Alquimia de Alola - Parte 2

Os jogos de Pokémon estão começando a ter uma narrativa mais aprofundada e super interessante. E, lógico, os jogos de Sun e Moon estão começando a mostrar cada vez mais sua história.

Veja a teoria na íntegra:




Por isso, hoje vamos teorizar sobre a ciência que possivelmente deu origem aos jogos da sétima geração: Alquimia. A teoria não é original da Pokémothim, contudo, a internet já está comentando dela há alguns dias, então vamos investigar tudo por trás da possível narrativa dos novos jogos. Essa é a segunda parte de três, então fiquem ligados! Fontes no final do artigo.


Na primeira parte, falamos dos elementos básicos da Alquimia e a relação dos iniciais com os elementos mais importantes. Contudo, precisamos falar muito mais sobre Azoth o agente essencial de transformação na Alquimia, sendo considerado um medicamento ou solvente universal, o que faz a transmutação possível. Em Pokémon, Azoth parece ter a mesma função.



Kalos
Nos jogos da sexta geração é quando começam a falar de Azoth. E toda essa teoria envolve a Ultimate Weapon feita por AZ há 3.000 anos, pois foi por causa dela que a Energia Infinita foi liberada.


Originalmente, a Ultimate Weapon teria a única utilidade de reviver Pokémon, e foi usada para reviver a Floette de AZ. Exposto à máquina, AZ acaba ganhando imortalidade, assim como Floette. Contudo, ainda com desejo por vingança daqueles que feriram seu querido Pokémon, ele converte a máquina numa arma, acabando com a Guerra ao destruir os dois lados. Ao perceber que tantas vidas foram perdidas para que Floette voltasse à vida, ela decide deixar AZ e, então, a arma foi enterrada pelo irmão de AZ, para que nunca mais fosse usada. Ironicamente, foi o descendente do irmão de AZ, Lysandre (Fleur-de-Lis), quem a desenterrou.

De acordo com o Professor Sycamore, as Mega Stones são pedras especiais como as pedras evolutivas que foram irradiadas pelo poder de Xerneas e Yveltal, que foram atiradas pela Ultimate Weapon.





Ainda, segundo a sinopse do 19º filme, o reino de Azoth é localizado em Kalos e foi nele que Éliphas cria Magearna. Pouco ainda é sabido quanto ao reino em questão, contudo, o ministro Jarvis parece ter um cetro com um cristal parecido com os da logo dos jogos e das pulseiras dos protagonistas, e terá algo relacionado com a Ciência Misteriosa e a Energia Infinita.






Hoenn
Nos jogos de OR/AS, é falado do Projeto Azoth. Este projeto era, originalmente, para trazer o mundo de volta às suas origens, ao acordar o Primal Groudon ou o Primal Kyogre. Para isso, as equipes Magma ou Aqua teriam que pesquisar e desenvolver um método para romper o selo na Caverna Seafloor. O projeto é deixado de lado quando o líder de uma equipe vilã diz que o nome da mãe dele também é Martha conta pro líder da outra equipe que para o mundo retornar às origens, seria necessária a morte de toda vida na Terra.


Contudo, ainda restaram aquivos deste projeto, que podem ser lidos nas estantes do esconderijo da Equipe vilã:

"Arquivo Nº 1 do Projeto Azoth - [...] Reversão Primal é uma evolução Pokémon em potencial, um potenial diferente da Mega Evolução. Mega Evolução é possível graças à energia das pessoas e Pokémon. Reversão Primal é possível graças à energia natural. Na Reversão Primal, Groudon/Kyogre absorve a energia natural em seu corpo, aumentando assim o seu poder drasticamente. Ambos aumentam significantemente o poder de um Pokémon: a diferença está na origem da energia necessária."

"Arquivo Nº 2 do Projeto Azoth - Pretendemos analisar o poder da Ultimate Weapon utilizada em Kalos 3.000 anos atrás e trabalhar no desenvolvimento de uma arma de perfuração utilizando a tecnologia. A Caverna Seafloor é selada pelo poder de um Pokémon lendário. A única maneira de obter acesso à caverna é quebrar o selo com um poder que exceda o do Pokémon. De acordo com o relatório da equipe de reconhecimento em Petalburg, a Devon Corporation detém o segredo da tecnologia da Ultimate Weapon. Vamos dedicar todos os nossos recursos para obter essa tecnologia."
[traduzidos a partir dos textos disponíveis na Bulbapedia]

Segundo um NPC em OR/AS, a letra A de AZOTH representa o começo e Z representa o final, contudo, não sabe o que quer dizer as letras O, T, e H. Existem teorias que contam que O, T e H representam as letras finais de outros alfabetos: Omnicron ou Ômega, Theta e Heta. E, lógico, AZ é o nome do Rei de Kalos que criou a Ultimate Weapon.



Azoth é o agente essencial de transformação na Alquimia. Sendo assim, em Pokémon, Azoth pode ser a energia que transmuta o Pokémon, seja para uma evolução como a Mega ou uma Reversão Primal. 



Iwanko
Falando em transformação, uma coisa fica na cabeça. A CoroCoro deste mês revelou um novo Pokémon: Iwanko, um cachorro do tipo Rock, que terá algum mistério que envolve os iniciais.

Assim como os iniciais, o Iwanko pode ser associado com um elemento da Alquimia: o chumbo. A sua pose de frente faz lembrar o símbolo do chumbo na alquimia; contudo, o chumbo pode ser associado com outro símbolo, que também representa o planeta Saturno: e este símbolo lembra o rabo peludo do cachorro. O chumbo é um dos principais e mais antigos metais que os alquimistas usavam para tentar fazer ouro, a partir da transmutação. Na teoria, seria necessária a Pedra Filosofal para tal, sendo assim, tal ambição nunca foi feita. Tendo em vista que Azoth é o poder que pode dar a capacidade de um Pokémon expandir sua forma e evoluir para outro nível, será possível que a ligação entre Iwanko e o seu inicial é que ele poderá evoluir/mega evoluir dependendo do inicial de sua escolha? Ou seja, o Chumbo (Iwanko) poderá tomar a forma mais próxima do Sal (Rowlet, dando o tipo grass), do Mercúrio (Popplio, dando o tipo water) ou do Enxofre (Litten, dando o tipo fire).



Falando em Saturno, a alquimia utiliza alguns outros planetas e astros em sua ciência, principalmente o Sol e a Lua. Na terceira e última parte vamos falar mais sobre eles.


Fiquem ligados em mais novidades e teorias originais, na Pokémothim!


Fontes principais: GameXplainTheOneIntegralEryizo e Casa do Smeargle.
em 18/06/16
Comentários
Disqus

2 comentários:

  1. Miguel Levy18/06/16 13:26

    Acho que seja mais provável que o Iwanko, junto aos iniciais, podem acessar uma forma paralela a mega evolução, uma forma que representasse seu elemento alquímico, vou meio que brisar legal agora, acho que a pedra no pulso dos treinadores no sentido alquímico, é um fragmento da dita pedra filosofal, que pode ter sido criado no reino de Azoth e tem a capacidade de realizar a "Alchemist Evolution" tanto quanto a "Mega Evolution".

    ResponderExcluir
  2. Já tendo como ideia que o Azoth trabalha como uma pedra filosofal, é possível que essa energia seja suficiente para transformar um Pokémon, evoluindo de uma nova forma... Quem sabe, essas pedrinhas no pescoço do Iwanko são fundamentais para a captação da energia do treinador e isso foi impulsionado pela pulseira, de forma artificial? Seria uma forma de forçar um Ash-Greninja nos iniciais de Alola!

    ResponderExcluir

Seu comentário será publicado após ser aprovado pela moderação.
Agradecemos a sua participação!