logo

Pokémothim

Por Que Interrompem Tanto o Torneio de Mestres?


Olá, Thunders!

Agora que os episódios do Goh foram verdadeiramente confirmados, trago-lhes hoje um assunto mais simples, que já comentei com algumas pessoas no site, mas que ainda vejo dúvidas e questionamentos. Obviamente, essa não é uma resposta oficial, mas acredito fazer bastante sentido e poder sim explicar porque estão ocorrendo interrupções conscientes no Torneio de Mestres. Por isso, desejo-lhes uma ótima leitura e vamos para o texto!


Sem muita enrolação, para mim, existem dois motivos mais óbvios para a finalização dos atuais arcos da Cloe e do Goh ter sido colocada no meio do desfecho do Ash. Ao contrário do que muitos pensam, não foi algo simplesmente jogado ali só porque sim, ou porque os roteiristas são burros e não perceberam que isso frustraria muitos fãs que estão loucos para ver o desfecho do Torneio de Mestres. Pelo contrário, ainda que as justificativas não impeçam os pontos negativos decorrentes dessas interrupções; pasmem, elas foram muito bem pensadas. Se por um lado Cloe e Goh foram inseridos no meio do grande torneio para que Jornadas, ou pelo menos sua primeira fase, segurasse o evento envolvendo os campeões e a curiosidade para saber quem terminará como grande monarca até os seus últimos episódios; também foram para os dois personagens em questão não ficarem tão apagados por uma quantidade muito extensa de episódios. Como assim? Vamos por partes.

Por enquanto, o Torneio de Mestres teve 8 episódios dedicados exclusivamente a ele (9, se contarmos com a recapitulação do Ash), e se espera que tenha, no mínimo, mais 2 ou 3 para a batalha contra o campeão Leon, independente de quem o enfrente. Mas, para considerarmos todas as opções, vamos cogitar também que Cynthia ganhará do Ash e, por não ser protagonista, o roteiro vai fazer sua batalha contra Leon durar apenas 1 episódio. Dessa forma, concluímos que a fase final do Campeonato da Coroação Mundial terá entre 10 e 12 episódios. Episódios esses que são do plot do Ash, significando que, independente de ele não protagonizar todas as batalhas, ainda se trata da sua história.

Diante da grandiosidade do evento e do Hype para o desfecho, ainda que muitos acreditem ser óbvio, pois existem pequenas chances de ganharmos algumas surpresas, ou até pelo simples fato da curiosidade por "como o roteiro vai forçar para isso aqui acontecer", o assunto do momento, acima de qualquer decisão do sonho da Cloe ou conclusão do Projeto Mew (apesar de eu não concordar que são irrelevantes) é o torneio. Isso é um fato. Prova são as reações negativas a essas pausas, especialmente à da Cloe, por muitos não a considerarem nem mesmo uma personagem relevante na trama, afirmação com suas parcelas de verdade, mas não tão verídica assim.

Nesse ponto, fica explícito um dos primeiros argumentos para as interrupções: o anime, teoricamente, teria que arrastar o final do torneio o máximo possível para o fim da série, para tentar garantir a audiência dos telespectadores. Basta imaginar o Torneio de Mestres acabar e depois fazerem o desfecho do Goh e da Cloe. Sabendo do hate que ambos os personagens sofrem, certamente os episódios finais de Jornadas não ficariam bem marcados. Então, ok, o anime precisava acabar com o arco do Ash, não com o do Goh e/ou da Cloe. Então, por que, ao invés de interromperem o evento, os arcos deles não foram finalizados antes de começar o torneio?

Simples! É justamente aqui que se torna importante considerar que essa competição vai ter de 10 a 12 episódios. Imaginem essa quantidade toda de episódios sem ter qualquer foco no Goh ou na Cloe. E não falo isso no sentido de se os fãs gostariam ou não, porque quem detesta os personagens iria adorar, mas no sentido da própria série. Pensando no lugar dos roteiristas, fazer os arcos dos novos amigos do Ash se encerrarem no meio do seu iria garantir tanto que eles tivessem algum destaque no meio do que seria uma sequência de 10/12 episódios só para o garoto Ketchum, ou seja, não seriam jogados completamente fora nos últimos meses de Jornadas; e também garantiria que o enredo do torneio e sua audiência se estenderiam até os episódios finais.

No entanto, a respeito dessas duas justificativas que trouxe, muitos podem ignorar o que pontuei de se colocarem no lugar dos roteiristas e afirmarem que não ligam e que preferiam que os (talvez) últimos meses de Jornadas fossem sim totalmente focados no Ash. Colocar-se no lugar do outro, especialmente quando essa figura carrega uma opinião contrária a sua, é sempre difícil; mas nos permite enxergar e pensar por perspectivas que não conseguíamos no nosso simples lugar de telespectador. Sendo que, na realidade, existe uma terceira justificativa que está sendo muito positiva, embora ninguém pareça estar comentando sobre: os spoilers dos títulos e sinopses vazados. Ou melhor, o retardo desses vazamentos.

Mais do que apenas não apagar Goh e Cloe e levar o torneio até o final, essas pausas bem pensadas entre fases do evento estão impedindo que recebamos os clássicos spoilers pelos títulos e sinopses dos episódios. Sabemos como isso foi um problema nas últimas ligas, entregando quem sairia vitorioso ou, pelo menos, deixando subentendido. Em Jornadas, não. A inserção do arco da Cloe, por exemplo, entre a fase inicial e as semifinais, impediu que recebêssemos ainda na época da batalha da Iris contra Cynthia spoilers de quem estaria nas semifinais, o que automaticamente confirmaria a campeã de Sinnoh e Ash. O mesmo se repete agora. Chegando ao fim da batalha do herói de Pallet contra Cynthia, se o combate final viesse em seguida, certamente já teríamos o título e, mesmo que não fosse revelador, uma sinopse que estragaria qualquer possível surpresa. É graças a interrupção do arco do Goh que isso não aconteceu, pois, até que se confirme quem vai batalhar contra Leon, espera-se que só receberemos spoilers dos episódios do garoto de Vermilion, não dos do Ash.


Bem, foi isso! Uma observação mais lógica dessa vez, que espero ter feito algum sentido para vocês, para que, independente se gostam ou não da ideia, atentarem-se que deve ter sido algo pensando e com certo sentido, que, por um lado, inclusive, tem nos beneficiado no fator surpresa, de uma forma que as últimas séries não conseguiram fazer. Acham que faz sentido? Pensam em alguma outra possível razão para as interrupções? E o que estão achando da batalha de Ash contra Cynthia? Deixarei para escrever sobre ela somente quando terminar completamente, mas adianto que estou a achando incrível, apesar de não fazer parte dos fãs que já a definem como a melhor batalha de todo o anime, perfeita sem defeitos. Seria até incoerente comigo, depois da postagem que fiz criticando as 4 batalhas da fase inicial do Torneio de Mestres, chamar o atual confronto de perfeito, se ele repete alguns dos erros que destaquei lá. De qualquer forma, não nego que a luta também traz muitos acertos que estão sendo lindos de se ver.


Leiam Também:

Sobre Ersj
anos, Recife-PE, tem Pokémon como a sua franquia preferida desde os 7 anos. Sua mídia favorita é o anime, seguida dos jogos da saga principal e de Pokémon Go. Ama livros e séries, principalmente de fantasia; os filmes que mais assiste são animações, e “Imagine Dragons” é a banda pela qual tem maior apreço. Seu Pokémon predileto é o Pikachu e seu maior sonho é se tornar um escritor.
E-mail: ersj@pokemothim.net

18 comentários:

  1. É pra esticar até chegar Scarlet & Violet e assim chegar a nova temporada do anime

    ResponderExcluir
  2. Mas, a ordem não altera a quantidade de episódios. Se a finalização do arco deles não interrompesse o arco do Ash, seria a mesma quantidade de episódios, só muda que viriam antes ou depois do torneio.

    Agradeço pelo comentário! ^-^

    ResponderExcluir
  3. Eu gostei muito dos pontos nos quais você tocou. Inclusive, pretendo falar de alguns deles na minha análise geral da série Jornadas, quando (e se) ela acabar já já. Vou pincelar apenas algumas partes, embora tenha lido o seu comentário completo, para não acabar escrevendo tudo que escreverei futuramente aqui kk. Mas, também acho que Jornadas não soube trabalhar direito com Goh e nem com a Cloe. Pior, nem mesmo com o Ash. A diferença, como você disse, é que Ash é a cara do anime, então, na hora dos cortes, ele sobrevive. Esse duplo protagonismo, como comentei com alguém na minha última postagem, foi errado desde o início. Primeiro que, no começo de Jornadas, Goh era o protagonista. Não houve duplo protagonismo. Se os fãs não engoliram o novo personagem ser "tão importante quanto o Ash" na série, vê-lo ter a maioria dos episódios dedicados para si foi o auge para as reações negativas. Depois de um tempo, de acordo com a reação dos fãs, Ash passou a ter mais destaque, mas de forma que Goh ficou apagado até demais, como ocorre atualmente. Então, a série que prometeu um duplo protagonismo nunca o entregou de verdade. Junta-se a isso, como você bem disse, vários outros fatores, o que inclui a Koharu. Quando eu me desprendi das simples análises de episódios aqui no site e passei a fazer postagens mais soltas, umas das minhas primeiras foi justamente na linha que você trouxe, sobre a Koharu. Lembro-me que terminei escrevendo que, para o anime, foi melhor (na cabeça dos roteiristas) dar destaque a um personagem que simboliza um jogo que está rendendo loucamente para a franquia, o Pokémon Go, do que dar destaque a uma personagem feminina que nem se deram o trabalho de colocar como companheira de viagem. As pessoas falam da Dawn, mas a May também teve muito destaque (como você lembrou). Ela tinha episódios só para ela, sem precisar ser nos Contests. Isso sem falar que (e talvez faça uma futura postagem sobre) ela foi a ÚNICA que teve um filme mais voltado para ela. Certo, Ash que ainda desempenhou o papel de herói que arrisca a própria vida, mas claramente o filme do Manaphy - um dos meus preferidos, por sinal - foi da May. Nem uma outra Pokégirl teve esse privilégio, nem mesmo a Dawn, mesmo tendo construído certa relação com Shaymin no seu filme. Mas, parece que se tornou desinteressante dar um destaque relevante para essas personagens...

    Sobre o finalzinho, eu particularmente gostaria de ver o anime voltando a ser como era antes, mesmo que muitos torçam com todas as forças para que não. Ainda assim, aceitaria uma série Jornadas 2.0, contanto que fosse melhor trabalhada e não parecesse ser um jogo de erros e acertos, em que a todo instante estão testando o que vai ou não dar certo e, no fim, o desenvolvimento dos personagens que fica prejudicado. :/

    Muito obrigado pelo comentário! E não se preocupe com o tamanho, amo comentários grandes! >w<

    ResponderExcluir
  4. Daniel Gonçalves de Amorim11/09/2022, 04:26

    Sua análise foi tão boa que me obrigou a entrar no Disqus, coisa que eu não fazia há mais de um ano só pra elogiar o seu texto. Mesmo que eu não concordasse com 100% da sua percepção sobre a série Pokemon, eu elogiaria a sua estrutura textual muito bem pontuada. De fato, a saga jornadas, apesar de ter bons pontos positivos, é uma das mais falhas em termos de grupos de personagens e decididamente é uma decepção em termos de apresentação da região. Por exemplo Alola, que é obviamente a menor região apresentada em Pokemon até agora (afinal são só 4 ilhas com poucas referências de local cada), os roteiristas e produtores espremeram cada lugarzinho até não poder mais, tendo de inventar até uns não-canônicos, mas em compensação quem assistiu vai se lembrar com carinho da região de Alola, pois a reconhecerão como ambiente hospitaleiro, aconchegante e familiar, assim como as pessoas que nela vivem. Mas o que há para dizer de Galar enquanto fã? Nada. Nós não conhecemos a região, Ash passou como um raio por "pontos importantes" por um episódio e tchau e sem nenhuma compensação por isso. Nem tivemos um personagem digno representando a região, ou os roteiristas acharam mesmo que o Leon e o insuportável do irmão dele iriam preencher a cota?

    ResponderExcluir
  5. Luccas Douglas Ferreira Frankl11/09/2022, 11:31

    Sinceramente os ep do Goh eu até assisto mas os da Cloe eu nn curti muito, apesar de amar de coração a eevee dela e respeitar o fato de quererem mostrar uma eevee que não precisa evoluir que pode até abrir algo pra região de paldia e aqueles pokemons com lustre na cabeça kkkk (ainda nn desce esse lustre pra mim no caso) mas se for isso mesmo o que o Erjs publicou dou os parabéns pra pokemon companie kkkk meu hype ta nas alturas ainda .

    ResponderExcluir
  6. Concordo com quase tudo do seu comentário, mas em alguns pontos eu preciso discordar (apesar de não ser nada gritante). Primeiro que hoje estamos em outros tempos, até a época dos jogos BW não tinhamos muito a explorar, os spin-offs vinham de Mystery Dungeon, Pokémon Rangers, Pokémon Snap e aqueles games da franquia mais cult pra GameCube, mas hoje a franquia tem Pokémon Go, Pokémon Masters Ex, Pokémon Cafe ReMix, Pokémon Quest, Pokémon Unite e o adorado Legends Arceus; e como a missão do anime sendo fazer a propaganda da franquia esses outros jogos não podem ficar de fora.

    No próprio anime tivemos coisas que por uma visão muito horizontal foram cortadas, como por exemplo o arco da Zennia que deveria ter ocorrido no XY que se passaria na região de Hoenn (e lá o Ash poderia capturar um Pokémon da região que mega evoluísse); devido a pegada mais infantil do Sol e Lua, a Lusamine que era realmente a vilã louca dos jogos, modificaram bastante para virar a mulher triste que só queria reencontrar o marido; perderam nessa geração atual a chance de adaptar bem Legends Arceus pra resumí-lo a um festival sobre ele em um especial de quatro episódios (apesar de que ainda deve dar tempo de adaptarem na próxima geração).

    Apesar de que provavelmente a próxima temporada deve ser exclusiva de Paldea, Jornadas mostrou muitas coisas acertadas e errou em outras. O maior acerto é que hoje só pensar nos jogos core não é o ideal, inclusive a tendência é ter menos histórias nos jogos core daqui pra frente e boa parte do investimento ser em coisa pra explorar no mundo aberto e o online, então sobra muito espaço pra outros jogos da franquia serem adaptados, por outro lado, isso não é desculpa para aderir as adaptações mais genéricas, preguiçosas e econômicas. E Jornadas foi exatamente isso, criaram o Goh para ver como seria um anime com menos batalhas, com um estilo mais de vida cotidiana, o próprio mundial estava gritando como sendo um plot para tirar o Ash no fim da temporada e o Goh virar o novo protagonista, contrataram inclusive em dos dubladores mais caros da atualidade para fazer isso dar certo, mas falhou porque mais uma vez não souberam ler o próprio público-alvo que normalmente atingem e tentaram entregar o mínimo; as crianças de hoje tem muito mais opções do que fazer e assistir em anime que o humor não é tão engraçado assim e a lutas não são muito dinâmicas não vai atraí-las, daí ocorre o que ocorreu, precisaram criar mais batalhas (gastando mais recursos) e pagar mais caro pra dubladores antigos reprisarem os próprios papeis pra salvar os números de audiência.

    Não acho que o formato tradicional é o ideal para a próxima temporada, assim como nessa não seria também, mas entregaram algo pavoroso. Estou entre os que acha que Jornadas deveria continuar, mas com muitas mudanças na staff (principalmente no quesito direção) e com um planejamento e objetivo mais claro; sem plots genéricos como um mundial ou completar a dex, e sim um que realmente seja interessante para o público em geral e não só visar supostas crianças com poucas exigências.

    Putz, essa minha resposta também foi gigante, mas enfim, a última coisa que eu tenho a falar é que eu via o desenvolvimento do Ash sendo trabalhado nessas últimas geração, apesar do BW ter sido um grande erro de percurso e as gimmicks por mais que criticadas nos últimos jogos, deram uma sobrevida a franquia e algo que o Ash deve almejar a conseguir (apesar de que acho um erro gimmicks que só podem ser utilizadas na própria região), porém claramente a dinâmica dos jogos atuais pedem algumas inovações (apesar da quantidade gigantesca de erros que virão junto).

    ResponderExcluir
  7. Eu acho que Galar era ainda menor que Alola nesse quesito, a região de Galar pode não ser menor que Alola, mas tem muito menos história e mesmo assim não entregaram algo decente. Eu já aceitei que Galar foi um sacrifício devido a um plano ambicioso (no mal sentido) que não deu certo.

    ResponderExcluir
  8. Foi comigo o comentario. Nunca houve o interesse de haver um duplo protagonismo em Jornadas, o Ash só estava lá como um "backup" para o anime enquanto a missão era popularizar o Goh e torná-lo a nova cara do anime; a Chloe esteve lá para simplesmente se resumir a cota de personagem feminina, ela esteve lá como se fosse basicamente por obrigação.

    ResponderExcluir
  9. Foi exatamente isso.
    É até engraçado ver que, nas aberturas, eles colocam ela em um lugar um pouco separado do resto do pessoal do Laboratório Sakuragi, como se quisessem dizer que ela não é um personagem secundário como eles, mas...

    ResponderExcluir
  10. Tudo bem kkk, você não é obrigado a gostar dos episódios da Cloe. Sem falar que, mesmo com os pontos que defendo sobre a personagem, não posso discordar que o plot dela com a Eevee foi extremamente genérico e reciclado. Nem desenvolvimento em termos de sonho ela teve. 😅

    Obrigado por deixar a sua opinião! Vamos torcer que o melhor esteja por vir futuramente no anime! ^-^

    ResponderExcluir
  11. Nunca foi a intenção a usarem como uma personagem principal

    ResponderExcluir
  12. Eu acho que o principal motivo dessas interrupções é para ter tempo de alguns retoques nos episódios do torneio, afinal a agenda é bem apertada e tiveram de adicionar mais batalhas (de última hora). Falo isso porque mesmo nos dois episódios de Ash vs Cynthia, pelo menos numa televisão grande, dava pra perceber alguns problemas na animação e fizeram alguns "ajustes" para parecerem melhores. Pra muita gente o motivo das interrupções são o que eu citei, mas isso não torna as coisas menos frustrantes.

    Pra mim como eu estou pouco me importando com o resultado final de Jornadas, com ou não interrupção, o "inferno" vai continuar até pelo menos a primeira semana de Novembro e a pra mim o trailer do anime do SV está me dando mais animação do que quem será o monarca no fim da temporada. Única coisa que eu quero é o Tomiyasu e o atual diretor de animação fora da posição de diretores e que tenhamos uma história mais interessante e uma animação; eu não ligo sobre o esquema da próxima temporada (não tirando o Ash do anime tá ok).

    ResponderExcluir
  13. Esse é um bom ponto, que, sinceramente, não havia pensado. Acho que pode ter influenciado também, mas não foi o grande motivo por eles poderem adiantar o arco da Cloe e do Goh. Se o maior motivo era tempo para animar, ao meu ver, seria muito mais vantajoso fazerem o arco da Cloe e do Goh virem antes, o que daria muito mais tempo para desenvolverem melhor o mundial. Então, mesmo que essa tenha sido a ideia, pois realmente também acredito agora ter sido um elemento que contou, ainda teriam que pensar em não matar a trama dos personagens tão cedo para intercalar os arcos.

    Acho que, exceto pelo meu desejo pessoal de ver todos os amigos do Ash torcendo por ele em uma possível final do Mundial, também estou mais ansioso pela nova geração animada. kk E, a julgar por cada vez mais imagens do novos iniciais no estilo do anime estarem vazando, já já ganhamos esse trailer lindão! *w*

    Obrigado por deixar a sua opinião! ^-^

    ResponderExcluir
  14. É simples, pra terminarem de fazer os episódios.

    ResponderExcluir
  15. Mas, aí, era só os arcos da Cloe e do Goh viram antes. Não justifica querem fazer arcos interrompidos, então, não é tão simples assim.
    Agradeço pelo comentário! ^-^

    ResponderExcluir
  16. Japonês é meio doido, então tenho quase certeza que é por causa de cronograma mesmo.

    ResponderExcluir
  17. InfamousPlayer17/09/2022, 03:56

    Se não queriam que a audiência esquecesse da Chloe, então que não esquecessem dela por 60% da série e não dessem um arco pessimamente desenvolvido pra personagem, e é literalmente impossível esquecer do Goh quando ele tá ali a todo momento, até quando não devia- deixa o Ash e a Iris terem a maldita cena deles em paz, que inferno- e eu não preciso nem dizer que essas "pausas" pra focarem nesses dois não seriam nem de longe tão critcicadas se não fossem acompanhadas de semanas sem episódio e recapitulações inúteis, que só fazem as pessoas perderem o interesse no que deveria ser o foco: o torneio. E spoilers? Sério? Desde que as matchups foram reveladas iteralmente a única luta cujo o resultado não era mais que óbvio era Diantha vs Lance, e essa foi basicamente filler (e ironicamente a melhor da primeira rodada).

    ResponderExcluir
  18. Você trouxe pontos ótimos, mas não é a nossa lógica, é a deles. Kkkk Por exemplo, concordo total quando escreve sobre esquecerem a Cloe quase a série inteira e darem um arco ruim para ela, mas na cabeça deles fizeram de uma forma satisfatória (apesar de acreditar que devem ter a noção de que não foi tão bom quanto outras Pokégirls). De resto, eu acho que diria sempre a mesma coisa. Para mim, tudo o que escreveu faz sentido sim, mas, para eles, existe o fator surpresa. E, no caso das batalhas, é só ver como muitos fãs achavam que Ash não passaria Cynthia e ficaram até chateados porque isso aconteceu. Alguns outros, embora a minoria, acreditavam que o protagonismo faria Iris chegar às semifinais. Então, ainda que não em um nível realmente considerável, existiam possíveis resultados que, para parcela dos fãs que não tinham um defecho absoluto para cada batalha, poderia ser spoilers.

    Agradeço pelo comentário! ^-^

    ResponderExcluir

Seu comentário será publicado após ser aprovado pela moderação.
Agradecemos a sua participação!

A Pokémothim com a sua cara!

Personalize do seu jeito!

Temas

Padrão

Fechar