mas o Pokémon foi revivido. Repentinamente, um Pokémon voador avança pela fumaça, fazendo-os saírem do seu caminho, e escapa. Goh decide ir atrás dele, sendo seguido por seus amigos.

Pela área natural do museu, Ash e Chloe acabam se perdendo do outro amigo, e Pikachu encontra a Equipe Rocket escondida por trás de um arbusto. Os vilões cantam o seu lema, revelam que pretendiam restaurar alguns Pokémon fósseis antes do dispositivo explodir, chamam a máquina de bolinhas e soltam um Nidorino e um Graveler para pegarem Pikachu. Ash pede para que Chloe encontre Goh, enquanto ele cuida dos Rockets. Nidorino inicia a batalha com o Venochoque, e Graveler com o Rolagem. Para revidar, o redor Elétrico usa o Choque do Trovão.

Paralelamente, Goh desvia de uma investida do Pokémon Fóssil e descobre se tratar de um Aerodactyl, por meio da Pokédex. O garoto tenta conversar com ele, mas é atacado por um Deslize de Pedras, tentando revidar com o Chute Duplo de Raboot, mas o coelho é derrotado facilmente. Dessa forma, Golurk entra na batalha e é imediatamente atingido pelo Ataque de Asa de forma consecutiva, tentando parar o adversário com o Canhão de Flash, mas erra. O titã repete o ataque, dessa vez entrando em choque com um Pulso do Dragão, e é acertado por uma Cabeça de Ferro e por outro Pulso do Dragão. Goh se lembra do que foi dito pela Pokédex, sobre Aerodactyl antes governar os céus, e se anima para vencê-lo e tê-lo como parceiro. Nesse momento, Chloe surge e revela que a Equipe Rocket que causou tudo e está dando problemas ao Ash, mas o garoto diz estar também ocupado.

De volta à batalha do Ash, Nidorino investe com o Ferrão Venenoso, ataque desviado por Pikachu, mas o roedor é perseguido por uma Investida de Graveler. Para escapar, o Elétrico abre uma Teia Elétrica entre duas árvores e passa por um dos espaços dela, enquanto o oponente bate nela e é arremessado para trás, acertando Nidorino e os vilões e os fazendo decolar. Assim, Ash e Pikachu comemoram a vitória com um cumprimento.

Depois de parar uma Cabeça de Ferro, Golurk revida com o Braço Martelo, jogando o oponente para cima, e finaliza com o Canhão de Flash, fazendo-o bater no teto do museu e cair no chão. Mesmo com a alerta de Chloe sobre o perigo, Goh se aproxima de Aerodactyl e diz entender que ele está assustado por ter acordado em um mundo que não conhece, acariciando seu rosto e garantindo que a era dele não é tão ruim e que pode ajudá-lo a se acostumar. Dessa forma, o Pokémon se acalma e permite o garoto capturá-lo. Ash chega, descobre que seu amigo fez a captura e que se trata de um Aerodactyl, por ele ser tirado da Poké Bola. Já a filha do professor parece se encantar com a situação, corando. De volta ao Laboratório Cerejeira, os heróis terminam de contar a história da captura para Cerejeita e dizem terem se divertido muito. Contudo, para a surpresa de todos, Chloe fala que ela também se divertiu e sorri timidamente. O narrador, então, destaca a captura de Goh e o amadurecimento de Ash e Chloe pelo contato com os fósseis.

DEBATE

Tratando-se de detalhes mais gerais do episódio, foi muito interessante terem mostra o Museu de Ciência de Pewter, pois Ash nunca tinha ido a ele, e deu para ver todos os Pokémon Fósseis de Kanto, além de terem sido citados um de Hoenn e outro de Sinnoh. A animação do Goh por ver as criaturinhas vivas pela primeira vez foi ótima também, reforçando como para ele é tudo um pouco novo. De mais, o anime tratar o Âmbar Velho como capaz de permitir a restauração de vários Pokémon Fósseis faz bastante sentido, visto que se assemelha mais a ideia dos âmbar da vida real, apesar de ser diferente do que é mostrado nos jogos, sendo Aerodactyl a única opção.

Algo que me deu certa agonia, apesar realmente não esperar que fosse acontecer, foi o não interesse do Ash em saber se o Brock estava em casa. Para quem bem se lembra, Brock é de Pewter, e, segundo a sua última aparição, ele não está em nenhuma jornada. Ou seja, tudo indica que o personagem está na cidade e Ash nem sequer esboçou interesse em visitá-lo. Pokémon Jornadas já mostrou o Laboratório do Professor Carvalho sem que Tracey aparecesse, e agora Pewter sem o Brock... Certo que os personagens de Alola foram recuperados, mas nem teria como eles não aparecerem. Isso me dá receio da esperança que os fãs têm de mais amigos retornarem.

No campo das curiosidades, a utilização de um Nidorino e de um Graveler por parte da Equipe Rocket pode ter sido uma referência, já que suas pré-evoluções, nos jogos, podem ser encontradas respectivamente na Rota 2, antes de Pewter, e no Mt. Lua, depois de Pewter. Além disso, o presidente do Museu de Ciência desse episódio era idêntico ao chefe da equipe de escavação, como observado pelos próprios protagonistas, além de a apresentadora da exposição ser igualmente idêntica a que foi vista no episódio da 7 de Jornadas, da Batalha da Fronteira. Seriam esses personagens as novas Enfermeiras Joy e Oficiais Jenny?

E o que dizer de Ash, Chloe e Goh juntos novamente? Sempre gosto de quando os três se unem por algum propósito, dando a ideia de como costumava ser até Sol & Lua, com toda uma equipe reunida. Além do mais, mesmo que o Goh tenha sido o foco, Chloe ganhou o seu desenvolvimento do dia. Primeiramente, deu para notar o seu gosto pela pesquisa, algo que pode ser um indício do seu sonho, o qual muitos cogitam que será mais voltado para ensino ou pesquisa mesmo. Entretanto, nota-se também que ela não esconde mais o interesse. Geralmente, Chloe guarda a admiração que vem surgindo pelos Pokémon só para seus pensamentos, ou tenta disfarçar quando alguém parece estar notando, mas o final desse episódio deu a entender que ela simplesmente não se preocupa mais em esconder isso.

Um elogio que preciso fazer é a aproximação entre Ash e Chloe. Não precisava de um episódio focado na amizade deles dois, apenas o que houve aqui, um pouco mais de interação. Como amigos do Goh, é normal que acabem dialogando mais com o passar do tempo, ainda mais agora que a garota tem tido algumas aventuras pequenas com eles. A dinâmica dos dois foi boa no episódio, Ash sempre está disposto a ajudar e é bastante simpático, enquanto Chloe parecia estar abaixando um pouco os muros e se deixando interagir com o herói de Pallet.

Entrando nos feitos do Goh, o jovem ganhou o marco de ter sido o primeiro personagem principal do anime a capturar um Pokémon Fóssil, e que Pokémon! Aerodactyl foi bem apresentado, em minha opinião, e a batalha foi boa. Deu para ver o quanto o oponente era poderoso, e Goh realmente passou por um certo esforço para derrotá-lo. Só atento para o quão rápido Raboot perdeu, totalmente ao contrário da batalha contra Flygon. "Ah, ele é fraco contra tipo Pedra", igualmente como é ao tipo Terra. Mas, tirando essa oscilação de força que dão para ele, gostei demais. Inclusive, a captura foi outra cena que gostei bastante, com um diálogo final bonito e de companheirismo, tornando-se a minha  captura preferida feita pelo Goh!

Porém, Ash também queria um fóssil. Mais uma vez, Pokémon Jornadas fez Ash e Goh irem em busca de Pokémon e só o segundo conseguir achar convenientemente. Para piorar, o enredo do episódio se divide em duas grandes situações decisivas: a batalha contra a Equipe Rocket e a captura do Aerodactyl. Se notar bem, ambos são tratados como dois desafios para cada protagonista no episódio, sendo que a Equipe Rocket ser o grande desafio do Ash é um pouco "não muito empolgante". Se você não teve essa impressão, o próprio Twitter oficial do anime reforçou a ideia de batalhas importantes acontecendo ao mesmo tempo para os garotos, sem falar da cena de comemoração entre Ash e Pikachu parecida com a que fizeram ao ganhar a competição de flauta de vidro, como se fosse um grande feito.

Os que leram a análise do último episódio, sabem que achei o discurso do Goh problemático, já que ele disse algumas boas verdades, mas, em outras frases, soou bastante egoísta, como se não enxergasse o quanto seu amigo faz por ele. Nesse episódio, quando Chloe vai desesperada atrás dele porque Ash está tendo problemas com a Equipe Rocket, o garoto simplesmente diz estar ocupado demais porque ele queria capturar o antigo governador dos céus. Sério? Em outra ocasião no anime, o personagem tentaria ir ajudar, mas o Aerodactyl entraria no meio e ele veria que realmente precisaria derrotá-lo antes de ir até o amigo, mas com o Goh não é assim, e eu simplesmente não entendo, apesar de saber que existem pessoas que agem dessa forma.

CONCLUSÃO

A aparição, batalha e captura de Aerodactyl foram muito bem feitas! Ele se tornou o primeiro Pokémon fóssil capturado por um protagonista, provou-se muito forte e passou por uma cena emotiva para entrar na equipe do Goh. O episódio também contou com a participação da Chloe, que pareceu se aproximar mais do Ash, mostrou-se interessada em pesquisas e deixou de esconder a diversão que sente ao se aventurar com os garotos e com os Pokémon. Tudo isso ambientado no Museu de Ciência, bem retratado, assim como os fósseis mostrados, e ainda com novas possibilidades de restauração a partir do Âmbar Velho.

Por outro lado, mais uma vez fizeram Ash querer pegar um novo Pokémon, sem que nem chegasse perto de conseguir, e quiseram passar uma falsa conquista equivalente a do Goh quando ele derrotou a Equipe Rocket. Sem falar que, mais uma vez, o novo protagonista mostrou que o seu sonho e interesse está acima de tudo, até de ajudar o amigo. Não sei se irão seguir com essa filosofia com ele até o final, mas espero que não. Para completar, o garoto Ketchum foi até Pewter e nem pensou em rever seu amigo Brock, que, ao que tudo indica, está em casa, o que deixa duvidoso o quanto realmente a continuidade está livre em Jornadas.

Pequenas referências ao mapa dos jogos podem ter sido feitas com a aparição de Nidorino e Graveler, além de a apresentadora e o escavador estarem se tornando personagens múltiplos recorrentes, como é o caso das Enfermeiras Joy. Agora, pergunto a você: o que achou da captura de Aerodactyl? Acredita que Goh pode estar soltando algumas frases e respostas negativas? Qual a próxima criaturinha poderosa que gostaria de ver nas mãos do novo protagonista? 


Leia Também:

Sobre Ersj
19 anos, Recife-PE, tem Pokémon como a sua franquia preferida desde os 7 anos. Sua mídia favorita é o anime, seguida dos jogos da saga principal e de Pokémon Go. Ama livros e séries, principalmente de fantasia; os filmes que mais assiste são animações, e “Imagine Dragons” é a banda pela qual tem maior apreço. Seu Pokémon predileto é o Pikachu e seu maior sonho é se tornar um escritor.
E-mail: ersj@pokemothim.net

22 comentários:

  1. Pablo Soares Camargo24/09/2020 13:25

    Goh fez uma captura ao melhor estilo Ash. Sobre ele ter parecido meio ingrato/egoísta em Alola, ali até o próprio Ash entendeu que era em relação a ele ser amigo e não rival dele e nessa agora o Goh viu que o bicho tava pegando com o Aerodactyl por causa da facilidade que ele derrotou o Raboot. Mas se continuar assim, realmente vai incomodar e ele vai receber fácil o selo de ingrato/egoísta.

    Chloe mais uma vez desabrocha/desenvolve/desperta um pouco seus sentimentos por Pokémon mas a ver se ela depois disso vai sumir por uns 3 episódios como vem acontecido. Só falo que "agora vai" com ela se ela for com Ash e Goh pra esse arco em Galar que vem aí. Parece que não querem fazer com ela o que fizeram com a Lillie em Sol e Lua onde desenvolveram ela muito rápido e depois do arco da Aether Foundation ela ficou largada no anime até surgir a história do pai dela.

    E quando vi que esse ep. ia ser em Pewter eu pensei logo no Brock, fiquei com a mesma sensação que ele podia vê-lo mas pra variar não.. Foi a mesma coisa daquele ep. do Pikachu que foi parar lá em Pallet e não custava nada o Ash ir lá no laboratório do Prof. Carvalho e ver seus Pokés que estão lá e mostrar eles pro Goh. O jeito é esperar episódios especificamente para essas coisas que queria que rolassem

    ResponderExcluir
  2. Johnny Edwin Da Cunha Cruz24/09/2020 13:30

    Espero que tenha outro episódio de fósseis. O Ash, pelo menos, merecia ter um aurorus.

    ResponderExcluir
  3. Acho que terá, e adoraria se Ash capturasse Aurorus ou Tyrantrum, principalmente o primeiro por combinar mais com ele.
    Agradeço pelo comentário! ^-^

    ResponderExcluir
  4. Foi bem ao estilo Ash mesmo kkk, e eu gostei muito, foi uma captura merecida. Sim, o Ash entendeu em Alola, e eu concordo com a diferenciação que Goh fez sobre um rival, o problema é ele ter dito que sonho é algo individual e cada um deve cuidar do seu sozinho, sem ter ajuda de amigo ou rival algum, sendo que ele tem bem mais ajuda do Ash do que o contrário. Daí, quando chega na situação desse episódio, eu acredito (posso estar errado), que se fosse a Chloe dizendo que o Goh precisava de ajuda para o Ash, ele poderia até cerrar os dentes e ficar pensativo, mas deixaria Aerodactyl para ir dar apoio ao amigo. De qualquer forma, tudo acabou bem, então, a gente deixa para ver como irão seguir com os próximos eps.

    Sim! Tudo que você comentou sobre a Chloe estará em uma postagem já pronta e programada para a segunda-feira. kkkk Nela, eu falo um pouco sobre o porquê de Chloe não se tornar uma personagem principal como as outras garotas. Adiantando minha opinião, acho que, mesmo com os problemas que outras Pokégirls passarem por momentos de menos focos, ela ainda merece mais destaque do que vem tendo.

    Pois é! Já perderam duas chances só em Jornadas de mostrarem os antigos Pokémon do Ash novamente. Espero que isso ocorra em algum episódio focado, como mencionou. Não me importo em torcer por isso até o final da série, contanto que no último episódio, assim como em Unova, façam um belo reencontro no Laboratório do Professor Carvalho. Não vi ninguém comentando sobre o Brock para minha surpresa, mas fico feliz que mais alguém sentiu falta disso. Rsrs
    Obrigado pelos comentários!! ^-^

    ResponderExcluir
  5. Johnny Edwin Da Cunha Cruz24/09/2020 17:43

    Aurorus é muito melhor por Ash do que o tyrantrum, pois ele me lembra o dragonite. Deixe os de personalidade arredia por Go.

    ResponderExcluir
  6. Master Eusine25/09/2020 02:02

    O auge do episódio é sem duvidas a Chloe ela robou a cena. Adorei a forma como ela acabou indo parar lá meio sem entender nada, eu defendo o Goh mas a cada episodio ele age mais egoísta nem a amiga de infância ele ajudou. Ela é fria mas sempre esta ali disposta a ajudar até quem não conhece, coisa que os episódios dela destacam; fiquei com pena na hora da escavação ela pediu ajuda para fazer uma nova descoberta e ele nem virou tendo alguns pokémon o ajudando, tomara que ele melhore, o mistério daquele fóssil continua talvez fosse um shellder. Achei que eles perderam uma oportunidade enorme de resgatar os personagens destaque das viagens regionais com essa ideia de plot de personagens diferentes com o mesmo rosto, Brock não aparecer nem que fosse de referencia num cartaz foi descuido. Viu que finalmente terão os episodios com continuação eu fiquei feliz. Talvez tenham a captura de lendários ou não os episódios estão chegando.

    ResponderExcluir
  7. Johnny Edwin Da Cunha Cruz25/09/2020 08:05

    A Koharu não é fria. Ela só desenvolveu essa repudia pelos pokémons por culpa do Go, desde o dia que os dois encontraram o mew. Com ele só querendo saber da localização do mítico, a Koharu mal teve oportunidades pra fazer algo com o Go, o resultou nessa personalidade quase semelhante com a qual a May tinha antes. Pelo menos, graças mais pelo lado do Ash, ela está voltando aos poucos ao o que era antes. Já esse Go, parece que o seu lado de lobo solitário insiste em permanecer. Pelo visto, ele precisará voltar mais vezes pra Alola pra aprender a valorizar mais as suas amizades humanas. Seria bom se ele visse todos aqueles que viajaram com o Ash, pra ensiná-lo algumas lições bem dadas e deixar essa obsessão pelo mew um pouco longe.

    ResponderExcluir
  8. O novo poster do anime mostra um dracovish ao lado do lucario do Ash, acredito que o Ash irá pegar este fóssil

    ResponderExcluir
  9. A Koharu não é fria

    ResponderExcluir
  10. Sim! Eu também achei chato ele não ajudá-la quando ela finalmente se empolgou em fazer algo envolvendo Pokémon, querendo seu próprio Pokémon Fóssil, mas, pelo menos, Ash se ofereceu e puderam se aproximar mais. Também acho que se tratava de um Shellder fossilizado.
    Verdade! Quanto mais "repetirem" personagens novos, menos dos antigos poderão surgir, como é o caso do próprio Brock. Imagina se fosse ele a ajudar os heróis a escavar em Pewter? Seria até uma forma do personagem já ter a sua participação em Pokémon Jornadas. Mas, quem sabe ainda não terá outro episódio só dedicado a isso?
    Continuação e Lendários estão vindo aí. Estou ansioso por episódios incríveis! Obrigado pelo comentário! ^-^

    ResponderExcluir
  11. Pois é... Tem gente que ama o Goh desde o início e o defende com unhas e dentes, tem quem está tanto faz para ele e há quem o odeie com todas as forças. Particularmente, eu comecei Jornadas não gostando tanto do personagem, pela personalidade em si, mas, com o passar dos episódios, ele foi me ganhando. Porém, nesses mais recentes, tenho me sentido mais incomodado com ele novamente. E não é porque ele não é treinador como Ash, mas sim pelo modo como vem agindo e o que tem falado. Espero que isso mude. :/
    Desculpa kkkk, depois de já ter mudado "Go" para "Goh", achei que já estava na hora de passar a chamar os demais novos personagens pelos nomes brasileiros. Meu amigo do site, Eru, agradece. kkk
    Obrigado pelo comentário! ^-^

    ResponderExcluir
  12. Johnny Edwin Da Cunha Cruz25/09/2020 14:57

    Dracovish?! Não fui muito bem com a cara dos fósseis de Galar, por achá-los esquisitos. Pra mim, o aurorus é o que mais combina com o Ash.

    ResponderExcluir
  13. Master Eusine27/09/2020 00:07

    Gente vocês assistiram mesmo os episódios dela? A personalidade dela é assim, no episódio de desenvolvimento dela a própria família a descreveu assim, a forma como ela vinha tratando o Ash até pouco tempo atrás também era assim, o desenvolvimento da amizade deles está sendo aos poucos. Ela trata as pessoas assim, ela também não ligava para os monstrinhos, ela estava acostumada a ter Yamper como um bichinho de estimação mesmo.

    ResponderExcluir
  14. Agora a exibição de Jornadas Pokémon consta na programação do CN,no dia 05/10.O primeiro episódio se chama A chegada de Pikachu.

    ResponderExcluir
  15. Obrigado por avisar. :)

    ResponderExcluir
  16. Alex Santos Ferreira27/09/2020 18:25

    serio so eu que nao gosto do Go?

    ResponderExcluir
  17. Certamente, não é só você. Goh tem muitos odiadores ou defensores, então, sinta-se incluso em um desses dois grupos. Mas, mesmo que não goste, o que tem total liberdade de fazer, só recomendo que não seja desrespeitoso para evitar intriga com outras pessoas. ^-^

    ResponderExcluir
  18. Thiago Wilker28/09/2020 18:31

    Mais uma teoria que cai por terra... Falaram tanto que o Aerodactyl seria do Ash. Se deram mal.

    ResponderExcluir
  19. Thiago Wilker28/09/2020 18:33

    O que fazem com o Ash chega a ser bizarro. Se queriam inserir um outro protagonista era só aposentar o Ash e Pikachu, mas fazer o que estão fazendo é um absurdo.

    ResponderExcluir
  20. Verdade, mas, pela abertura, dava para saber que seria do Goh. Ainda assim, alguns acreditavam que não. De qualquer forma, agora já se sabe a quem ele pertence. kkk

    ResponderExcluir
  21. Sobre isso, ainda tenho uma opinião não muito bem formulada. Entendo os dois lados, tanto os que apoiam e dizem ser necessária a inserção do Goh, tanto os que se incomodam com isso. Por enquanto, irei me manter neutro e acompanhar como as coisas tem se desenvolvido. Futuramente, poderei chegar a uma conclusão mais sólida sobre em qual dos dois lados me encaixo mais. :)

    ResponderExcluir
  22. É marco, mas sinceramente não gostei disso. Go a cada episódio está ficando egoísta e perdendo a simpatia por ele. Gostei da aproximação da Koharu com o Ash
    Por um momento eu boiei lendo e pra saber quem é Chloe, me acostumei tanto com Koharu.

    ResponderExcluir

Seu comentário será publicado após ser aprovado pela moderação.
Agradecemos a sua participação!

A Pokémothim com a sua cara!

Personalize do seu jeito!

Temas

Padrão

Fechar